*Desde 1.979

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MONTE VERDE
Email: acmv@monteverdemg.com.br 

Site: www.montevedemg.com.br 
Sede: Rua dos Eucaliptos, 61 

Fone: 35-438-2035

 Coordenador deste Fórum: Egydio Coelho da Silva

Pensamento

"Seus clientes mais insatisfeitos são a sua maior fonte de aprendizado". 
Bill Gates, empresário e o homem mais rico do mundo.

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 06-05-2005

Email recebido

De: Helen Alvalá

Cidade:  - Estado:  - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Boa tarde. 
Já faz alguns anos adquiri um terreno (desmembrado em 2) na cidade, com o objetivo de construir uma pousada. 

Desenvolvi, junto com um arquiteto um projeto e o registrei na prefeitura de Camanducaia.
Depois de algum tempo envolvida com outros projetos, tenho interesse em retomar este. Assim, estou envolvida em análises de retorno (taxas e tempo), investimento necessário, etc. Sendo assim, gostaria de saber se vocês da associação podem me ajudar a obter alguns números necessários. 
Vocês possuem algumas estatísticas, pesquisas, etc ??
Necessito de valores sobre as taxas médias de ocupação, valores médios de diárias, e tudo mais o que for possível (obviamente sem nenhuma referência a estabelecimentos ou pessoas) 
Gostaria de saber tb se esta entidade elabora pesquisas de satisfação dos visitantes, ou se há algum outro estudo sobre serviços necessários à região e ainda não explorados. Obrigada pela atenção. Helen Alvalá - 

Cara Helen,

Seu email acima me oferece a oportunidade de discutir com os colegas de Monte Verde, entre os quais posso também incluí-la, a proliferação de pousadas. 

Hoteleiros há hoje em Monte Verde que nem em dez anos conseguirá obter retorno compensatório sobre os investimentos que fez em seu hotel.

Existe uma proliferação de pequenos e médios hotéis se instalando em Monte Verde. Há quem afirme que já existem cerca de 200 hotéis. 

Infelizmente, porém, o número de turistas não aumentou. Com isso, a maioria está trabalhando no vermelho.

Este fenômeno tem levado muitos empresários entender que deve haver uma política municipal de limitar de alguma forma a instalação de novos hotéis, o que legal e moralmente não seria possível.
Entendo que os hotéis maiores deveriam se empenhar para adquirir pequenas pousadas. Acho que, em razão da maioria estar trabalhando com prejuízo, essas pousadas podem ser adquiridas pelo valor apenas do imóvel ou até mesmo abaixo. 

E com certeza, a maioria gostaria de mudar de ramo. Dessa forma, ninguém ficaria no prejuízo e se eliminaria essa concorrência suicida, que a ninguém dá lucro: nem ao empresário, que só investe e nada ganha, ao turista que acaba tendo serviço de má qualidade, nem mesmo aos empregados que ganham mal, porque o empresário, no prejuízo, lhe pagará o mínimo possível.

Portanto, cara Helen, se lhe pudesse dar alguma informação e sugestão seria a de que você, em vez de construir mais uma pousada para trabalhar no vermelho e não obter retorno ao seu investimento, deveria procurar por pousadas e hotéis que estão à venda. Acho que fará melhor negócio do que construir mais uma pousada em Monte verde, que seria a 201.ª. De qualquer forma, não sou dono da verdade. O assunto está em discussão.

Att.

Egydio Coelho da Silva, presidente da Associação Comercial de Monte Verde - Acmv

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 09-05-2005

Email recebido

De: Helen Alvalá

Cidade:  - Estado:  - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Egydio, em primeiro lugar obrigada pelo retorno. Porém, gostaria de não fazer parte de nenhuma lista de fóruns uma vez que ainda estou numa fase muito preliminar de estudos.
O ponto que você colocou realmente é muito interessante e importante e deve mesmo ser discutido, principalmente com investidores interessados em realizar novos investimentos na cidade.
Confesso que este sempre foi um motivo de preocupação para mim, desde que adquiri o meu terreno (julho de 1997). Salta aos olhos de qualquer pessoa que frequenta a cidade a quantidade de pousadas e hoteis que surgem a cada ano. Mas tb é verdade que falta na cidade serviços de qualidade e não só em hospedagens, mas tb em alimentação, entretenimento e etc. (acho que este é outro ponto que pode e deve ser discutido pela associação).
Assim, a possibilidade de comprar uma pousada que esteja à venda não está fora dos meus planos, desde que o preço esteja dentro daquilo que pretendo investir. Como eu já disse anteriormente, estou ainda em uma fase muito preliminar e por isso analisando várias possibilidades.
Obrigada,
Helen Alvalá.
Prezada Helen,

Atendendo seu pedido exclui seu email de minha lista. 

Att. Egydio Coelho.

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 10-05-2005

Email recebido

De: Denize  - denize.albuquerque@uol.com.br 

Cidade:  Cotia - Estado:  SP - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Acabo de ler comentário sobre abertura de nova pousada e não creio que a atitude de desistir seja adequada. Uma fiscalização e necessário para que se profissionalize o setor pois ha publico suficiente para todos, os que atuam de maneira correta.
Prezada Denize,

Grato pela sua participação. De fato, entendo que alguma coisa deva ser feita, para diminuir a quantidade e melhorar a qualidade. Falta muito profissionalismo nos hotéis. De certa forma, entendo também como falha das entidades de MV, que congregam empresários do setor, como a Ahpmv e também a Acmv. Deveríamos promover mais cursos técnicos a todos, para que o atendimento seja melhor aos turistas. Att. Egydio Coelho.

 

Página principal da Associação Comercial-Acmv

Fórum de hoteleiros e empresários mensagens de 2001 a 2004

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 10-04-2005

De: Egydio Coelho da Silva

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Prezados colegas,

Como já é de conhecimento da maioria dos empresários de Monte Verde, no próximo dia 12 a Acmv fará entrega definitiva da parte de informações turísticas do Portal de Entrada da cidade à Prefeitura de Camanducaia.

Retiraremos todos os móveis e documentos ali existentes.

Porém, não poderemos retirar o painel informativo, que contém fotos de hotéis e empresas, porque não pertence a Acmv.

Cabe esclarecer que a construção desse painel se deveu a um trabalho do Sr. Kurt e Dona Izildinha, os quais promoveram um seminário de hoteleiros e empresários no então hotel Edelweis há anos atrás.

Cada um dos participantes desse painel pagou uma importância para que ele fosse elaborado, conforme projeto inspirado em serviços de informação turística existentes na Europa.

O projeto e execução foi do Sr. Kurt Flachmann.

Assim sendo, estamos solicitando a todos que se manifestem sobre o assunto.

Atenciosamente, Egydio Coelho da Silva, presidente da Acmv.

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 30 DE MAIO DE 2.005

Email recebido

De: Cristina Velani

Cidade:  São José do Rio Preto  Estado: SP - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Assunto: Código de Ética? 
Entrei no site www.monteverdemg.com.br   e encontrei a seguinte afirmação : 
"Prefira os hotéis filiados a "ACMV" , sujeitos a um Código de Ética". 
Os Artigos 1º e 2º do "Código de Ética" disponibilizado na Internet assim dispõem : na prestação de serviços os filiados da ACMV devem ter em mente a preocupação pela qualidade . Em hipótese nenhuma poderão veicular mensagens publicitárias, seja por que meio for, que não correspondam a qualidade dos serviços prestados. 
Fiz reserva de um Chalé em alvenaria no hotel : "000000000",  Rua 0000000, indicado por este site . 
Quando reservei fiz questão de perguntar se o Chalé oferecido era o que estava exposto na Internet . 
Quando chegamos tivemos a maior decepção. O local da cidade é péssimo e os poucos chalés já estavam lotados . Nos foi oferecido uma "casa" de fundos ( dois terrenos a baixo dos citados chalés). 
Em frente a casa existia um varal cheio de roupas e na lateral restos de materiais de construção (areia , pedra , etc). O local era horrível e sem a mínima condição de hospedagem. 
Devido ao feriado prolongado a Vila estava lotada e perdemos o dia todo procurando um local decente para ficarmos . Só conseguimos hotel a 9 km o que dificultou nossa estadia uma vez que as condições da "estrada" são péssimas. 
Sugiro que apliquem ao "0000000000" a penalidade de exclusão do quadro de associados prevista no artigo 7º do chamado Código de Ética bem como de outros que não tem infra-estrutura pois indicação desses hotéis depõe contra o site e a Associação Comercial de Monte Verde e poderá , sem dúvida nenhuma ensejar uma Ação de Indenização por Danos Materiais e Morais. Maria Cristina P. Costa Velani - OAB/SP 92.373 - São José do Rio Preto - SP 
Prezada Cristina Velani,
Estou repassando sua reclamação para a pousada 000000.
Na próxima reunião de diretoria, com a participação dos proprietários dessa pousada, conversaremos sobre seu descontentamento.
Com certeza, se houve algum prejuízo a você, a pousada 00000, que é dirigida por pessoas responsáveis e honestas, providenciarão o ressarcimento desse seu prejuízo. Se você tem mais detalhes e informações, favor me enviar para que o assunto seja totalmente esclarecido. 
Atenciosamente e grato pelas informações prestadas. Egydio Coelho da Silva, presidente da Associação Comercial de Monte Verde - ACMV

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 30 DE MAIO DE 2.005

Email recebido

De: Cristina Velani

Cidade:  São José do Rio Preto  Estado: SP - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Caro Sr. Egydio , 
Agradeço muito pela sua atenção. 
A 0000000, após nossa insistência , nos devolveu o valor de R$ 200,00 depositado como garantia através de um cheque de uma cliente. 
O referido cheque foi depositado na Segunda-feira em minha Conta e ainda não tenho notícias se o valor foi creditado. Espero que sim. 
Como a pousada não tinha a mínima condição de hospedagem fomos ao Portal solicitar ajuda mas a única coisa que informaram foi que não adiantava procurar porque a Vila estava " lotada". 
Ainda no Portal apareceu um senhor oferecendo uma casa para alugar. Disse que ficava a 1 km da Vila. Estava de moto e pediu que nós o seguíssemos . Meu marido marcou no velocímetro mais de 4 km. 
Fomos seguindo a moto até um lugar em que o nosso carro não poderia passar de tantos buracos. O meu marido ainda insistiu mas tivemos que voltar porque o nosso carro (Toyota Corolla 1.8) encravou no buraco e não subiu. Tivemos que voltar em marcha ré. 
O valor devolvido pela 00000000 é insignificante perto do nosso prejuízo moral. 
Tivemos que procurar de porta em porta nos hotéis e pousadas de seu Distrito. Sem contar ainda que os nossos celulares (VIVO) não funcionavam e tivemos que utilizar o orelhão para contatar as pousadas mais distantes. Finalmente conseguimos vaga no hotel 00000. 
Se o funcionário do " Portal" estivesse melhor informado , ou mesmo, se tivesse mais vontade, poderia ter nos auxiliado. 
Gostaria de esclarecer que o objetivo do meu e-mail não foi o ressarcimento de prejuízos , mesmo porque para isso existem os meios legais cabíveis , mas sim para alertar essa Associação e tentar evitar que outras pessoas passem pelos mesmos constrangimentos que passamos. 
Aproveitando o contato , tomo a liberdade de tecer alguns comentários sobre Monte Verde. 
Estivemos em Monte Verde há dois anos e ficamos hospedados no 0000. Adoramos a estadia e fomos muito bem recebidos. Por isso voltamos a Monte Verde novamente para comemorarmos nosso aniversário de casamento. 
Nossa impressão agora, no entanto , não foi das melhores . As ruas estão cheias de buracos . Nos sentimos no velho Oeste com poeira e fezes de animais espalhadas por toda a cidade. 
As lojinhas de artesanato se estendem até quase a entrada da cidade mas o acesso é difícil pois não existem calçadas para os pedestres. Tivemos que caminhar na grama desviando dos dejetos dos animais. 
A natureza é deslumbrante mas a impressão que tivemos em todos os momentos era de que a natureza brigava com o descaso (me desculpe pela sinceridade).
Se todos os comerciantes se unissem poderiam construir uma Monte Verde mais bonita e com certeza todos nós sentiríamos vontade de retornar mais vezes e indicar aos nossos amigos. 
Fica aqui minha humilde opinião. 
Abraços. Cristina Velani - São José do Rio Preto - SP - Brasil
Prezada Cristina Velani,

Só temos a lamentar seus transtornos, mas suas críticas - que entendemos como colaboração - foi colocada no Fórum de empresários e hoteleiros de Monte Verde, do qual participam empresários e autoridades municipais, para haja um esforço por parte de todos no sentido de melhorar os serviços prestados em Monte Verde, tanto pelos empresários como pela Prefeitura, que, agora, inclusive, é responsável por informações aos turistas no Portal de Entrada da cidade, denominado Risoleta Neves.

Este serviço no Portal era prestado pela Acmv, que, embora limitada por não ter os poderes que um órgão público tem, impedia aliciamento de turistas no Portal. Isto é uma das coisas, que mais precisa ser combatida numa cidade turística. Espero que a sua colaboração desperte a preocupação de todas as autoridades e empresários de Monte Verde.

Grato pela sua compreensão, colaboração e aceite nossas desculpas pelo seu transtorno. Atenciosamente, Egydio Coelho da Silva, presidente da ACMV. 

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 05 DE JUNHO DE 2.005

Email recebido

De: Paula Unger

Cidade:  Monte Verde: MG - País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Parabéns Sr. Egydio. 

Mesmo sendo neutra em relação a tudo que possa acontecer em termos de atendimento geral para turistas seja em restaurantes, lojas, pousadas pequenas, maiores e hotéis, nada mais saudável do que a concorrência, pois agora com estas denuncias, todos tentarão fazer o melhor possível, e é justamente isto que Monte Verde está precisando melhorar tudo a nível geral.
Em julho eu entrei num restaurante (do ano passado) a sopa era impossível de ser ingerida, e o pão parecia um pedaço de borracha, fora a falta de higiene local, é eu paguei para não ter que brigar, é um absurdo.
Eu fui jantar com a minha secretária e morri de vergonha, pois além de tudo não tinha outro restaurante aberto e eram 22h horas ainda, em pleno julho no meio do turismo numa segunda feira.
Espero que a partir de agora todos se esmerem, porque quem paga quer receber de acordo, e nós que contribuímos com a cidade de Monte Verde devemos fazer um esforço acima de todo o nosso limite para fazer o melhor. Pois é nossa obrigação e se o outro não faz, não temos que nos comparar se somos ou não melhores, mas apenas devemos caprichar.
Apesar de toda a religiosidade que alguns demonstram nesta cidade, muitos não aplicam o que Jesus falava:
Não faça para o outro aquilo que não quer para você, pague ódio com amor, se alguém bater em sua face dê a outra etc. além do que alguns pequenos empresários e comerciantes têm que saber que a lei do Pai é infalível. Abraços e muita luz. A luz de deus nunca falha!

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 17 DE JUNHO DE 2.005

Email recebido

De: Cristina Muller

Cidade:  São Paulo. Estado: SP.  País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

EMail: crismuller7@hotmail.com  
 

No último final de semana estive em Monte Verde com meu namorado, um local privilegiado por sua beleza natural com muitas opções de restaurantes, pousadas e pessoas muito simpáticas. 

Ficamos em uma pousada muito aconchegante onde os donos eram muito simpáticos e atenciosos. 

Por outro lado ficamos indignados com a precariedade da “estrada” (se é que pode ser chamada de estrada), cheia de buracos (crateras), sem sinalização alguma e iluminação. 

Ficamos entristecidos em saber que um local tão lindo pode ser tão mal cuidado em relação a uma via pública. 

Prezada Cristina.

Agradecemos seus elogios e sua colaboração ao criticar o que já sabemos. O pior é que não podemos criticar o atual prefeito Célio Farias, que é o único prefeito nos últimos 20 anos, que mostrou alguma sensibilidade para a importância do turismo no desenvolvimento econômico do Município. 

Nem podemos criticar o governador Aécio Neves, mesmo porque, pelo menos, ao que noticia a Secretaria de Municipal do Turismo de Camanducaia, está havendo empenho da Secretaria Estadual do Turismo, para que a estrada seja refeita. Igualmente, poucos governadores de Minas Gerais se empenharam em investir em Monte Verde a favor do turismo, talvez por falha nossa que não tivemos união, nem competência para levar ao conhecimento das autoridades estaduais e até federais a importância que Monte Verde tem para a economia do Estado de Minas, uma estância climática e ecológica distante 160 kms de São Paulo, maior centro emissor de turismo do Brasil, talvez da América Latina.
Sua reclamação será colocada no Fórum de empresários e hoteleiros de Monte Verde e encaminhada às autoridades municipais e estaduais de Minas Gerais. Grato pela colaboração. Egydio Coelho da Silva.

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 17 DE JUNHO DE 2.005

 

De: Egydio Coelho da Silva

Cidade:  São Paulo. Estado: SP.  País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Quartel: Diversas pessoas, que contribuíram para que o quartel seja construído junto ao portal, têm reclamado da Acmv, para que inicie a sua construção.

Na realidade, o terreno foi doado à Prefeitura de Camanducaia e o prefeito Célio já manifestou seu desejo de construí-lo. Mas, como a Prefeitura, pelo menos no início da construção, fornecerá somente mão de obra e o material será fornecido pela Acmv, entendemos que está havendo falta de diálogo da população com o prefeito.

Entendo que se deveria fazer um abaixo assinado e entregar ao Prefeito. Assim, ele se animará a iniciar as obras, ciente de que este é o desejo de todos os monteverdenses.

O assunto está em discussão.
Abçs. A todos. Egydio coelho da Silva

 

FÓRUM DE HOTÉIS E EMPRESÁRIOS 27 DE DEZEMBRO DE 2.005

 

De: Associado da ACMV, que não quis se identificar

Cidade:  Monte Verde. Estado: MG.  País: Brasil

Para: Fórum de hotéis e empresários

 

Recebi email de um associado da ACMV, que não deseja que seu nome seja divulgado, dando a seguinte sugestão:
“Tendo em vista a preocupação com a segurança em Monte Verde, será que seria injusto fazermos um banco de informações em relação a funcionários, que já trabalharam em nossos estabelecimentos?
Assim poderíamos nos proteger e isto serviria de caminho para que estes contratados sigam mais a risca um comportamento honesto.
Qual seria o melhor caminho em relação a isto na sua opinião, além de exigirmos um atestado de antecedentes criminais.
Pois existem pessoas que nos dão falsas informações sobre ex-funcionários só para se protegerem, de eventuais agressões ou sei lá o que.
Eu tive  funcionário que foi desonesto e me deu prejuízo enorme. E pior, é pessoa com nível colegial, e já trabalhou em vários estabelecimentos aqui em MV.
Sr. Egydio, todos aqui em MV tem problemas deste tipo, trazer mão de obra de fora gera desemprego e gera inúmeros problemas, será que a ACMV, que trabalha direcionada ao comércio local e para os associados, não poderia desenvolver ou nos dar sugestões de como fazer para nos protegermos?
Gostaria de entender o que a Associação poderia fazer por nós, pequenos comerciantes e geradores de emprego, pois tem sido tão complicado que não se sabe que atitude tomar”.
Prezado Colega:
A situação do empregador, quando é “furtado ou roubado” por empregado, é difícil.
Ele não tem como fugir a duas legislações específicas: a criminal e trabalhista.
Se ele conseguir prender mesmo em flagrante o funcionário praticando o furto, a legislação trabalhista não permite que ele o demita imediatamente por justa causa. Isso só será possível, quando o processo criminal for concluído e o réu condenado.
Já tive caso semelhante e que, além de roubado por anos seguidos e ter o funcionário preso em flagrante, fui obrigado a pagar indenização trabalhista alta.
Mas o que não se pode deixar de fazer é registrar o boletim de ocorrência e, talvez (após consultar advogado antes) é notifica-lo por escrito de que estará suspenso de suas atividades, até o final do processo e, se provada sua culpa será demitido por justa causa e, se provada sua inocência, voltará às suas funções, recebendo todos os direitos trabalhistas, inclusive salários atrasados.
A sua sugestão de que a ACMV organize bancos de dados, já fizemos esse serviço, preenchendo os dados declarados pelo interessado em emprego e poderemos pensar em voltar a fazer esse serviço. 
De qualquer forma, como o próprio Delegado de Camanducaia chegou a sugerir e publiquei isso no Voz da Terra, é que antes de admitir qualquer funcionário o empregador deve telefonar para a Polícia e passar número de RG dele para ver se ele tem passagem na polícia. 
E, mesmo que sejam relativamente falhas as informações de empregador anterior, é essencial que, antes da admissão sejam tomadas informações junto a empregos anteriores do interessado.
Acrescente-se que se o empregado agir desonestamente e for feito boletim de ocorrência, no BO poderá constar a informação de que os ex-empregadores deram informações erradas e isso também os responsabilzará perante à Justiça.
Esta é a minha opinião. Quem sabe algum empresário, participante deste Fórum, tenha informação ou idéia melhor.
Abçs. Egydio

 

 

1) Participe do Fórum de empresários de Monte Verde, enviando sua sugestão e opinião por email para: acmv@monteverdemg.com.br 

2) Pensamento a ser cultivado: "Não concordo com uma só palavra do que dizes, mas defenderei até a morte o teu direito de dizê-la", Voltaire.

3) Se você se sentir prejudicado com qualquer notícia aqui divulgada  e quiser se utilizar do direito de resposta, favor enviar email para: acmv@monteverdemg.com.br, que a sua opinião será divulgada com o mesmo destaque.

Egydio Coelho da Silva, coordenador do Fórum de empresários de Monte Verde