VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

Hospital de Monte Verde:janeiro de 2001 a abril de 2003

VOZ DA TERRA  VIRTUAL (on lne) EM  24 DE AGOSTO DE  2.002

Monte Verde, 20 de Dezembro de 1999

 Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

 

DE: SR. EDUARDO AMARO (ASSOC. BENEFICENTE DE M. VERDE)

MARCO DO NASCIMENTO DO HOSPITAL DE MONTE VERDE

Associação Beneficente Monte Verde

Prezado Associado,

Por ocasião das Festividades Natalinas e do Ano Novo que se avizinha, os membros dos Conselhos e da Diretoria da ABMV vem desejar a todos os Associados e às suas Famílias, um Natal repleto de Amor, Saúde e Paz, e um Ano Novo, pleno de realizações e alegrias, e que 2000 permita, a todos nós, demonstrar que o ideal da ABMV será capaz de sensibilizar um número ainda maior de corações e permitir que seus objetivos sejam alcançados.

O ano de 1999 sempre será lembrado como um marco para a ABMV, que nele obteve o indispensável apoio da Câmara de Vereadores e da Prefeitura para a doação do terreno para a futura construção do Hospital de Monte Verde.

O objetivo da ABMV para 1999 foi atingido: deu-se início, ainda que de forma modesta, ao atendimento médico, beneficiando principalmente a Comunidade carente;

·                                 a Câmara de Vereadores e a Prefeitura deram seu apoio à iniciativa da ABMV, concretizando-se esse apoio na aprovação do Projeto de Lei que permite a doação do terreno para a construção do Hospital, sob condições que são perfeitamente aceitáveis e que dão segurança ao Município e sua Comunidade.

Caros Associados, os primeiros, e muito importantes, passos estão dados, agora cabe a nós demonstrar à Comunidade de Monte Verde que a ABMV foi constituída com a determinação de todos nós e que é só isso que nos levará a atingir seu propósito maior: O BEM ESTAR SOCIAL, iniciando pela assistência médica à Comunidade carente de Monte Verde.

O Ano 2000 deverá, também, ser um marco; aquele em que o Hospital de Monte Verde teve sua construção iniciada.

Para isso, caro Associado, sua participação será imprescindível; a ABMV vai precisar e muito do seu apoio – financeiro e pessoal: angariando fundos e construindo aquilo que será o nosso maior motivo de orgulho, o HOSPITAL DE MONTE VERDE.

BOAS FESTAS PARA TODOS,

pela ABMV; Eduardo Amaro, Diretor Secretário,

VOZ DA TERRA – JANEIRO DE 2.000

 Hospital em Monte Verde

Dr. Antônio Carlos Kfouri (ao centro) , que vem há bastante tempo lutando para viabilizar a construção de um hospital em Monte Verde, teve a alegria de ver aprovada pela Câmara Municipal a doação do terreno para essa finalidade.

A Associação Beneficente Monte Verde, que deverá ser a entidade responsável pela construção do hospital, está consciente e já se movimenta para tornar realidade esta conquista para o Distrito.

Eduardo Amaro, diretor-secretário da ABMV,  disse  que "o ano de 1999 sempre será lembrado como um marco, pois a ABMV conseguiu seu objetivo:

1 – obteve  o indispensável apoio da Câmara de Vereadores e da Prefeitura para a doação do terreno para a futura construção do Hospital de Monte Verde.

2 – Deu-se início, ainda que de forma modesta, ao atendimento médico, beneficiando principalmente a comunidade carente.

Na sua opinião, o  ano de 2000 deverá, também, ser um marco; aquele em que o Hospital de Monte Verde teve sua construção iniciada. "Para isso, a participação dos associados será imprescindível; a ABMV vai precisar e muito do seu apoio; financeiro e pessoal: angariando fundos e construindo aquilo que será o nosso maior motivo de orgulho, o Hospital de Monte Verde", finaliza entusiasmado.  

 SEQUÊNCIA DO DEBATE - 01.02.00

 

DE: DRA. ANGÉLICA CARLINI

Dr. Walter,

Estivemos com o Roberto, da Pousada da Trilha, que é vice-presidente da Associação Beneficente Monte Verde, no último sábado, na Casa da Batata. Ele manifestou uma grande preocupação com a arrecadação de fundos para a construção do Hospital de Monte Verde, que conforme noticiado neste DEBATE, já teve o terreno doado pela Prefeitura Municipal.

Todos estamos cientes da necessidade da construção de um hospital que atenda a população de Monte Verde, os turistas e aqueles que têm casa no Distrito, e passam seus finais de semana, feriados prolongados e férias. Todos estamos cientes, também, das dificuldades que uma obra desse porte implica.

A Diretoria e os associados da Associação Beneficente Monte Verde não têm medido esforços no sentido de obter fundos para essa grande empreitada. Têm promovido atividades na comunidade (bazares, festas, quermesses), e também trabalhado no sentido de que mais pessoas se tornem sócios contribuintes, sendo certo que o valor da contribuição fica a critério de cada um.

A facilidade para contribuir é grande, porque pode ser feito depósito em conta corrente do Bradesco, agência Monte Verde, o que é bastante simples, em especial para quem dispõe de Internet e pode fazer um doc. eletrônico.

Assim, como sócia efetiva da Associação Beneficente Monte Verde, estou solicitando que você retransmita essa mensagem no próximo DEBATE, para que possamos pedir para as pessoas que preencham suas fichas e tornem-se sócias da Associação, contribuindo mensalmente para que possamos dar continuidade a esse projeto.

As fichas de inscrição podem ser obtidas com o Roberto da Pousada da Trilha, com o Fabiano do Banyvas, com a Liana da Footwork (Galeria Suíça), enfim, em muitos lugares em Monte Verde. Na dúvida, é só ligar para o Roberto, da Pousada da Trilha, no (035) 438-1165, que ele tem todas as informações necessárias.

Nós todos sabemos o "estado de calamidade pública" que se encontra a saúde no Distrito de Monte Verde, onde sequer temos um médico nos finais de semana ou à noite (durante a semana) para atender a população e os turistas. Qualquer tipo de problema tem que ser levado para Camanducaia ou Cambuí, ou para Bragança Paulista ou Campinas, enfim, para lugares distantes, onde o trajeto de ida pode significar a diferença entre viver e morrer.

O ano passado tivemos episódios lamentáveis com perda de vidas humanas, porque o atendimento de saúde mantido pelo Poder Público não tinha condições de atendimento. Nesse momento, não cabe discutir as responsabilidades do Poder Público, nem cobrar posições, mas sim de nos unirmos para viabilizar um projeto que tem tudo para ser bem sucedido, até porque, está sendo coordenado por pessoas com total experiência no assunto.

O Sr. Antonio Carlos Kfouri, presidente da Associação Beneficente Monte Verde, é administrador do Hospital do Coração, em São Paulo, e tem a vivência e a experiência necessárias para viabilizar um projeto desse porte. No entanto, toda essa vivência e experiência serão inúteis se nós não fizermos a nossa parte.

Uma contribuição mensal no valor de R$ 20,00 (vinte reais),não faz tanta diferença no orçamento de quem pode ter uma casa em Monte Verde, ou está estabelecido como comerciante, apesar dos tempos andarem difíceis para todos nós.

Junto aos moradores da Vila da Fonte, temos feito um trabalho de conscientização e pedido de ajuda através da Rádio Comunitária

Monte Verde, FM 88.3. Esperamos, ao longo desse ano, com um trabalho contínuo na Rádio, obter a total aprovação e colaboração dos moradores da Vila da Fonte, que poderão contribuir com um único real, mas certamente contribuirão.

Assim, reitero aos participantes do DEBATE que filiem-se à Associação Beneficente Monte Verde, que passem a contribuir na medida de suas possibilidades, e que somem seu carinho por Monte Verde aos sócios e participantes da Associação, para que possamos todos juntos, realizar esse projeto fundamental.

Fico a disposição para qualquer outro esclarecimento, e agradeço mais uma vez a atenção que o DEBATE sempre dedica aos meus "falatórios".

Mudando um pouco de assunto, estou esperando o pedido de representação ao Ministério Público, referente à questão da estrada "inacabada", e agora já "dissolvida pelas chuvas", para que possamos exigir do Estado de Minas Gerais o pagamento da parcela inadimplente, e o fornecimento da massa asfáltica prometida. Quando é que vamos assinar, Dr. Walter?

um abraço e outra vez obrigada

Angélica Carlini

 

 SEQUÊNCIA DO DEBATE - 01.02.00

DE: WALTER CUNHA MONACCI

Dra. Angélica e demais amigos de Monte Verde,

1. Também sou testemunha do empenho com que tem trabalhado a diretoria da Sociedade Beneficente de MV quanto à construção do Hospital de M.V.

Com o sucesso da primeira etapa, a aquisição, via doação, do terreno, também acho que seja hora de "mãos à obra".

O que noto é que, muito embora as demais associações tenham se empenhado no cumprimento de suas tarefas e objetivos, é hora de direcionarmos as nossas atenções para o trabalho da Sociedade Beneficente.

A informação da forma (locais) em que os interessados devem dirigir-se para associar-se à Soc. Beneficente está no texto acima, da Dra. Angélica.

Quanto ao requerimento de instauração do Inquérito Civil Público e/ou Ação Civil Pública, como está definido, vamos prepará-lo com a maior brevidade possível.

Estarei minutando o requerimento ao M.P. e encaminhando, em breve, para a Dra. Angélica, para análise.

Abraços,

SEQUÊNCIA DO DEBATE - 01.02.00

 WALTER

 DE: D. PAULA UNGER

Caros amigos

ajudar a vender camisetas é uma grande e boa alternativa, na minha

opinião para arrecadação de fundos para o hospital, tem um desenho belíssimo doado pelo Sr. Roberto, e esta a venda em pouquíssimos lugares em Monte Verde. Eu não sei exatamente quantas pessoas vendem; eu com certeza sei da Dna Liana e da Unger's Pottery, alem do que tenho trazido para São Paulo para vender. Se cada associado tentasse vender 10 camisetas por mês ajudaria muito.

Uma boa alternativa é presentear, garanto a todos que todos os meus amigos e funcionários que ganharam esta camiseta adoraram, pois o Beija -flor é lindo.:)

Alem do que a forma mais digna de arrecadação na minha opinião é

vendendo algo.

Sem mais, certos de vossa atenção Paula Unger

SEQUÊNCIA DO DEBATE - 07.02.00

DE: DRA. ANGÉLICA CARLINI

Dr. Walter.

endosso inteiramente a idéia da Sra. Paula Unger sobre a venda de camisetas como forma de contribuição para a Associação Beneficente Monte Verde, porque além de serem realmente muito bonitas, são uma forma prática de presentearmos amigos e parentes, bem como de sensibilizarmos pessoas para participarem desse projeto. Meus alunos na Universidade Paulista de Campinas, por exemplo, compraram várias camisetas do PISA, que foram feitas para colaborar com a Associação, e muitos deles sequer sabem onde fica Monte Verde. Apenas se sensibilizaram com o fato de que se tratava de contribuição para ajudar na construção de um Hospital, etc., etc., etc.

No entanto, devo ressaltar que é muito importante que as pessoas se associem, e passem a contribuir mensalmente como sócios da Associação Beneficente Monte Verde, porque a administração da Associação precisa contar com uma quantia mensal de porte, para poder iniciar as obras e contratar os serviços necessários. Devo lembrar que a Associação Beneficente Monte Verde, na qualidade de entidade civil sem fins lucrativos, tem responsabilidades em relação a administração dos valores arrecadados, e vai prestar contas desses valores e de sua utilização, com regularidade. Assim, a contribuição sistemática de uma determinada quantia, além de facilitar para que se possa estruturar melhor o planejamento da construção, que todos sabemos é bastante complicado, também permite a Diretoria da Associação assumir compromissos futuros, seja com fornecedores de materiais ou com mão de obra.

Construir um hospital, por mais modesto que seja, contando apenas com a contribuição esporádica da venda de camisetas, ou com o resultado de festas ou outra atividade desse tipo, é praticamente impossível, porque não se pode assumir compromissos, visto que não se sabe com quanto efetivamente se poderá contar. Por essa razão, entendo que todos nós, que usufruímos, moramos ou trabalhamos em Monte Verde, poderíamos nos associar a Associação Beneficente Monte Verde, e além disso, participarmos com afinco de iniciativas como a sugerida pela Dona Paula Unger.

Não é demais lembrar, que poderíamos também organizar outras iniciativas, como o leilão de obras de arte doadas por artistas de Monte Verde (o Roberto da Pousada da Trilha, a Adriana, Dona Paula Unger, a Juliana do Ateliê de Pintura de Tecidos, e outros que ou eu esqueci ou não conheço ainda); jantares beneficentes como a Izildinha Antonelli organiza de vez em quando; bingos familiares (embora eu seja totalmente contra jogos); e outras muitas idéias criativas, que contribuam para arrecadarmos os valores necessários.

Também poderíamos pensar em reciclagem de lixo, em especial latas de refrigerante e cerveja, que já fazem parte da cultura nacional. A Val, esposa do Pucci, parece que tem informações sobre o que é preciso fazer para montar uma usina de reciclagem de lixo, e poderíamos convidá-la a expor seus conhecimentos para todos nós. Imagem o que produzimos de latas em um fim de semana, não só em nossas casas, mas também nos restaurantes, bares, pousadas e hotéis de Monte Verde. E de papelão, jornal, revistas, papel, caixa tipo longa vida, entre outros inúmeros lixos que podem ser reciclados.

Poderíamos pensar em instalar, junto ao Portal, uma coletora de lixo para reciclagem, nos moldes do que já existe nos grandes centros urbanos, em especial, na linda Curitiba.

Enfim, somos muitos e criativos. Se cada um de nós puder doar R$ 20,00 (vinte reais) por mês, e 01 (uma) hora de tempo no final de semana, FAREMOS NÃO APENAS UM HOSPITAL EM MONTE VERDE, MAS FAREMOS UMA NOVA MONTE VERDE, mais unida, mais comunitária, sem tantos egos inflados e vaidades estendidas, e com muito mais harmonia, alto astral e boas vibrações. Utopia? Não, vontade de acertar. Vamos lá, vamos provar que somos capazes de unidos, mudar o atual estado de deterioração que Monte Verde vive.

Insisto, a contribuição mensal de todos nós é fundamental, mas Dona Paula Unger tem razão quando nos lembra que existem outras muitas alternativas, e que não devemos descartar nenhuma delas.

um abraço e desculpem pela insistência, mas falar de Monte Verde e da Associação Beneficente Monte Verde já se tornou quase que uma "segunda pele", para mim.

um outro abraço

Angélica Carlini  

VOZ DA TERRA – 02 DE FEVEREIRO DE  2.001

Associação beneficente de Monte Verde:

 

um projeto que deu certo

 

A Associação Beneficente de Monte Verde foi fundada há dois anos por empresários, industriais, banqueiros e pessoas de posse que se preocupam com a saúde e educação dos moradores da Vila. A Idéia foi do médico paulista José Antônio Kifori, superintendente do Hospital do Coração/SP e hoje presidente da Associação.

Ele sempre esteve presente na Vila,onde possui uma residência, por isso passou a perceber a dificuldade dos moradores na questão de atendimento médico.

A casa localizada na Avenida Monte Verde (próximo ao Bradesco) sobrevive de doações, de um Bazar beneficente, quermesse, bailes, receita dos médicos e dos associados. Para ser sócio é preciso preencher uma ficha e contribuir com qualquer quantia, que vai de acordo com sua renda, de acordo com o vice- presidente da Associação, José Roberto Barbosa, os sócios contribuem no mínimo com 10 reais por mês. 

A consulta custa cinco reais para sócios e 20 reais para não sócios.E os médicos são pagos de acordo com a arrecadação.

O atendimento é realizado quatro dias por semana com médicos atuando nas áreas de: cardiologia, pediatria, clínico geral, ortopedia e ginecologia. 

Os médicos são voluntários de São Paulo, Bragança, Extrema e Camanducaia. É comum você passar pela Associação nos domingos e ver os médicos atendendo os moradores que não puderam se consultar durante a semana.

O objetivo da associação, sem fins lucrativos, é reverter todo dinheiro proveniente de arrecadações e mensalidades para saúde e também educação, de acordo com o vice-presidente, José Roberto.

A novidade da Associação é que num futuro bem próximo, que vai depender das doações e da boa vontade de todos, será iniciada as obras para a construção do hospital de Monte Verde. 

O terreno já foi doado pela Prefeitura, e a associação Amigos de Monte Verde, já conta com equipamentos de cirurgia, UTI, ultra-som e radiologia, que já é um passo para as futuras instalações onde os moradores serão beneficiados. 

“A primeira fase será inaugurada com um bom ambulatório e sala de internação. Conforme o recurso, serão instaladas outras estruturas, como a UTI e sala de cirurgia”, disse Jose Roberto.

Futuramente com a instalação do Hospital, na Avenida do Sol Nascente, outros projetos serão executados como a criação de um centro comunitário, onde acontecerão palestras e treinamento de primeiros socorros, atuando assim, diretamente na educação.

Em breve, não será mais necessário as mulheres de Monte Verde arriscar suas vidas na estrada, de péssima conservação, indo até maternidade de Camanducaia. 

O apelo para todos os moradores de Monte Verde, principalmente os empresários e industriais e de todos que usufruem das belezas naturais da Vila, ajudem a levantar o hospital de Monte Verde. 

Para se ter uma idéia, o distrito com aproximadamente cinco mil habitantes, só existem hoje 400 associados. 

Já que não funciona o que seria Pronto Socorro e Posto de Saúde, em Monte Verde, é preciso que os moradores invistam mais nessa idéia do hospital , se associando, pois será você e seus filhos os beneficiados.

 

VOZ DA TERRA – 11 DE MARÇO DE  2.001

Repórter: Suely Silva - Redação: VOZ DA TERRA

 

Pronto Socorro ainda não é 24 horas

 

A placa em frente ao Posto de Saúde de Monte Verde diz: Posto 24h- mas não é o que acontece com a Unidade Básica de Saúde, instalada na rua da Represa, Vila Operária de Monte Verde. 

O atendimento médico é efetuado apenas uma vez por semana, embora  abra todos os dias, menos nos finais de semana e feriados. 

Os que procuram o Posto são atendidos pela auxiliar de enfermagem Vânia Lúcia T. Lima e os agentes de saúde, que por sinal fazem um bonito trabalho nas residências dos enfermos.

A auxiliar Vânia conta que por várias vezes recebeu reclamação de turistas, quanto ao fato de não terem plantão 24 horas. “Um acidentado, por exemplo só pode ser atendido se não for grave. Faço o que posso",  conta Vânia. 

Essa semana o prefeito Emydio passou  ordem dizendo que a ambulância só deve circular em caso de extrema urgência.

 

Agenda:

A Associação Beneficente de Monte Verde estará promovendo no dia 17 (a confirmar) de Março um baile na Chácara Adélia com o músico Marcelo De More, em prol da construção do Hospital de Monte Verde.

 

VOZ DA TERRA – 09 DE MAI0 DE  2.001

Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

DE: Sr. EDUARDO AMARO (DIRETOR SECRETÁRIO DA ASSOC. BENEFICENTE DE MONTE VERDE)

Prezado Dr.Walter,

Em anexo carta da ABMV, anexando o Relatório da Diretoria referente ao Exercício de 2000, cujo texto é auto-explicativo.

Agradecemos antecipadamente pela sua atenção para com a mesma.

Cordialmente,

pela ABMV, Eduardo Amaro - Diretor Secretário

 

P.S.: O ARQUIVO COM O RELATÓRIO A DIRETORIA DA ABMV CITADO NESTA MENSAGEM SEGUE EM ARQUIVO ANEXO A ESTA MENSAGEM. WALTER.

 

Monte Verde, 8 de maio de 2001

Ilmo.sr.

Dr.Walter Monacci,

Anexamos a esta um resumo do RELATÓRIO DA DIRETORIA - Exercício 2000, da Associação Beneficente Monte Verde- ABMV.

Apreciaríamos que o mesmo fosse divulgado aos participantes do "Debate" para que possam estar a par, ou tomar conhecimento das atividades da ABMV.

É muito importante que o trabalho da ABMV seja divulgado, não só na Comunidade, mas entre nossas famílias, amigos, companheiros de trabalho, autoridades, enfim, entre todos que possam vir a contribuir para esse esforço que é de todos nós em prol da Comunidade de Monte Verde, da qual fazemos parte.

A seriedade do trabalho que vem sendo desenvolvido pela ABMV tem sido reconhecida e recompensada através do apoio que se tem manifestado pelas doações feitas, não só por pessoas físicas e profissionais liberais, mas por empresas com presença expressiva em seus mercados.

Aproveitamos para informar que a versão completa do Relatório da Diretoria encontra-se à disposição daqueles que se interessarem, podendo ser retirados em nosso Posto de Atendimento na Av.Monte Verde.

Informamos também que entregamos pessoalmente ao Prefeito uma cópia do Relatório da Diretoria, assim como uma carta propondo à Prefeitura Municipal de Camanducaia, o apoio da ABMV a um projeto de reciclagem integrada de lixo.

Por último, gostaríamos de poder contar com os participantes do "Debate" para, não só divulgar, como contribuir no esforço de angariar sócios e doações de recursos e bens que nos ajudem na construção do Hospital, objetivo primeiro da ABMV.

Agradecendo antecipadamente pelo seu apoio na divulgação do Relatório, ficamos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais.

Cordialmente,

pela ABMV, Eduardo Amaro, Diretor Secretário

 

Relatório da Diretoria

Exercício 2000

(resumo)

Atendimento Médico

Quando do encerramento deste Relatório, as especialidades médicas disponíveis para atendimento ao longo de 4 dias por semana eram as seguintes:

·    Pediatria

·    Ortopedia

·    Ginecologia

·    Cardiologia / Clínica geral

No período de janeiro a dezembro de 2000 a ABMV realizou 4134 atendimentos.

De janeiro a março de 2001 foram realizados 1074 atendimentos, 14% a mais que no ano de 2000.

O total de despesas de mão de obra com médicos no exercício de 2000 atingiu o valor de R$ 40.300,00 .

Arrecadação

Sempre fundamentados no princípio de que instituições filantrópicas devem subsistir pela colaboração de todos, o que valoriza sua própria existência, assim como os serviços comunitários que presta, o Conselho e a Diretoria da ABMV determinaram um aumento no valor da doação para não sócios , fixando-o em R$ 20,00 (vinte reais) por consulta, sendo que para os sócios o valor foi mantido em R$ 5,00.

Atendendo à demanda por valor de contribuição reduzido para situações especiais, foram criadas categorias diferenciadas de contribuição mensal:

funcionários de hotéis cujos proprietários sejam sócios da ABMV - R$ 10,00 /funcionário;

membros da Missão Batista, solteiros, em trânsito - R$ 5,00 de doação mensal, além da doação de R$ 5,00 por consulta realizada para atendimento individual. 

A Diretoria e o Conselho da ABMV definiram os parâmetros para identificação de famílias carentes, tendo sido designada uma Comissão de sócios da comunidade para manter atualizada, na medida do possível, a listagem daqueles que se enquadram nessa categoria e que fazem jus ao atendimento gratuito.

Sempre com o objetivo de subsidiar a prestação do serviço de atendimento médico e, ao mesmo tempo, permitir à população carente acesso a produtos de qualidade vendidos por preços simbólicos, foram realizados, nas instalações da Escola Municipal Karlis Kempis e no imóvel de propriedade do Sr. Amado, nos dias 17 e 18 de junho e 9 e 10 de dezembro, respectivamente, bazares beneficentes que contaram com doações angariadas entre sócios e simpatizantes da ABMV.

A arrecadação do período foi reforçada com as seguintes contribuições extraordinárias:

·    doação de parte do resultado do evento cultural da Ceramista Paula Unger, realizado em sua galeria, e da venda de quadros e obras de arte em evento realizado na Casa de Pedra, cedida gratuitamente pela Sociedade dos Amigos de Monte Verde para esse fim;

·    resultado das festas organizadas pelo grupo de funcionárias do Shopping Galeria Suíça, sendo uma delas realizada na Chácara Adélia, cedida gratuitamente pelo Sr. Walter Lança;

·    contribuição extraordinária do Dr. João Francisco Ardeo, do Hotel Esquilo;

·    contribuição significativa em medicamentos e em espécie, do casal Nicolau e Gilda Cury, residentes em São Paulo e colaboradores da obra da Associação;

·    Associação do Sanatório Sírio – Hospital do Coração de São Paulo, doou vários equipamentos e mobiliário para o futuro hospital;

·    Doações de medicamentos por parte de associados e simpatizantes.

As arrecadações obtidas com os bazares, eventos e as contribuições extraordinárias tiveram valor significativo o que justifica a ênfase que a Diretoria atribui a iniciativas como essas.

Hospital de Monte Verde

Terreno

No dia 16 de março de 2000 o Presidente Antonio Carlos Kfouri reuniu-se com os Vereadores, na Câmara Municipal de Camanducaia, quando teve oportunidade de apresentar-lhes o projeto de construção do Hospital e defender a necessidade de uma área maior que aquela de 5.000 m2 então doada pela Prefeitura.

No mesmo dia a Câmara aprovou, por unanimidade, e com o incontestável apoio do Ilustríssimo Vereador Rubens Mungioli, a doação de uma área de 12.000 m2 para que a ABMV construa o Hospital de Monte Verde, mantendo as condições anteriormente definidas para que a doação seja eficaz:

1.após 6 meses da entrada em vigor da Lei nº 324/2000 de 27 de junho de 2000: apresentação, para aprovação da Prefeitura, dos projetos de Arquitetura, Engenharia, Hidráulica, Elétrica e Engenharia Sanitária

Informamos que esta condição foi devidamente cumprida e formalizada junto à Prefeitura.

2.Dois anos após a aprovação do projeto pela Prefeitura: iniciar as obras;

Esta condição já foi cumprida, tendo em vista o início das obras no último trimestre de 2000.

3.Seis anos após a aprovação do projeto pela Prefeitura: iniciar atividades.

Tendo em vista o planejamento da execução do projeto, o Conselho e a Diretoria estão confiantes em poder cumprir com folga o prazo estabelecido pela Prefeitura e Câmara Municipal para o início das atividades.

Adicionalmente, temos a satisfação de informar que as formalidades para a Escrituração do terreno foram todas devidamente cumpridas, e que o mesmo encontra-se registrado em nome da ABMV no Cartório de Registro de Imóveis de Camanducaia.

Construção

Realizada a sondagem do terreno, foi executado o projeto de fundações, compreendendo a fixação de 49 estacas tipo Strauss pela empresa Engabela Engenharia e Comércio Ltda.

A construção encontra-se em andamento, com a execução da primeira fase do projeto que consiste no módulo composto por :

Pavimento Térreo – Hall de espera; consultórios; sala de ultra-som; sala de raios-X; sala de coleta de exames laboratoriais; laboratório; plantão médico; copa; sanitários; farmácia.

Sub-solo -  Zeladoria; vestiários; refeitório; almoxarifado; lavanderia além de toda a infra-estrutura necessária para o funcionamento do módulo.

O valor estimado para a construção deste módulo é de R$ 165.000,00.

Foi criada uma Comissão de Obra, que tem por objetivo acompanhar o desenvolvimento e execução do projeto, assim como assegurar que sejam cumpridas todas as exigências legais, de todos os níveis, aplicáveis ao projeto.

São os seguintes os engenheiros e arquiteto responsáveis e que estão contribuindo voluntariamente com seu trabalho:

Engª Edna Maria dos Santos, responsável pelo projeto

Engº Luiz Peixoto, responsável pela execução

Engº Marcelo Fuchs, responsável pelo cálculo estrutural

Arquiteto Carlos Eduardo Pompeu

Cabe destacar que a ABMV recebeu, até a presente data as seguintes doações (em ordem alfabética dos doadores), que estão viabilizando a construção do Hospital e equipando-o:

Banco Brasileiro de Descontos S/A - Bradesco, fundos para a construção;

Carlos Eduardo Pompeu, Arquiteto, projeto arquitetônico;

Cia.Melhoramentos, madeira;

Indústrias Votorantin, cimento;

Marcelo Fuchs, Engenheiro, cálculo estrutural;

Márcia Kallil, Engenheira, projeto de drenagem;

Sanhidrel Instalações e Comércio Ltda, projeto hidráulico elétrico e sanitário;

Siemens do Brasil S/A; foco cirúrgico.

O Conselho  e a Diretoria da ABMV convocam todos os sócios para contribuir no esforço de obtenção de doações que permitam assegurar um ritmo satisfatório para a construção do Hospital.

Esses os fatos relevantes do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2000, além dos comentários sobre assuntos significativos ocorridos até a presente data.

Em particular, o início da construção do Hospital Monte Verde que conseguiu atrair mais sócios e a simpatia de empresas que vêem contribuindo para se atingir, a médio prazo, a realização do objetivo maior da ABMV, que é dotar a comunidade de um Hospital.

  A Diretoria da ABMV agradece a participação de todos aqueles que contribuíram financeiramente ou com seu trabalho e reitera o apelo para que todos os sócios se empenhem em aumentar a base de contribuição e doações, fatores indispensáveis para a consecução das metas a que a ABMV se propõe.

Às empresas e pessoas físicas que têm doado bens materiais e serviços, a ABMV agradece e reconhece que sem essas importantes contribuições teria sido impossível chegar às realizações até agora conquistadas.

Ressaltamos que o objetivo maior da Associação é a construção do Hospital Monte Verde, que necessita do apoio e da solidariedade de todos, e, principalmente, dos esforços da comunidade que será, sem dúvida, a grande beneficiária da sua construção.

Monte Verde, 13 de abril de 2001.

A Diretoria  

VOZ DA TERRA 02 MAIO DE  2.002 

Email recebido 

De: José Carlos

 

Prezado Egydio,

Por que não está sendo noticiada a inauguração da primeiro módulo do hospital de Monte Verde ?

José Carlos

Acho que por duas falhas: nossa que, como jornalistas, deveríamos ter noticiado e talvez da direção do Hospital, que não nos passou a notícia.

Grato pela sua colaboração.

Egydio

 

VOZ DA TERRA 08 MAIO DE  2.002 

Email recebido 

De: Eduardo Amaro

 

Egydio

Acho que os anexos acabaram não indo para v., portanto eu retransmito agora o Relatório da Diretoria  e mais tarde, quando eu receber o arquivo, eu mando a carta à imprensa que está em minha máquina em SP, que estou pedindo que me seja transmitida hoje à noite.

Abraço

Eduardo

Relatório da Diretoria

Exercício 2001

 

Para atender o disposto no item “a” do artigo 21 dos Estatutos Sociais, apresentamos o Relatório desta Diretoria, referente às atividades desenvolvidas no período compreendido entre 1º de janeiro de 2001 à 31 de dezembro de 2001. Comentamos, também, aspectos relevantes de atividades em andamento, até a data desta Assembléia, especialmente quanto à obra do Hospital de Monte Verde, cuja construção e operação constituem-se nos objetivos maiores da ABMV.

  Quadro de Sócios

No exercício de 2001 a ABMV teve 258 novas adesões e 86 adesões canceladas por falta de contribuição prolongada e não justificada, encerrando o ano com um total de 471 associados.

  Atendimento Médico

ABMV realizou, no período, 3820 atendimentos, representando uma média de 21pacientes / dia, nas especialidades de

·        Pediatria

·        Ortopedia

·        Ginecologia

·        Cardiologia / Clínica geral

  O total de despesas de mão de obra com médicos no exercício de 2001 atingiu o valor de R$ 48.315,00, ou seja 20% acima do exercício anterior.

  Resultado Operacional

A receita total da ABMV no período foi de R$ 115.587,73, advinda em grande parte de doações, de vez que o resultado das mensalidades, contribuições e venda de produtos como camisetas e canecas representou 40% desse total, insuficiente, portanto para fazer face às despesas operacionais que totalizaram R$ 74.813,81.

Essa situação demonstra a necessidade de constante esforço no sentido de aumentar a arrecadação mensal para cobrir as despesas operacionais.

O superavit operacional, obtido graças às doações, foi aplicado na construção do Hospital de Monte Verde, cujas obras custaram, no exercício, R$ 98.968,10, além da doação de materiais de construção diversos, no valor de R$ 11.849,88, totalizando, portanto um investimento de R$ 110.817,98.

 

Construção

Kfouri,

peço que V. ou o L.Peixoto dêem os detalhes desta parte, pois estou desatualizado

A Comissão de Obra, composta pelos profissionais abaixo indicados e que  contribuem voluntariamente com seu trabalho:

Engª Edna Maria dos Santos, responsável pelo projeto

Engº Luiz Peixoto, responsável pela execução

Engº Marcelo Fuchs, responsável pelo cálculo estrutural

Arquiteto Carlos Eduardo Pompeu

A Comissão tem por objetivo acompanhar o desenvolvimento e execução do projeto, assim como assegurar que sejam cumpridas todas as exigências legais, de todos os níveis, aplicáveis ao projeto.

O Conselho  e a Diretoria da ABMV convocam todos os sócios para contribuir no esforço de obtenção de doações que permitam assegurar um ritmo satisfatório para a construção do Hospital.

A Comissão de Proteção do Patrimônio, cujo objetivo é zelar para que o bens doados sejam armazenados e conservados adequadamente exerceu seu papel no decorrer do exercício, e é constituída pelos sócios:

Antônio Aparecido Rubinho

Geraldo Alves de Oliveira

João Batista Cardoso

Doações

No exercício foram recebidas as seguintes doações:

Kfouri, sugiro que incluamos as doações em ordem alfabética de doador, sem mencionar valores – V.tem a lista?

  Convênio e outras notícias (sugestão do Lorenzo em azul)

Em junho de 2001 a ABMV assinou um convênio com a Policlínica Fisiomed S/C Ltda., com sede em Camanducaia, a qual colocou à disposição dos Associados da ABMV, a preços especiais, as seguintes especialidades médicas: neurologia, fisioterapia, cardiologia e ultrasonografia.

Também em junho foi realizada uma festa junina na Chácara Adélia, gentilmente cedida à ABMV pelo Sr. xxxxx, aonde foram arrecadados R$ 5.000,00 graças a diversas contribuições e doações de produtos que foram colocados à venda na festa.

Em dezembro de 2001 o Dr.Roberto de deixou de prestar serviços de ortopedia à ABMV e no mes de março de 2002 o Dr.Alexandre de Toledo Arrebala, médico nefrologista e clínico geral iniciou suas atividades na Associação.

Em dezembro foi realizado um Bazar que possibilitou a arrecadação de R$ xxx

  Projeto de Reciclagem de Lixo

No exercício foram visitados, em companhia do Exmo.Sr.Secretário de Obras, indicado pelo Prefeito para acompanhar o projeto de reciclagem,  cinco municípios que desenvolveram projetos na área de tratamento de resíduos sólidos e são considerados modelos.

As informações obtidas nessas visitas servirão de base para um relatório a ser elaborado pelo grupo que compõe o Projeto de Reciclagem e que se constituirá numa proposta à Prefeitura para implantação de um sistema de gerenciamento de resíduos sólidos para o Município.

O grupo que participa nesse projeto representa, além da Prefeitura e ABMV, a Associação Comercial, a Sociedade dos Amigos de Monte Verde e Associação dos Moradores de Monte Verde.

Esse relatório deverá ser submetido aos membros do grupo no primeiro semestre de 2002.

 Esses os fatos relevantes do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2001.

  A Diretoria da ABMV mais uma vez agradece a participação de todos aqueles que contribuiram financeiramente ou com seu trabalho e reitera o apelo para que todos os sócios se empenhem em aumentar a base de contribuição e doações, fatores indispensáveis para a consecução das metas a que a ABMV se propõe.

Às empresas e pessoas físicas que têm doado bens materiais e serviços, a ABMV agradece e reconhece que sem essas importantes  contribuições teria sido impossível chegar às realizações até agora conquistadas.

Monte Verde, 27 de abril de 2002.

  A Diretoria

 

VOZ DA TERRA 09 MAIO DE  2.002 

Email recebido 

De: Eduardo Amaro

 

Egydio,

Em anexo a carta que o Antônio Carlos Kfouri, Presidente da ABMV, entregou para publicação.

Saudações

Eduardo Amaro

 ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE MONTE VERDE

 

A ABMV é uma entidade de caráter beneficente sem fins lucrativos, fundada em 14/03/1998.

Sua finalidade é prestar serviços sociais à comunidade nas áreas de saúde e educação.

Todos os seu membros exercem trabalho voluntário sem nenhum tipo de remuneração.

As pessoas reconhecidamente carentes terão assistência gratuita, tendo sido formada uma comissão de membros da Associação, pertencentes à  comunidade,  para seleção e confirmação dessa condição.

A filosofia da Associação é cobrar pelos serviços prestados de quem pode para ajudar quem não pode, ou seja, atendendo mediante pagamento à pessoas não necessitadas, o que contribui para o atendimento gratuito aos carentes e, além disso, prestando serviços a preços acessíveis à comunidade.

A ABMV não é e não tem um seguro saúde.

A ABMV é custeada pela contribuição de seus sócios, que fazem doações mensais com a finalidade de mantê-la.

Quando do atendimento de consultas, é recebido, como doação, um valor simbólico para ajudar a custear o atendimento médico.

No dia 27/04/2002 a ABMV inaugurou,  nas dependências do HOSPITAL MONTE VERDE,  os consultórios médicos e o salão comunitário, que se destina a palestras, aulas de educação continuada e demais assuntos de interesse da comunidade na área de educação e saúde.

Para que a ABMV possa terminar a obra do HOSPITAL MONTE VERDE, há necessidade de captação de recursos e, para isso, é preciso que a Comunidade contribua, e a ABMV está em campanha para buscar esses recursos tão necessários.

O projeto do HOSPITAL MONTE VERDE é composto de,

no pavimento térreo: sala de pequenas cirurgias e partos, berçario, sala de esterilização, raio x, ultrasom, sala de coleta de laboratório, administração e setor de primeiros atendimentos, além de uma enfermaria masculina e uma feminina com dois leitos cada.

no pavimento inferior: três consultórios médicos, sendo um com aparelhagem de ultrasonografia, a recepção e o salão comunitário.

Por ocasião da inauguração tivemos a apresentação por médicos e enfermeiras do Hospital do Coração Hcor de São Paulo, de uma palestra sobre Primeiros Socorros, em duas partes:

1)       Ressuscitação cardiopulmonar  e

2)       Primeiros cuidados com picadas de animais peçonhentos.

A ABMV é uma entidade não política por definição estatutária,  e seus associados são membros da Comunidade de Monte Verde, representativos de seus vários segmentos sociais e religiosos.

VOZ DA TERRA virtual em 27 DE MAIO DE  2.002

 

Associação Beneficente de Monte Verde inaugura hospital

  

Uma palestra sobre ressuscitação cardio-pulmonar e primeiros cuidados com picadas de animais peçonhentos ministradas

por uma equipa médica do Hospital do Coração Hcor de São Paulo, inaugurou o Hospital de Monte Verde no dia 27 de abril.

O evento contou com aproximadamente 150 pessoas, com a participação de autoridades locais, diretoria da ABMV, associados e moradores.O presidente do hospital Dr. Antonio Carlos Kfouri abriu o ciclo de palestras agradecendo a todos os presentes e falou sobre as futuras instalações do hospital que será em benefício de toda comunidade. 

“É um sonho que se torna realidade”, disse dr. Kfouri. 

Fundada em março de 1998, a ABMV é uma entidade de caráter beneficente sem fins lucrativos, sua finalidade é prestar serviços sociais á comunidade nas áreas de saúde e educação. 

Formado por uma diretoria (que exercem trabalhos voluntários sem nenhum tipo de remuneração) e associados que contribuem voluntariamente, a ABMV vem prestando atendimento médico para toda comunidade desde sua fundação. O hospital está funcionado com três consultórios médicos, recepção e salão comunitário para palestras de interesse da comunidade na área de educação e saúde.No projeto consta: sala de pequenas cirurgias e partos, berçário, sala de esterilização, raios-X, ultra-som, sala de coleta de laboratório, administração e setor de primeiros atendimentos.Enfermaria masculina e feminina com dois leitos cada.

Para que o projeto do hospital tenha continuidade e seja em breve concretizado é preciso que todos os associados continuem contribuindo e aqueles que ainda não são se tornem um membro da associação.A filosofia da Associação é cobrar pelos serviços prestados de quem pode pagar para ajudar aqueles que não podem. As pessoas reconhecidamente carentes terão assistência gratuita.

A sala de eventos ficou completamente lotada e muita gente não conseguiu entrar para assistir as palestras que foram exibidas num telão. 

A médica Ieda Maria Ligori falou sobre os perigos das picadas de cobra, aranha, escorpião e abelhas.Alertando na prevenção e nos primeiros cuidados caso haja um acidente com esses animais peçonhentos. 

Com o auxilio da enfermeira, Ângela Amorim Araújo, o cardiologista Edson Renato Romano, mostrou a todos como é feito uma ressuscitação cardiovascular e os cuidados que devemos ter ao socorrer uma pessoa inconsciente.

 Conheça a diretoria do Hospital:

Presidente: Antônio Carlos Kfouri

Vice-presidente: José Roberto Bessel Barbosa

Diretor financeiro: Lorenzo Rossignoli

Diretor Administrativo: Henning Steinhoss

Diretor secretaria: Eduardo Couto Amaro da Silva

Formado também por nove conselheiros consultivos e 4 fiscais; seis Conselheiros de obras.

 Atendimento:

Terça: Geriatria/Cardiologista/Clínico Geral

Quarta: Ginecologista/Clinico Geral

Sexta: Pediatria

Sábado: Cardiologista/Clínico Geral

Uma vez por mês: Nefrologista/Nutricionista

 

VOZ DA TERRA virtual em 27 DE MAIO DE  2.002 

 

Email recebido 

De: Eduardo

Cidade: Monte Verdde

Caro Egydio,

Gostaria muito de saber o e-mail de nosso prezado Secretário de Turismo e acho que seria muito bom mantê-lo informado sobre a situação da infra-estrutura que o Estado e Município nos provê para que possamos trabalhar pelo desenvolvimento de Monte Verde.

A propósito, meu cargo, na ABMV é de Diretor Secretário.

Abraços

Eduardo,

Acho que, pesquisando na internet, você encontra o email da Secretaria de Turismo de Minas. Se souber, favor me passar cópia, pois, me parece interessante que ele receba as notícias de Monte Verde.

Grato.

Egydio  

VOZ DA TERRA  EM 12 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Alexandre Bittencourt Noronha

Cidade: São Paulo-SP - País: Brasil


Meu nome é Alexandre Bittencourt Noronha, sou cirurgião dentista, e
possuo uma residência no Jardim das Montanhas em Monte Verde.
Fico feliz em saber que neste País ainda existam pessoas que se
preocupam com o bem estar de seus semelhantes. Exemplo este demonstra-se através da construção do hospital. Tendo em vista o importância da associação para moradores de Monte Verde, me disponibilizo a ajudar para a cidade com serviços de minha área em dias pré determinados, desde que estes estejam ajudando pessoas que comprovadamente são carentes, e que haja um local adequado para atendê-las.
Grato

VOZ DA TERRA ON LINE  09 DE  MARÇO DE  2003  

 

Agenda Cultural Voz da Terra Monte Verde

 

  A Associação Beneficente de Monte Verde completa cinco anos em março e convida seu sócio e colaboradores para participar da inauguração de três novos setores do hospital: Raios-X, Ultra-som e sala de primeiros atendimentos.

A ABMV é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, que tem como objetivo a prestação de serviços na área médica e educacional.

A inauguração será no dia 15 de março, às 11horas da manhã, na sede do Hospital Monte Verde que fica na avenida Sol Nascente.

A diretoria da ABMV conta com a sua presença!

 

VOZ DA TERRA  EM 09 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Chicão da Adega

Cidade: Monte Verde - MG - País: Brasil

 

Parabenizo  a  associação  beneficiente  de  monte  verde  pelo  esforço  e  pela  ousadia  de  fazer  um  hospital  em  monte  verde.

por  outro  lado  gostaria  que  a  mesma  associação  tambem  se  esforça-se  em atender  a  todos, independentemente  de  ser  associado, de  ter  condições  de  pagar  a   consulta  ou  não. voceis  podem  estranhar  tal  fato,  mais  é  o  que  realmente  acontece quando  alguem  sem  condições  ou  influênciua  procura  o  hospital  de  monte  verde, para  uma  emergência.

o  médico  não  esta,  esta  em  reunião,  já  deu  o  seu  horário  e  etc......

aconteceu  com  uma  funcionária  minha, que  só  foi  atendida, quando  eu, que  não  sou  nada ,  mais  sou  o  chicão  da  adega  apareci, ai  o  médico  estava,  não  havia  mais  reunião,  e  o  horário  não  era   importante.

relato  este  fato,  pois  não  quero  que  o  mesmo  se  repita  e  mesmo  porque não  tenho  tempo  de  ficar  no  hospital.

espero  que  a  partir  do  dia  15  de  março, não  só  seja  inaugurado  uma  nova  unidade   de  raio  x, como  tambem  e  principalmente  uma  nova  maneira  de  atender  a  população, seja  ela  associada  ou  não.

sucesso  e  parabens. 

Chicão  da  adega

  

VOZ DA TERRA  EM 11 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Walter Cunha Monacci

Cidade: Monte Verde - MG - País: Brasil

 

 Sr. Egydio,

Gostaria de enviar os meus cumprimentos à Associação Beneficente de Monte Verde por mais este passo em prol do bem comum.

 

VOZ DA TERRA  EM 12 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Antonio Carlos Kfouri

Cidade: Monte Verde - MG - País: Brasil

 

 Ao Jornal Voz da Terra 

Tomamos conhecimento de uma carta assinada pelo missivista Chicão da Adega, na qual critica o atendimento oferecido pelo Hospital Monte Verde. Informamos que não temos conhecimento de nenhuma ocorrência de falta de atenção ou ausência de medico, nos horários previstos pelos nossos serviços de atendimento. 

Mesmo assim, estamos tomando providencias para verificar a veracidade das informações descritas pelo sr. Chicão da Adega.

Convém ressaltar que o Hospital Monte Verde é uma iniciativa particular, mantido pela Associação Beneficente Monte Verde e tem por objetivo prestar serviços básicos de assistência à saúde à comunidade, tendo uma comissão especial com a participação de moradores da Vila, que avaliam as pessoas carentes para atendimento gratuito. 

Mesmo sem estar ainda totalmente concluído já entrou em operação e na medida do possível vem prestando primeiro atendimento a diversos casos e atendeu até hoje 6.625 consultas.

Estamos certos de que, com mais compreensão e apoio de toda a comunidade, o Hospital Monte Verde atenderá a todos que dele necessitar.

Recebam os nossos agradecimentos pela atenção.

 Cordialmente

 Antonio Carlos Kfouri ,Associação Beneficnete Monte Verde ,Presidente

 

VOZ DA TERRA  EM 14 DE MARÇO DE  2003

Opinião VT

Toda colaboração e incentivo a quem trabalha

O trabalho desenvolvido pelo Dr. Antonio Carlos Kfouri e todos os que participam da Associação Beneficente, para construir e fazer funcionar um hospital em Mte. Verde, é algo inédito e que orgulha a nossa cidade. 

O problema de saúde é sério e deveria estar em primeiro lugar.

Mas infelizmente, os governos brasileiros não dão atenção que o assunto merece. Como ainda não dão para a educação e segurança. 

Por isso, sempre cabe uma pergunta irônica: se o Governo não serve para cuidar da saúde, da educação e da segurança, para que serve o Governo?

Assim, toda cobrança, que se faça ao poder público quanto à sua omissão em melhorar o serviço à saúde da população, será sempre louvável e válida.

Mas, mais louvável do que as críticas à omissão do poder público, é a disposição de pessoas, como o Dr. Kfouri e os diretores e sócios da Associação Beneficente, que resolveram, em vez de criticar, amenizar com trabalho e recursos da comunidade o gigantesco problema que é a assistência médica e hospitalar em todo Brasil e, consequentemente, em Mte. Verde também.

Felizmente, a comunidade de Mte. Verde tem colaborado, mas não o suficiente  para que o serviço seja sempre aperfeiçoado.

Seria bom que aqueles que não podem colaborar financeiramente, pelo menos, se filiassem à Associação Beneficente e ajudassem em sentido amplo para que o hospital seja concluído o mais rápido possível.

Por isso, reiteramos nosso conceito de que toda crítica, que se faça ao poder público pela sua omissão no setor de saúde, é sempre válida e ajuda a corrigir essa injustiça social.

Por outro lado, todo elogio e colaboração que se fizerem a pessoas como o Dr. Kfouri e à diretoria da Associação Beneficente, serão sempre insuficientes para se fazer justiça a quem trabalha e tornar realidade esse empreendimento, que já está beneficiando a muita gente em Monte Verde.

ECS

VOZ DA TERRA  EM 15 DE MARÇO DE  2003

Email recebido 

De: Paula Unger

Cidade: Monte Verde - Estado: MG - País: Brasil

 

Caro Antonio Carlos Kfouri

parabens e muito mais, pela sua coragem .

A sua  nobreza de Alma é o que importa.

O seu espirito elevado e iluminado merece toda a benção divina.

Que Deus lhe de sempre este vigor, e o proteja sempre.

De nós todos da Unger´s Pottery House

 

 VOZ DA TERRA IMPRESSA ABRIL DE  2003  

ABMV inaugura novos setores

Dr. Kfouri (esq), e o casal Gilda e Nicolau Cury

No dia 15 de março a Associação Beneficente de Monte Verde comemorou cinco anos e inaugurou três novos setores do hospital. Agora, o hospital de Monte Verde, com sede na avenida Sol Nascente, conta com modernas aparelhagens de Raio X, Ultra-som e sala de primeiros atendimentos.

O evento contou com a presença do diretor do Hospital Dr. Antonio Carlos Kfouri e sua diretoria, convidados, sócios e contribuintes da entidade. A placa foi descerrada pelo casal Nicolau Cury e Gilda Cury, membros do Hospital do Coração de São Paulo e demais presentes, a convite do Sr. Kfouri. "Hoje é um dia especial para a comunidade de Monte Verde. Pela união de todos, a colaboração de muita gente e de pessoas com espírito altruístas, nós conseguimos erguer esse Hospital e inaugurar essa fase tão importante que é o setor de diagnósticos, raios-X e a sala de primeiros atendimentos. Isso para nós e uma grande satisfação, transmitir a verdade, honestidade com que a nossa diretoria vem tocando essa obra. Tudo aqui é feito com o coração", disse o diretor da ABMV.

A ABMV é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, que tem como objetivo a prestação de serviços médicos e palestras educativas dirigidas a toda comunidade. A construção do hospital foi iniciada em dezembro de 2000 num terreno doado pela Prefeitura. Um ano e seis meses depois já estava em funcionamento, com atendimento de médicos especializados. Aproximadamente, 12 mil consultas já foram registradas até hoje pelo hospital.

A ABMV conta com o apoio de todos para a próxima etapa, que será a finalização do setor que compreende a Unidade de Internação, uma sala cirúrgica para partos e pequenas cirurgias e toda infra-estrutura necessária para o seu funcionamento.

O hospital vive de colaboração e mensalidade dos sócios, atendendo a todos que necessitam, inclusive pessoas carentes, desde que sejam cadastradas pela ABMV. Se você ainda não é um membro da ABMV entre em contato com os atendentes do hospital e contribua mensalmente com o mínimo de dez reais. Sendo sócio você pode realizar consultas com médicos especializados, agora com oftalmologista e dermatologista.

Atendimento:

Terça: Geriatria/Cardiologista/Clínico Geral

Quarta: Ginecologista/Clinico Geral

Sexta: Pediatria

Sábado: Cardiologista/Clínico Geral

Uma vez por mês: Nefrologista/Nutricionista/ Dermatologista e Oftalmologista

Diretoria do Hospital:

Presidente: Antônio Carlos Kfouri

Vice-presidente: José Roberto Bessel Barbosa

Diretor financeiro: Lorenzo Rossignoli

Diretor Administrativo: Henning Steinhoss

Diretor secretaria: Eduardo Couto Amaro da Silva

Formado também por nove conselheiros consultivos e 4 fiscais; seis Conselheiros de obras.

 

 

 

Veja também saúde

 

(FIM DAS NOTÍCIAS)

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br