VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

TRÂNSITO NA ESTRADA E NAS  RUAS: setembro de 1.999 a maio de 2002

 VOZ DA TERRA – SETEMBRO DE 1.999

Texto extraído do debate em Monte Verde, coordenado por Walter Monacci

 

Alta velocidade

Em relação à estrada, entendemos que precisamos iniciar um movimento para a colocação de sinalização sobre curvas, declives, e áreas sujeitas a trânsito de animais soltos, para prevenir acidentes. Essa sinalização é de responsabilidade da Prefeitura de Camanducaia, já que a estrada é municipal, e o novo CTB assim disciplina. É preciso, também, identificar locais onde possam ser colocados redutores de velocidade.. No próprio Monte Verde, somos favoráveis a colocação de lombadas e redutores de velocidade em toda a extensão da Avenida Monte Verde e Avenida Sol Nascente, porque já começam a aparecer exageros na velocidade...

Angélica Carlini

 

VOZ DA TERRA – SETEMBRO DE 1.999

Ex-asfalto

...Na tarde do domingo anterior  também deve ter ocorrido na Estrada, próximo àquele mesmo local, algum acidente de proporções consideráveis, pois havia grande quantidade de vidro de parabrisa no chão, também no trecho de asfalto antigo, atualmente conhecido como "EX-FALTO"...

WALTER CUNHA MONACCI

 

VOZ DA TERRA 20 DE JANEIRO DE  2.002

Email recebido

Marcos Siarvi
São Caetano do Sul- SP-Brasil

Prezados Senhores,
Meu nome é Marcos Siarvi, tenho 37 anos, sou professor de educação física e trabalho com organização e administração esportiva na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP.
Sou casado e tenho 2 filhas: 9 e 5 anos de idade.
Estive pela primeira vez em Monte Verde há 15 anos atrás, e naquela época ela já me encantou.
De férias desde o dia 13/01/2002, resolvi passar alguns dias em Monte Verde com minha família, que até então não conhecia o lugar.
Ficamos hospedados no Hotel Porthal das Videiras entre os dias 14 e 17/01/2002.
O hotel é um show, bem como o atendimento e seu restaurante (Tropeiro de Minas).
O que me leva a procurar vocês é a preocupação de um fã de Monte Verde que há muito tempo não ia lá e se assustou com o que viu.
Vou descrever e comentar algumas coisas que acho interessante para o comércio local, bem como para a Prefeitura de Camanducaia, sempre objetivando o melhor para Monte Verde.
 q A estrada que liga Camanducaia a Monte Verde está em péssimo estado de conservação, principalmente no trecho de serra. É básico que essa via de acesso tem que estar em condições razoáveis de uso, pois além dos mais de 5000 moradores de Monte Verde, na alta temporada e nos feriados e fins de semana a população da vila quintuplica, e ocorrendo qualquer tipo de acidente ou fatalidade com qualquer dessas pessoas, seu deslocamento até a cidade de Camanducaia ou até a Rodovia Fernão Dias fica muito demorado, e demora com atendimento médico não combinam nunca.
q As principais ruas e avenidas de Monte Verde há 15 anos atrás eram de terra batida e pedrisco, e muito boas, por sinal. Já agora em 2002, um misto de buracos-crateras e asfalto mal-conservado predominam, dificultando muito o vai e vem de veículos e turistas. Entendo que Monte Verde não perdeu seu charme e suas características com as ruas asfaltadas, mas desde que elas estivessem conservadas. Do jeito que está espanta turistas, mas espanta mesmo. Isso é ruim para Camanducaia; isso é ruim para o comércio; isso é ruim para todos.
q Permitam-me dar uma sugestão com relação à direção do trânsito nas principais ruas de Monte Verde (Av. Monte Verde e Av. Sol Nascente), de modo que todos os visitantes e turistas, além de pequena parte da população local, passem obrigatoriamente pelas suas principais avenidas, fazendo com que todos conheçam a rede hoteleira e comercial delas, da seguinte forma:
Após a passagem pelo portal de entrada da cidade, todos ficam obrigados a virar á esquerda na rotatória e seguirem pela Av. Sol Nascente, inclusive para ter acesso à Av. Monte Verde, que passará a ter sentido único de direção (do coreto para o portal de entrada).
o A Av. Sol Nascente também terá sentido único em cada uma de suas pistas, ou seja, você poderá seguir sentido bairro pela pista de cima ou seguir sentido portal pela pista de baixo.
o Dessa forma todos passariam pela rede hoteleira e comercial de quase toda a cidade, e também seria incentivado a rede de comércio e serviços daqueles locais, ampliando seu raio de ação e valorizando outros bairros da cidade.
Isto posto, espero que, tanto a Associação Comercial de Monte Verde como a Prefeitura Municipal de Camanducaia tomem providências rápidas e urgentes com relação à essa jóia que a natureza lhes ofereceu.
Boa sorte à vocês.

Marcos, 

obrigado pelo seu interesse por Monte Verde. Sua sugestão de mão única na Av. Monte Verde é válida e, acredito, que será implantada tão logo a Prefeitura tape os buracos na Av. Sol Nascente.

Egydio Coelho

 

VOZ DA TERRA 12 ABRIL DE  2.002

Email recebido 

De: Wilson Catapani


Prezado Sr. Egydio: 

OMA - Organização Mantiqueira Ambiental - apresentará neste sábado próximo, dia 13 de abril, às 18h, uma proposta  de urbanização para a Avenida Monte Verde. 

A proposta prevê a transformação deste local em um calçadão, logicamente respeitando os acessos para descarga de produtos destinados ao comércio local. 

O calçadão comportará espaços para que os comerciantes possam expor seus produtos e receber adequadamente os turistas  em frente a suas lojas, bem como locais ( mini-palcos ) para realização de apresentações musicais, performances, etc, que contribuirão para manter o turista por mais tempo na área comercial.  

O projeto será apresentado e discutido através de um painel, onde foi elaborada uma visão artística de como ficaria o local, por meio de  uma montagem feita por computação gráfica. 

A apresentação do projeto será feita às 18 horas , na Casa de Pedra. 

Gostaríamos de contar com sua preciosa colaboração no sentido de divulgar este evento en tre os proprietários de pontos comerciais, não só na Av. Monte Verde, mas em geral, visto que o desvio do tráfego de veículos que será proposto levará a um aumento do movimento, por exemplo, na Avenida Sol Nascente. 

Contando com a presença de todos, agradecemos
Wilson Catapani

Wilson,

Parabéns pela iniciativa. Alguma coisa precisa ser feita em Monte Verde, que embeleze mais a a Av. Monte Verde. 

Acho que deve haver, porém, preocupação com o trânsito, pois, as ruas de Monte Verde são estreitas, portanto, eliminar espaço de trânsito, sem oferecer alternativa, gera efeitos colaterais. 

Também há necessidade de haver preocupação com a locomoção dos deficientes físicos e idosos, que, conforme conceito universal, precisam ser estimulados a se movimentar e participar da vida social em sentido amplo. 

Egydio

 

VOZ DA TERRA 30 ABRIL DE  2.002 

Email recebido 

De: Wilson R. Catapani, diretor Organização Mantiqueira Ambiental
Prezado Sr. Egydio: como resultado da reunião realizada na Casa de Pedra, no dia 13 de abril, para discussão do projeto de urbanização da Av. Monte Verde proposto pela OMA, ressaltamos os seguintes tópicos:
1- a  OMA vai encarregar-se de verificar o que é possível fazer para a solução definitiva do problema de esgoto na avenida, bem com a drenagem de águas pluviais. Sabemos que o solo da avenida é composto por turfa e o lençol freático é muito superficial. Vamos conversar com engenheiro especializado para ver o que pode ser feito. É claro que o projeto de urbanização prevê antes a solução do problema de esgoto.
2- Foi aprovada uma proposta de estabelecimento de mão única na Av. Monte Verde, em caráter EXPERIMENTAL, por uma ou duas semanas, indo dno sentido Portal - Bradesco. A proposta foi colocada em votação e aprovada por ampla maioria das pessoas presentes à reunião. O vereador Rubens encarregou-se de levar o pedido para autorização da mão ínica em caráter experimental à Camara de Vereadores, para discussão e autorização. Se a proposta for autorizada, teremos uma ampla discussão para debatermos quando e como, com que cuidados e precauções, a alteração será implantada.
3- Dentro em breve, faremos realizar uma nova reunião, que será amplamente divulgada, para apresentarmos o resultado da consulta ao engenheiro sanitarista sobre o esgoto. Esperamos, nessa reunião, contar com a presença de mais interessados, além das cerca de 40 pessoas que compareceram no dia 13, e para isto será necessário continuarmos contando com sua ajuda para a divulgação desta reunião no momento oportuno.
Atenciosamente
Wilson Catapani
Em tempo : ao contrário do que possam estar pensando algumas pessoas, o projeto apresentado foi realizado gratuitamente pelo arquiteto Carlos Catapani, meu irmão. Não haverá nenhum tipo de ganho para a OMA ou qualquer um de seus membros. A OMA é uma organização SEM fins lucrativos, de interesse público, e sem conotações políticas, composta por pessoas que visam única e exclusivamente o bem de Monte Verde, e efetivamente estão trabalhando para isso.

VOZ DA TERRA 05 MAIO DE  2.002 (fee)

Email recebido 

De: Luiz Avelino ( Av. do Sol Nascente, 1552) 

 

Gostaria de sugerir que antes da implantação da mão única na rua principal, que fossem colocados redutores de velocidade na Av. do Sol Nascente, visto que hoje a velocidade na citada avenida já é elevada, e com o aumento de fluxo de carros que poderá ocorrer com o sentido único da rua principal, esse problema poderá aumentar. Outra observação é que a Av. do Sol Nascente só é transitável em uma das pistas, devido ao excesso de buracos na outra.

Grato pela atenção e desculpas por não ter podido participar da reunião na Casa de Pedra.

 Luiz Avelino ( Av. do Sol Nascente, 1552 )

 

Chalés de madeira, com lareira, aquecimento. Central, som, TV em cores, frigobar e telefone. Também apartamento super luxo, com hidro, sauna, vídeo. Salão de convenções. Av. do Sol Nascente, 883. Fones:      (035) 3438-1246 /1418.

 

 

Piscina-aquecida, campo de futebol, churrasqueiras.   Centro de Convivência com American bar e restaurante.        

 

Chalés de madeira, avarandados no estilo alpino, belo jardim com a graciosidade de esquilos Domesticados. Estacionamento, sauna, mini-bar, lareira.          Av. do Sol Nascente, 890. 

Fone: (035) 3438.1389.

HOTEL POUSADA VARANDA POR DO SOL

Piscina, TV nos apartamentos, antena parabólica.

Fonefax: (035) 3438-1371