v
 

Documento sem título

 


Documento sem título
PORTAL DE M. VERDE

Associação Comercial

Câmara M. Camanducaia 

Cartão Postal - Mte. Verde

Edições anteriores
Emancipação

Fale conosco

Fórum moradores
Fotos da Cidade
História de Mte. Verde
Horário de ônibus

Hotéis-Mte. Verde

Índice por assunto

Mapa das trilhas

Mapa das ruas
Mapa de Localização
Prefeitura/Camanducaia
Zé Verdinho/prefeito
ROTEIROS
Gonçalves
Cachoeira dos Pretos
Campos do Jordão
SERVIÇOS
Câmara Federal
CEP

DETRAN-SP

Direito - portal

Lista telefônica
Esoterismo - portal

Receita Estadual-MG

Receita da Fazenda

Senado Federal
Tribunal Sup. Eleitoral

Sup. Tribunal de Justiça
Sup. Tribunal Federal
Tribunal de Contas-MG
BANCOS
Banco Real
Bradesco
Caixa Federal
Banco Itaú
Banco do Brasil
Nossa Caixa-SP
Unibanco
IMPRENSA
Fórum de imprensa
Jornais Brasileiros
Jornal dos Bairros-SP
Voz da Terra-Assis-SP
PORTAL REGIONAL
Cachoeira dos Pretos
Camanducaia-dados
Camanducaia - história
Prefeitura-Cambui-MG
Prefeitura de Extrema

Jornal de Monte Verde 

Diretor Responsável: Egydio Coelho da Silva - Diretora de redação: Suely Silva
Rua dos Eucaliptos, 61 - Monte Verde - Camanducaia - MG - Brasil
Fone: 35-3438-2035 - Fale Conosco

- Bem-vindo !

VOZ DA TERRA impressa 14 de fevereiro de 2.002

O primeiro gerador que trouxe eletricidade a Monte Verde

Gerador hoje exposto na Avenida Monte Verde
Hoje, o gerador que fornecia energia para poucos que viviam aqui, está sendo transformado em um monumento histórico exposto na entrada da cidade.
Texto de Suely Silva

Em 1963 o sr Verner Grinberg trouxe para a pequena vila um objeto que funcionava a base de água e fogo sendo o responsável em iluminar as poucas residências que existiam em Monte Verde.
Hoje, o gerador que fornecia energia para poucos que viviam aqui, está sendo transformado em um monumento histórico exposto na entrada da cidade.
“A água fervia e formava uma pressão, funcionando como um gerador, beneficiando toda vila levando luz às casas” lembra Benedito Fernandes da Silva, 71 anos, conhecido por todos como Sr.Murilo. Natural de São Francisco Xavier, interior de São Paulo, Sr. Murilo operou a máquina por cinco anos até que chegou a luz elétrica. Ele conta que todos os dias ás cinco da manhã colocava água e fogo na máquina. “De dia funcionava a serraria do sr Verner, e à tarde quando o sol já ia embora o gerador fornecia luz às residências até as dez da noite”, finaliza Verner.
 
Documento sem título
LOGIN
Usuário:
Senha:
Documento sem título
TEMPO
Documento sem título
COTAÇÕES

Documento sem título
PARCEIROS
© Copyright 2003 Jornal Voz da Terra Monte Verde-MG ® - Todos os direitos reservados