VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

SERVIÇO PÚBLICO: DE 03/1.999 A FEVEREIRO DE 2.001

VOZ DA TERRA – 14 DE FEVEREIRO DE  2.001

Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

 

DE: D. MARIA LUCIA FORLENZA (AL DI LÁ CHALÉS)

PRESTADORES DE DESSERVIÇO.

Prezado Walter e participantes do Debate, boa noite!

Todos aqui em Monte Verde estão indignados com o desserviço prestado pela Telemar, Copasa e Bragantina.

É exasperante conectar-se à internet em Monte Verde. Quando se consegue a conexão com o Servidor (após inúmeras tentativas, as quais são evidentemente cobradas como ligações de 1 minuto), além da qualidade ser péssima e em velocidade de quelônio, normalmente a ligação cai, interrompendo a comunicação e perdendo todo o trabalho. 

Aí temos que reiniciar todo o processo, rezando para ter linha, para não haver nenhuma variação brusca de voltagem, para os ruídos não serem excessivos.......

Tudo isto, quando os telefones não estão mudos, claro.

Quanto à Copasa, o fornecimento de água está muito irregular (falta água em plena estação das chuvas!!!!!), pondo em risco as máquinas de lavar, já tão ameaçadas pelas variações de voltagem ( de novo!!!).

E a Bragantina?...

Alguém já parou para calcular os prejuízos mensais causados pelas variações de voltagem?

Eletrodomésticos, Telefones, aparelhos receptores da Parabólica, a própria Parabólica, televisores, Computadores, Sistemas de Segurança, Alarmes, sensores, lâmpadas etc....Quantos são danificados mensalmente?

Sugiro que todos parem para pensar e comecem a juntar os laudos técnicos e comprovantes das despesas (prejuízos) que tiveram com a manutenção e conserto destes Eletro-eletrônicos. 

Vamos buscar nossos Direitos. As Empresas detêm um monopólio em suas áreas de atuação, mas têm que responder pelas conseqüências da péssima qualidade do Serviço prestado. 

(O "Código de Direitos do Consumidor", tão lembrado contra nós, deve agora ser empregado a nosso favor).

Como poderemos nos organizar para atacarmos estes problemas de forma eficaz?

M. Lucia Forlenza

AL DI LA Chalés

(35) 3438- 1216 ( quando funciona.......)

VOZ DA TERRA – 14 DE FEVEREIRO DE  2.001

Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

 

DE: WALTER CUNHA MONACCI

Amigos de Monte Verde,
Em face da reclamação da amiga Maria Lucia Forlenza, gostaria de registrar que na minha casa eu tentei colocar sensores de presença (aqueles que acendem a lâmpada quando alguma pessoa entra em seu raio de ação).
Coloquei 3. Quinze dias depois, um queimou. (prejuízo = 1)
Troquei o queimado. Mais quinze dias depois, aquele trocado e mais outro estavam queimados. (prejuízo = 3).
Não os troquei e o outro também queimou.
Lâmpadas, nem se fale. Toda semana tem uma queimada (e não é lâmpada vagabunda), falo daquelas "PL", de R$ 20,00 cada uma.
Uma vez (em 1.999 !) mandamos e-mail para a Bragantina com tal e eles RECONHECERAM o problema mas disseram que estavam no prazo de regularização concedido pela Agência Nacional de Energia (ANEEL). Não disseram que raio de prazo era esse...

De fato, na resposta da BRAGANTINA, que me foi passada através da carta com referência TTBI-1145/99 (portanto em 1.999 !!!) a BRAGANTINA diz que APÓS VERIFICAÇÕES CONSTATARAM QUE A TENSÃO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA DE MONTE VERDE ENCONTRA-SE FORA DOS LIMITES NORMAIS ESTABELECIDOS PELA ANEEL – AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA.

Isto em 1.999 !!!

Vamos botar a boca no mundo, não há outro jeito.
Vamos reclamar junto à ANEEL, à ANATEL, etc. e ATENÇÃO AOS JORNAIS VOZ DA TERRA, JORNAL REGISTRO E JORNAL DA SERRA QUE PARTICIPAM DO DEBATE !!!
Para fundamentar e embasar as reclamações que enviarei por e-mail à ANEEL e ANATEL, solicito a todos os participantes que, assim como fez a Maria Lucia Forlenza, me mandem também os seus mail´s com as suas reclamações, informando sobre eventuais problemas ocorridos em suas casas ou empresas em Monte Verde.

Obrigado e abraços,

VOZ DA TERRA – 14 DE FEVEREIRO DE  2.001

Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

 

DE: MARIA LUCIA FORLENZ

Prezado Walter
Pode anexar minha reclamação, sim.
Até o final do mês, terei também alguns laudos de técnicos de São Paulo.
Ontem queimou o meu segundo liquidificador em menos de um ano. O anterior era americano e não dois meses (não tem mais conserto).
Quanto aos sensores de presença, já perdi a conta do número que instalei aqui.
Não dá mais, temos que tomar providências. As Leis estão aí para ser aplicadas.
Grata pela atenção
M. Lucia Forlenza

 

 

Chalés de madeira, com lareira, aquecimento. Central, som, TV em cores, frigobar e telefone. Também apartamento super luxo, com hidro, sauna, vídeo. Salão de convenções. Av. do Sol Nascente, 883. Fones:      (035) 3438-1246 /1418.

 

 

Piscina-aquecida, campo de futebol, churrasqueiras.   Centro de Convivência com American bar e restaurante.        

 

Chalés de madeira, avarandados no estilo alpino, belo jardim com a graciosidade de esquilos Domesticados. Estacionamento, sauna, mini-bar, lareira.          Av. do Sol Nascente, 890. 

Fone: (035) 3438.1389.

HOTEL POUSADA VARANDA POR DO SOL

Piscina, TV nos apartamentos, antena parabólica.

Fonefax: (035) 3438-1371