VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

SEGURANÇA:  de fevereiro/02 a novembro de  2003

Notícias mais recentes no final da página 

VOZ DA TERRA  (Impressa)– 01 DE FEVEREIRO DE  2.002 

 

A Sociedade Amigos de Monte Verde

encaminhou um ofício para a Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais, em nome do Coronel Álvaro Antônio Nicolau, para que se tomasse uma providência em relação às péssimas condições da viatura de Monte Verde. A intenção da SAMV, junto ao Comando do Sargento Camilo é que se adquira um novo veículo para MV. Enquanto a resposta não chega e a Prefeitura não toma uma providência, se gastaram 850 reais no conserto da viatura, que foram arrecadados, graças ao apoio da população. Quanto tempo ela conseguirá rodar sem passar pela oficina é outra história.

* O Destacamento da PM 

de MV está sob novo comando. O Sargento Giovani Casagrande, de Muzambinho-MG, assumiu no dia 7 de janeiro.

 

VOZ DA TERRA on line  – 06 DE MARÇO DE  2.002

Viatura da PM capota após perseguição

 N o dia cinco de março por volta das 18 horas, a viatura da Polícia Militar capotou na avenida Sol Nascente, próximo ao Áustria, quando perseguia um suspeito dirigindo uma moto. 

Estavam no carro da PM o sargento Casa Grande e o soldado Montecastelo, que foram levados com urgência ao pronto socorro de Pouso Alegre, mas por sorte nada de grave aconteceu, sendo liberados algumas horas depois. Mas, o indivíduo conseguiu fugir de moto em alta velocidade. A PM não quis divulgar nada em relação ao suspeito, alegando atrapalhar as investigações, mas disse que a perseguição ocorreu após uma denúncia anônima de suspeita de tráfico.

Quanto à viatura, que circulava em péssimas condições, agora vai para o ferro velho. Os policiais disseram que até agora nada foi cogitado pela prefeitura sobre uma nova viatura. Eles estão aguardando.

 Suely Silva  

 

VOZ DA TERRA on line  – 06 DE MARÇO DE  2.002 

Email recebido 

Angélica Carlini

 

Sr. Egydio,

quais as providências que a Associação Comercial pretende adotar em relação a viatura da Polícia Militar? Não seria o caso de ser feita uma cotização para a aquisição de outro veículo? Afinal, como os empresários de Monte Verde vão viver sem que a Polícia Militar possa se deslocar quando for chamada? Tenho certeza que a população também terá interesse em colaborar. Por que a Associação Comercial não viabiliza uma ação nesse sentido?

Atenciosamente,

Angélica Carlini

Angélica,

A Sociedade Amigos de Monte Verde tradicionalmente vem ajudando a PM, consertando veículos, etc. Gostaria que o Nico se manifestasse sobre o assunto.

Ainda entendo que o problema da PM de Monte Verde é estrutural. Primeiramente, a comunidade deveria se mobilizar para que a PM ficasse junto ao Portal, pois, o Sr. Verner Grinberg chegou a doar um terreno para construção de um quartel ali. 

Por demagogia e incompetência, alguns políticos de Monte Verde acham que a PM precisa ficar na Vila da Fonte, como se PM perto de casas residenciais  representasse mais segurança. 

Em qualquer lugar do mundo, as pessoas querem morar longe de delegacias de polícia e presídios.

Acrescente-se que a PM exerce o chamado policiamento ostensivo, portanto, é policiamento que tem por função impor visualmente sua presença, por isso, é fardada. Portanto, quanto mais vista fosse por todos, que moram e freqüentam a cidade, melhor seria exercida a sua função se seu quartel se localizasse junto ao Portal de Entrada da Cidade, como acontece em muitas cidades, inclusive Gramados, onde estive recentemente. 

Infelizmente os policiais, que atuam em Monte Verde, vêm de outras cidades e não querem ficar em Monte Verde, portanto, têm muita dificuldade em se entrosar com a população e formar o chamado  policiamento comunitário. 

O ideal seria que a comunidade pleiteasse que policiais designados para a cidade fossem, pelo menos da região, gostassem de morar em Monte Verde.

Há algum tempo o vereador Rúbens Mungiolli trouxe um tenente para discutir a formação do Conseg - Conselho de Segurança (veja em www.nmonteverdemg.com.br/vm-policia ); a reunião foi concorrida, mas, me parece, não se falou mais no assunto.

Pelo que se vê da notícia sobre o capotamento da viatura na Av. do Sol Nascente os policiais estariam perseguindo traficante, o que, me parece, não exigiria velocidade, mais sim investigação, que seria da área da Polícia Civil. 

Por isso, fiz em nome da ACMV ofício, também assinado pela Sociedade Amigos de Monte Verde e Associação dos Moradores de Monte Verde, e encaminhamos à Juíza de Direito de Camanducaia, solicitando seu empenho para que seja designado investigador de polícia para atuar em Monte Verde. 

A quem caberia, em primeiro lugar, a preocupação com os crimes contra o patrimônio, o mais comum em Monte Verde e, em último lugar, a preocupação com o tráfico de drogas, pois, sabemos que o melhor, mais eficiente e mais humano combate às drogas é a preocupação da família e da comunidade com os consumidores de drogas. Pois é o consumo que determina a produção e o comércio e não o inverso. Quem viu o filme Traffic com Michel Douglas (hoje em qualquer locadora) sabe  do que estou falando,

Egydio Coelho da Silva

 

VOZ DA TERRA on line  – 24 DE MARÇO DE  2.002 

Email recebido 

 Nico Pereira 

Presidente da Sociedade Amigos de Monte Verde

 

Cara Dra. Angélica Carlini: em atendimento à sua mensagem referente à viatura da PM, gostaria de informar a você e à Comunidade monteverdense que, no dia 18 próximo passado, estivemos em reunião com o Capitão Robison, Comandante da Região de Extrema, com o Tenente Silveira, Comandante de Camanducaia e com o Sargento Casagrande, lotado em Monte Verde. 

A reunião aconteceu aqui em Monte Verde, na Casa de Pedra. A situação é a seguinte: a PM não tem efetivo para completar as seis vagas para soldados em Monte Verde. 

Continuamos com quatro soldados. Quanto à viatura, a PM não tem condições de colocar uma para Monte Verde, por falta de verbas. 

Assim sendo, a solução apresentada pelo Capitão é reunirmos a Comunidade, moradores e comerciantes e adquirir uma viatura. Segundo ele, conseguiríamos um Fiat perua, tipo Advance, pelo preço de R$ 15.000,00 (com desconto), mais R$ 3.000,00 para os necessários acessórios, como xadrezinho, Giroflex (luzes e sirenes), etc. O Capitão conseguiria isenção de Impostos para a viatura.O custo total ficaria em R$ 18.000,00. Devo informar que, nesta segunda-feira próxima, estarei visitando o Gerente do Bradesco local para ver se conseguimos esta verba, ou boa parte dela, tendo em vista que a Viatura, quando a temos, fica estacionada em frente ao Banco. Se não, tentaremos reunir a Comunidade para discutir o problema e ir atrás da verba. Coloco-me à disposição de todos para maiores esclarecimentos. Abraços,  

 

VOZ DA TERRA virtual 07 DE MAIO  DE  2.002

 

Na alta temporada as ocorrências policiais em Monte Verde chegam a zero, diz Delegado 

Dr. João Eusébio Cruz, delegado de Polícia do Município, em entrevista a VT virtual, disse que os empregadores de Monte Verde podem colaborar na segurança de nosso Distrito.

Aconselha a todos os comerciantes, moradores e veranistas, que - antes de admitir qualquer empregado - anotem o nome e RG do interessado e consulte por telefone a Delegacia de Polícia de Camanducaia.

Disse que em menos de uma hora já haverá resposta se o candidato a emprego tem algum problema com a Justiça e/ou com a Polícia.

Informou ainda que paradoxalmente os pequenos furtos, que acontecem em Monte Verde são na baixa temporada, quando aumenta o desemprego. 

"Na alta temporada, em julho, por exemplo, o número de furtos chega a quase zero", afirma.

"As pessoas, que já tiveram algum problema com a Polícia ou com a Justiça e que trabalham somente na temporada, sem registro em carteira e sem sequer apresentar documentos, quando perdem o emprego voltam para o crime", explica Dr. João.

Ele também diz que não é verdade a informação de que a maior parte das ocorrências no município seja em Monte Verde. As ocorrências policiais em Monte Verde chegam a mais ou menos 25% do total do município.

Dr. João Euzébio concorda que Monte Verde já merece ter uma Delegacia de Polícia. 

Na sua opinião, um movimento na comunidade e um trabalho político junto a deputados ajudaria a viabilizar a instalação de uma Delegacia de Polícia em nosso Distrito.

 VOZ DA TERRA  ON LINE EM 30 DE OUTUBRO DE  2.002 

Baixa temporada tem maior índice de furtos

Durante a reunião de pose do novo presidente da ACMV na Casa de Pedra em outubro foi discutido o aumento de furtos na baixa temporada. Segundo o sargento Casa Grande, o índice de furtos na baixa temporada tem aumentado muito em relação à alta temporada. “Na alta tivemos uma ocorrência por semana, sendo que agora temos de três a quatro ocorrência de furtos na semana”, disse o sargento. 

Para o ex- presidente da ACMV, Egydio Coelho, que também participou da reunião, isso tem uma explicação: “Muitas pessoas ficam desempregadas depois da temporada. 

Alguns indivíduos, que foram contratados sem referência nenhuma e que não são da cidade, às vezes, estão até condenados, tentando se recuperar. Porém, desempregados, voltam a praticar pequenos furtos”, disse ele. 

Explicou que essas informações lhe foram passadas pelo Dr. João Eusébio Cruz, delegado de Polícia do Município, conforme matéria publicada em VOZ DA TERRA on line ( http://www.monteverdemg.com.br/vm-policia.htm ) em maio deste ano.

O sargento Casa Grande ainda relatou na reunião que obteve uma reclamação de uma senhora que afirmou ter sido roubada dentro de um estabelecimento. 

Em seguida, sua carteira foi encontrada num carro roubado junto à caixa d’água, próximo das pedras. 

Por isso a importância de um vigia treinado, também para orientar o turista quanto à preservação do meio ambiente e evitar os pequenos furtos, já que segundo o sargento, são os CD’s as principais "vítimas" desses bandidos. 

Por isso, antes de contratar um funcionário, peça sempre referência e consulte a Delegacia de Polícia que informa por telefone a pessoas conhecidas imediatamente sem nenhuma demora sobre a vida pregressa de indivíduos já envolvidos com o crime. 

Nunca se pode contratar empregado sem referência e sem informação é o que aconselha a Polícia.

 S.S.

 

VOZ DA TERRA  ON LINE EM 19 DE NOVEMBRO DE  2.002 (fee)

 

Reunião da ACMV discute segurança em MV

 No dia 16 de novembro a Associação Comercial de Monte Verde, convocou empresários e comerciantes a comparecerem à Casa de Pedra para discutirem a séria questão de segurança, o que vem assustando moradores e turistas. 

A reunião foi conduzida pelo presidente Roberto Sergio de Lucas e com a participação do Sargento Casa Grande, que resumiu a todos os presentes as ocorrências dos últimos meses.

De acordo com o sargento Casa Grande, todos os casos de furtos, assalto e a tentativa de seqüestro na av. Monte Verde mês passado, estão em andamento. “cinco indivíduos envolvidos em roubo estão presos na Cadeia Pública de Camanducaia e esperamos resolver o mais breve possível  todos os outros casos” disse o Sargento.

O sargento também falou sobre as operações que tem sido realizada no distrito como: operação antidroga (35 registros); operação desmanche (27 ocorrências) ; pessoas desaparecidas; batida policial e outras.

O presidente da ACMV, Roberto de Lucas, apontou algumas soluções para o problema de segurança, como: a triagem dos funcionários que vem trabalhar em MV, exigindo referências e documentação, a compra da viatura com a colaboração da sociedade, a construção do quartel na entrada, câmeras de filmagem 24 horas no portal. 

“A reunião de hoje é urgente. Não podemos esperar a contrapartida do Estado, temos que  investir  do nosso bolso, antes que não haja mais solução” disse o presidente.

Várias pessoas se manifestaram durante a reunião, fazendo perguntas ao sargento Casa Grande. Alguns queriam saber das providências que estão sendo tomadas em relação  a outros casos isolados, como o da moradora, dona Gina, no qual teve sua residência arrombada no inicio do ano. De acordo com o sargento, ele irá verificar o caso, já que na ocasião ele ainda não ocupava o posto em MV.

Para muitos a questão lazer, esporte e cultura deveriam ser  prioridade em MV. Os grandes investidores deveriam  perceber que nada existe para  entreter os jovens, como uma quadra de esporte, um clube para as crianças, parquinhos e praças. Às vezes, o próprio sistema em que vive a sociedade é a fonte geradora das violências que a cercam.  

Segundo o morador Denis, este ponto deveria ser questionado: 

“Acredito eu que exista outro caminho para acabar com a violência que vem acontecendo em MV. Muitos empresários pensam em investir no turismo para que venham mais turistas e com isso ele obter mais lucro. Esse mesmo empresário que está sendo vítima da violência de MV,  se esquece que, se  houvesse investimento em cultura, educação e lazer para nossas crianças elas não tornariam os bandidos que são hoje” lamentou o morador Denis. S.S.

 

Fórum de empresários, moradores e veranistas de Monte Verde: 21-11-2.002

De:Paulo César G. Dias, morador, músico e webdesigner

Monte Verde-MG

 

Sr. Egydio:

 Obrigado por me incluir neste Grupo.

Quanto ao nosso latente problema da violência,

venho apresentar uma sugestão comentada nos últimos dias com alguns moradores e comerciantes (entre eles o próprio Nico) e apontada como boa idéia:

 Os grandes condomínios (Riviera de São Lourenço, Alphaville, etc...) utilizam uma medida simples  e barata para inibir crimes : Cadastrar na Associação Comercial local, os pretendentes a empregos vindos de outras cidades . É fácil conseguir, com que as pessoas se cadastrem, basta, quando solicitarem emprego entre os associados, estes exijam comprovante de cadastramento.

 Isso ajuda a inibir que pessoas mal intencionadas se empreguem com  o objetivo de colher informações sobre os comerciantes e suas rotinas, expediente utilizado por assaltantes, como em vários casos já ocorridos em Monte Verde.

 Essa solução está longe de ser a única, mas acredito ser coadjuvante importante dentre as medidas que TODOS NÓS teremos quer tomar, caso realmente desejemos afastar a violência que está se aproximando cada vez mais.

 

Fórum de empresários, moradores e veranistas de Monte Verde: 19-11-2.002

De:Walter Monacci, advogado e veranista

Monte Verde-MG

 

Sr. Egydio,

 Aproveitando as palavras do Dr. João, com as quais concordo plenamente, gostaria de apresentar uma sugestão:

 Eu não só não me oponho à iniciativa da Assoc. Comercial de Monte Verde de adquirir uma viatura para doação ou comodato à Polícia Militar como também pretendo colaborar financeiramente com a iniciativa.

 Ocorre, porém, que entendo que dotar o Distrito de viaturas e demais implementos para a segurança pública é dever do Estado, que, para tal, arrecada impostos.

 Se o particular ou as entidades (no caso a ACMV) fornecerem viaturas, amanhã dirão que temos condições de fornecer também os Seguranças, de modo que estarão retirando os Policiais Militares...

 Assim, a meu ver o melhor é que o próprio Dr. João, que é o responsável pela Polícia e a Autoridade Policial maior em Camanducaia e M. Verde,  enviasse um ofício à Secretaria de Segurança Pública de M.G. e nele expusesse a crítica situação do Distrito no tocante à Segurança e a  necessidade da melhora do policiamento, inclusive com o envio de uma nova viatura para a P.Militar de Monte Verde.

 É fato que a Polícia Militar e a Civil tem Comandos distintos, mas não vejo porquê o Delegado de Polícia, como disse acima a Autoridade máxima local nesta questão, não possa expor o problema ao Secretário de Segurança Pública e reinvidicar os equipamentos.

 Paralelamente à isto, a Assoc. Comercial poderia também tentar algum movimento junto ao Secretário de Segurança no mesmo sentido.

 Não vejo porquê o próprio Prefeito e a Câmara dos Verdeadores não possam ajudar também na gestão a ser feita junto ao Governo do Estado.

 Assim, a verba que está sendo arrecadada pela ACMV poderia ser direcionada a outras necessidades, como por exemplo para a construção do  Quartel na entrada de M.V., também um projeto que está sendo implantado  e até para adquirir um outro veículo (uma 2a. viatura no Distrito),  que reforçasse a segurança.

 

Fórum de empresários, moradores e veranistas de Monte Verde:04-12-2.002

Email recebido

De: Alexandre Bittencourt Noronha, veranista

Caros Colegas
Possuo uma casa em Monte Verde, e estou assustado com a onda de saques que vem ocorredo na cidade.
Gostaria que os moradores, juntamente com a associação dos comerciantes, que é a maior interessada, pois o boato ja chegou em São Paulo, toméssemos algumas providências, tais como: reunião com o Comandante da Polícia Militar, construção de um posto de polícia no portal, impedindo a saída de malandros, e aumento do corpo de policiais, visto que em Monte Verde não se ve ronda de policiais.
Grato pela atenção
Alexandre

Fórum de empresários, moradores e veranistas de Monte Verde:02-12-2.002

Email recebido

De: Paula Unger

 

Caro Sr. Egydio

Falando sobre crimes.....

É impressionante como numa cidade tão pequena tantos desníveis possam existir:Porem acho que tudo isto se deve ao álcool, ócio e falta de  oportunidade passada.

Na época em que Monte Verde era apenas uma fazenda, será que o dono da mesma se propôs, a dar ensino, assistência médica ou só salários  baixos. Serviço social etc.??

Percebemos no geral que as pessoas não sabem escrever e nem ler, e  com toda esta competitividade no que concerne a mão de obra, o que é que estes pobres coitados podem fazem a nível de trabalho a não ser que se dê uma chance, talvez pratiquem crimes???será???ou será gente de fora???a população precisa saber!!!

Se não houver um trabalho de fundo social esclarecedor para a população e de forma  sistemática, não acredito em evolução.

Porem parece-me que agora esta havendo uma chance para garçons, camareiras etc, mas e os que não sabem ler e escrever o que sobra(parece que a maioria não sabe? É verdade?.

A OCIOSIDADE  É A IGREJA DO DEMONIO     (JÁ OUVIU FALAR NISTO???)

Abraços

Paula Unger

 

VOZ DA TERRA  ON LINE EM 27 DE JANEIRO DE  2.003

Sede da Polícia Militar no portal

Na quarta feira última, dia 29, a Rede Elétrica Bragantina informou que precisou interromper o fornecimento de energia em toda área urbana do distrito de Monte Verde. 

De acordo com a empresa, o corte de energia se deveu à solicitação da Associação Comercial e Polícia Militar, em razão da construção da nova sede do quartel, no portal de entrada da cidade. O corte de energia se deu no período do meio dia às quatro horas da tarde, para o serviço de deslocamento da linha de transmissão “Monte Verde”, segundo comunicado da empresa, aos 2.175 clientes em todo distrito.

S.S

VOZ DA TERRA  EM 23 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Paulo Cezar Gorga Dias da Silva

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

 

Eficiência policial em Monte Verde

 Sr. Diretor do jornal Voz da Terra on line:

Abordando novamente o tema da segurança em nossa cidade, venho me dirigir aos moradores e visitantes para relatar a ocasião do furto de meu carro em frente á minha residência na rua Manacá, próximo ao supermercado do Tato, na vila. Sempre que abordamos esse assunto, indignamo-nos com o abandono do estado, no que cerne aos investimentos em segurança, mais objetivamente em número de policiais e seus equipamentos. Neste caso específico do meu carro, porém, não posso deixar de destacar a qualidade e pronto atendimento que a polícia me prestou na ocasião. Após serem informados , imediatamente após o roubo, ás 4:00 da manhã de quinta feira passada, O sgto. Casagrande , e os soldados Rafael e Monticelli, após informarem os postos policiais de joanópolis e camanducaia, empreenderam busca, dificultando a fuga dos bandidos e limitando a possibilidade de fuga a apenas uma direção, não deixando outra opção aos bandidos a não ser rodar até acabar o combustível e abandonarem o veículo, que foi achado poucas horas após ser abandonado pelo meu amigo Zaqueu, que trafegava em seu caminhão e achou o carro próximo á entrada de estiva. No mesmo dia, antes do 12:00, já havia em andamento uma investigação que coordenada pelo Dr. João, delegado de Camanducaia,  já deteve um dos suspeitos e pôde desvendar toda a história.Hoje ainda (domingo) , recebi a notícia da recuperação também de objetos que haviam sido subtraídos do carro, como meu violão, instrumento de trabalho. Não tenho seguro, nem tampouco dinheiro para comprar outro carro, portanto deixo aqui o agradecimento da minha família a esses  profissionais que , mesmo sem os recursos que deveriam dispor, realizam um trabalho eficiente e dedicado.

 

VOZ DA TERRA  ON LINE EM 30 DE MARÇO DE  2.003

 

Crime bárbaro provoca tensão em MV

Na madrugada de 27 de março o dono da pousada Vivenda do Sabiá, localizada próxima a av. das Montanhas, Sr. Ciro Di Carli, morreu com dois tiros na cabeça e foi encontrado à 200m da estrada principal que liga MV a Joanópolis. O seu veículo Kia Sportage, roubado pelos bandidos foi encontrado carbonizado, às 14:30h do dia seguinte, próximo ao Itapuá. A polícia Civil Regional e Militar se mobilizou, imediatamente após encontrarem o corpo da vítima, mas, até agora ninguém tem pistas dos bandidos. 

A vitima deste crime bárbaro que assustou Monte Verde, se encontrava sozinho no momento em que foi rendido e não se sabe ainda, quantos bandidos executaram o crime. O que intriga a polícia é o local em que o veículo foi encontrado carbonizado, deixando suspeitas que seja alguém que conheça bem as trilhas (A estrada onde foi encontrado o carro dá para a rua do Sapé, próximo a Sol Nascente) de MV.

Foi feita a perícia na residência da vítima, mas o caso está sendo investigado em sigilo pelo Delegado Dr. João Eusébio Cruz da Polícia Civil de Camanducaia.

 

VOZ DA TERRA  ON LINE EM 01 DE ABRIL DE  2.003

Crime bárbaro é solucionado e bandidos são presos

Suely Silva

Depois de uma ostensiva investigação da Policia Civil de Camanducaia, sobre o assassinato do hoteleiro Ciro di Carli, no dia 27 de março, os assassinos foram presos nesta madrugada (primeiro de abril) sob o comando do Delegado da Comarca, Dr. João Euzébio Cruz. Ronaldo Guilherme de Moraes (conhecido por Rona) e Regis Rogério da Silva (residente há cinco meses em MV), foram identificados e prestaram depoimento na Delegacia de Camanducaia, desvendando o crime bárbaro e pondo fim nas falsas acusações que aconteceram nos últimos dois dias.

Segundo depoimento dos assassinos, a vitima Sr. Ciro Di Carli saiu à tarde por volta das cinco horas para levar seu jardineiro para casa no bairro Brejo Preto. Enquanto isso, Ronaldo e Regis entraram clandestinamente em sua propriedade, av. das Montanhas na Pousada Vivenda do Sabiá, na intenção de abordar a vitima quando retornasse, para praticar um assalto. Chegando, a vitima entrou de ré com seu veículo, Kia Sportage e ficou de costas para fechar o portão. Seguindo o relato: na abordagem, apesar dos assaltantes estarem encapuzados, um deles foi reconhecido pela vítima, que em seguida levou uma coronhada de um dos bandidos e foi posto vivo dentro do próprio veículo pelos assaltantes. A vitima foi levada para a estrada que liga MV a Joanópolis e São Francisco Xavier, ambas interior de São Paulo, levando dois tiros na cabeça e abandonado na estrada. De acordo com o relato dos fatos, foram retirados do bolso da vítima, vinte cinco reais antes do tiro.

Em seguida, os bandidos seguiram até Jundiaí/SP, na tentativa de trocar por droga ou vender o carro. Não conseguindo vender nem trocar, retornaram a Monte Verde, entraram na estrada da Ponte Nova, pegaram a trilha que leva até a torre da Maxitel, atearam fogo no carro e seguiram para MV (Por uma trilha que tem embaixo dos cabos da torre, que só quem conhece consegue chegar).

Já foi decretada a prisão preventiva e eles se encontram presos na Delegacia de Camaducaia, podem pegar de 20 a 30 anos de prisão. A arma já foi apreendida e o bárbaro assassinato que chegou a constranger pais de família em Monte, Verde que nada tinham com o caso, já é um fato solucionado, de acordo com o Delegado Dr. João Euzébio Cruz.

O morador e vizinho da vítima, Sr. Marcos Corassa, foi à delegacia de Camanducaia pessoalmente para constatar a prisão dos bandidos e agradecer o desempenho da Polícia neste caso. “Espero que a instituição seja mais valorizada por isso, pois o desempenho da Polícia Civil e todo seu apoio, foram excelentes”, disse Corassa.

 

VOZ DA TERRA  EM 01 DE ABRIL DE  2003

Email recebido 

De: Célio de Farias Santos

Cidade: Camanducaia - Estado: MG - País: Brasil

 

Sr. Diretor do jornal Voz da Terra on line,

 Li a reportagem que  noticia prática de infração de menor no Distrito de Monte Verde, cuja autoria é atribuída a P.S.B, 13 anos...

Lamentavelmente, o nosso Prefeito ainda não se sensibilizou pela causa dos menores. Não temos um Conselho Tutelar ou Conselho Municipal do Menor. No Município há relatos de vários menores infratores que ao longo dos anos se transformaram em  criminosos e que hoje habitam as celas da cadeia pública. É uma realidade que vem se agravando dia após dia sem nenhum trabalho preventivo, pois comumente o trabalho de assistência social aos menores é confundido com caridade ou assistencialismo.

Há pouco tempo vi que os menores em Monte Verde só desfrutam de um único lazer, sem apoio e por intermédio do senhor Mário Lúcio que coordena o futebol. Para a prática os menores necessitam  conviver com o esgoto céu aberto que corre ao lado do espaço onde praticam o esporte. Não são raras as vezes que os menores são advertidos pelo treinador para evitarem  colocar as mãos nas bolas retiradas do esgoto por receio de contaminação.

A verdade é que os nossos futuros cidadãos vivem abandonados pelo Poder Público, entregues às drogas, ao alcoolismo e a prostituição. Somente a boa vontade de heróis anônimos como coordenador  citado tem  proporcionado um mínimo de prazer à futura geração.

Esperamos que a assertiva de que "uma geração constrói os caminhos por onde outra geração passará" possa um dia se tornar realidade no nosso município.

Cordialmente,

 

VOZ DA TERRA  EM 01 DE ABRIL DE  2003

Email recebido 

De: Walter Cunha Monacci

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

 

Sr. Egydio,

 A notícia divulgada ontem realmente deve ter causado grande apreensão a todos.

 Felizmente o empenho do Dr. João Euzébio Cruz, Delegado de Polícia de Camanducaia foi compensador a todos.

 Desejo expressar os meus mais veementes e fervorosos cumprimentos não só ao Ilustre Delegado Dr. João Euzébio da Cruz mas também à sua eficiente equipe.

 

VOZ DA TERRA  EM 03 DE ABRIL DE  2003

Email recebido 

De: Maria Lucia Forlenza

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

 

Prezados Senhores,

Felicitações à equipe de investigadores sob o comando do Dr. Euzébio Cruz, que, não só elucidou o crime que vitimou o Sr. Ciro di Carli, como também, logrou prender os assassinos, fazendo jus à fama de eficiência dos policiais mineiros. Isto muito tranqüiliza nossa comunidade.

Esperamos que o Judiciário aplique o rigor da  Lei e mantenha os criminosos afastados do convívio com os cidadãos de bem por um longo tempo.

 

VOZ DA TERRA  EM 05 DE ABRIL DE  2003

Email recebido 

De: Roberto Nogueira Sampaio

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

 

Sr. Redator,

A população de Monte Verde precisa conhecer os fatos deste crime hediondo (já citado no e-mail com mesmo assunto). Vocês tem a obrigação de fazer uma cobertura não só para informar, como também para alertar. E mais, exigir do Governo do Estado um efetivo policial para que a população fique tranqüila, pois 4 policiais não são suficientes para cobrir o tamanho do distrito, e do Governo Municipal, esforços no sentido de urgentemente prover nosso portal principal com um posto policial funcionando 24 horas.

Atenciosamente

 

VOZ DA TERRA  EM 08 DE ABRIL DE  2003

Email recebido 

De:  Carlos Gomes de Moraes 

Cidade: Mogi das Cruzes - SP - País: Brasil

 

Elogios à atuação da Polícia de Camanducaia

Ao Ilmo Sr Egydio Coelho da Silva
DD. Diretor do Jornal "VOZ DA TERRA"
 Gostaria de levar ao conhecimento dos cidadãos do
Distrito de Monte Verde, por meio desse canal de comunicação, sobre fato ocorrido comigo:
Resolvi passar cinco dias de minhas férias em Monte Verde,na primeira semana de agosto do ano passado, e naquele Domingo, após jantar em restaurante da cidade, acabei por esquecer minha máquina fotográfica no estabelecimento e no dia seguinte ao retornar no local, logo que abriu, fui recebido pelo seu proprietário o qual ficou indignado em não localizar o objeto que ora sabia-se que tinha sido guardado em seu estabelecimento, e prontificou-se em auxiliar naquilo que fosse necessário.  
Dirigi-me ao Destacamento da Polícia Militar relatando aos Patrulheiros, Soldados Rafael e Valério, e mesmo sabendo que se tratava de extravio de objeto, compareceram ao restaurante e elaboraram Boletim de Ocorrência com dados pormenorizados. O caso foi parar aos cuidados do Detetive Giovani Lopes Rodrigues, da Delegacia de Polícia Civil de Camanducaia, que passou a investigar, fazendo diligências necessárias neste Distrito e mesmo com as dificuldades encontradas em razão da escassez de meios materiais e humanos que pude notar, veio a localizar o autor do furto, bem como recuperando minha máquina fotográfica a qual já estava
sendo levada para a cidade de Jundiaí - SP onde seria comercializada, conforme foi esclarecido pelo DetetiveGiovani. A referida maquina tem um valor comercial apreciável, mas a sua falta me entristecia pois era de minha estima. Em 07 de abril corrente, fui solicitado a comparecer na Delegacia de Polícia de Camanducaia para reconhecer e receber minha máquina fotográfica.
Pude relatar ao Sr Delegado, Dr João Euzébio Cruz, sobre minha satisfação e elogiei o seu trabalho e sua equipe, incluindo além de outros, os Escrivães de Polícia Luiz Carlos Veiga e Leni de Souza, pois além da responsabilidade de formalizarem o caso para caminho à Justiça, demonstraram-me atenção e cordialidade às vezes que mantive contato com aquela Delegacia.
Parabéns aos cidadãos dessa cidade por terem policiais zelosos, dedicados e acima de tudo profissionais, os quais não se abatem pela falta de meios materiais e humanos. A cidade de Camanducaia continuará sendo umas das minhas cidades de Veraneio, principalmente por saber que o atendimento cordial e humano é marca registrada e neste caso em particular, os pequenos delitos como os de repercussão são tratados pelas autoridades competentes com a mesma seriedade, a fim de garantir a ordem pública, tão prejudicada em algumas cidades do Brasil.  
Carlos Gomes de Moraes  - Mogi das Cruzes - SP

 

VOZ DA TERRA  EM 25 DE MAIO DE  2003

Email recebido 

De:  Gustavo Arrais - Hotel Cabeça de Boi

Cidade: Mogi das Cruzes - SP - País: Brasil

 

Monte Verde vai fechar !

Sim isso mesmo ! Monte Verde vai fechar se não tomarmos um providencia IMEDIATA.

Ontem (24/05) as 15.30 um casal hospedado em nosso hotel foi assaltado a mão armada e teve o seu carro levado e todos os pertences, deixando o casal apavorado. Vão contar esta “aventura” a todos.

Com medo de serem sequestrados a esposa fingiu que estava passando mal e foram deixados no local, porém esperaram por uma hora, no frio da montanha, os bandidos irem embora.

E foram assaltados onde ? Nas trilhas, o único atrativo turístico de Monte Verde.

Os policiais atenderam prontamente mas o que podem fazer sem maiores recursos, os bandidos com pistolas automáticas os policiais com revolver. O trabalho dos policiais é irrepreensível o Dr João dedicadíssimo, porém necessitam de ajuda e de apoio.

O comercio em geral (hoteleiros e comerciantes) tem que acordar e colocar a mão no bolso alem de reivindicar um efetivo maior de policiais, apoiar este efetivo de todas as maneiras, sistema de câmeras no portal, blitz no portal e muito mais pois caso contrario Monte Verde vai fechar .

Só reclamar não vai resolver. Gustavo Arrais -Hotel Cabeça de Boi

 

VOZ DA TERRA  EM  09 DE JUNHO DE  2.003

Email recebido 

De: Gustavo Arrais

Cidade: Mte Verde - Estado: MG  País: Brasil

 

Caro Egidio

 Fiquei sabendo diretamente do Dr João , nosso delegado, que em Cambui tem 3(três) delegados com 9 (nove) detetives para 18.000 habitantes e em Camanducaia temos 1 delegado (o próprio Dr João) com 3 detetives para 21.000 habitantes.

 Só cobrar não vai resolver temos gerar condições de trabalho, exigindo das autoridades providencia e pessoal e de nossa parte apoiando com recursos. Abraço. Gustavo Arrais - Hotel Cabeça de Boi.

VOZ DA TERRA  IMPRESSA,  DE NOVEMBRO DE 2003 

Participe da Campanha do Desarmamento

A Polícia Militar de Monte Verde informa que após levantamentos feitos por esta unidade policial foi solicitado ao delegado de Camanducaia, mandados de busca e apreensão, tendo a PM cumprido e logrado êxito. Foram apreendidas três armas de fogo, sendo um do calibre 36 e duas de calibre 22, juntamente com diversas munições.

Participe da Campanha do Desarmamento entregando as armas não registradas e licenciadas a Polícia Militar de Monte Verde, no qual saberá dar um outro destino para as armas que podem representar um perigo para a sociedade, quando estão em mãos erradas.

Emergência ligue: (35)3438-1481 / 9114-0409 e 190

(FIM DAS NOTÍCIAS)

 

Notícias sobre segurança: 1.998 a 2.001

Página principal e índice por assunto

Fale Conosco

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br