VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

ENTIDADES: ABRIL DE 1.999 A OUTUBRO DE 2.002

 VOZ DA TERRA – ABRIL DE  1.999  

  Sociedade Amigos de Monte Verde elege diretoria

A Sociedade Amigos de Monte Verde, em Assembléia Geral realizada no última dia três de abril, em sua nova sede social, elegeu nova diretoria. Para suceder a Dalton Osterne, foi eleita para  presidente, Izildinha, que disse ter por meta principal a união de todas as entidades e a população, pois assim será mais fácil conseguir benfeitorias para Monte Verde.

A diretoria eleita por aclamação por se tratar de chapa única ficou assim constituída:

Presidente: Izildinha Antonelli; 1.º vice: Egon Boetcher;

2.º vice: Felipe Manuel Grundland; 3.º vice: Luiz Augusto Ramalho Peixoto; 1.º tesoureiro: Kleber Douglas Cano; 2.ª tesoureira: Valdimeire de Sousa; 1.ª secretária: Victoria Kuhn; 2.º secretário: Dalton Osterne. Diretor Assuntos Jurídicos: Celso Campos Petroni. Diretor Assuntos Ambientais: Veniero Streparavi; Conselho Fiscal: Antonio Carlos Macedo, Benedito Lopes da Silva, Elmer Koltai  

 

VOZ DA TERRA – 29 DE JANEIRO DE  2.001

 

ACMV realiza reunião para discutir problemas de Monte Verde

A ACMV promoveu reunião no último dia 27 de janeiro para tratar de três assuntos: segurança, turismo e Conselho Regional de Química.

Eis o texto integral da ata da reunião:

 

ATA DE REUNIÃO, PROMOVIDA PELA ACMV COM OS ASSOCIADOS E MEMBROS DA COMUNIDADE EM 27-01-2.001

 Aos 27 (vinte e sete) dias do mês de janeiro do ano 2.001 (dois mil e um), às 16h00, no salão de reuniões do Green Village Hotel, em Monte Verde, realizou-se uma reunião informal para a qual foram convidados os associados da Associação Comercial de Monte Verde (ACMV) e membros da comunidade de Monte Verde. Aberta a reunião, o presidente da ACMV, Egydio Coelho da Silva, informou aos presentes, que três itens constavam da pauta de reuniões: 1) segurança; 2) turismo e 3) Conselho Regional de Química.

Dona Walderez Jensen reclamou da falta de trabalho comunitário para dar mais segurança à Monte Verde, pois, ela mesma já tinha sofrido com o problema. O Presidente citou o fato de já existir um terreno doado pelo Sr. Verner Grinberg , junto à Estrada Monte Verde / Camanducaia, um pouco antes do Portal de Entrada da Cidade, para que ali se construa o quartel da polícia militar. Os presentes, porém, entenderam que isto seria solução a longo prazo e cobraram da comunidade uma atitude mais urgente. O Presidente disse que iria contatar a Sociedade Amigos de Monte Verde, para verificar o que se poderia fazer e, na próxima, reunião talvez já tivesse alguma solução emergencial para o problema.

Em seguida, o presidente passou a palavra ao Sr. Francisco Petersen, que apresentou um estudo para desenvolvimento turístico em Monte Verde; citou um trabalho desenvolvido em Brotas-SP, que poderia servir de modelo para Monte Verde, onde algumas ONGS, a iniciativa privada e a Prefeitura trabalham em parceria. O presidente colocou em discussão uma sugestão de que a Prefeitura, através de incentivo fiscal, por lei, concedesse aos hotéis uma redução do ISS de 5% para 3%, desde que se comprometessem a contribuir com um real em cada diária de hotel para a entidade já existente em Monte Verde, denominada Conselho Turístico Comunitário, a qual aplicaria esse dinheiro no desenvolvimento do turismo e em mais conforto ao aos turistas, que visitam Monte Verde. Eurico Cioban sugeriu a aprovação de uma cartela, que seria vendida a turistas, os quais poderiam receber o dinheiro de volta, quando se hospedassem e fizessem compras em forma de descontos. Após discussão, os presentes decidiram, por maioria, que as sugestões envolvem alteração na lei e, mesmo que aprovadas, seriam procedimento a longo prazo. Por isso, entenderam que o melhor é solicitar a Prefeitura que realmente faça funcionar o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), criado pelo Plano Nacional de Municipalização do Turismo. Dona Miriam Gerber, que é a conselheira indicada pela ACMV para fazer parte do COMTUR contou que, às vezes, que compareceu às reuniões não havia nada que se aproveitasse e percebeu que somente perdeu tempo. Informou ainda que a presidenta do COMTUR era a Sra. Mirna, que acumulava a função de Secretária de Educação Municipal. Com a mudança de prefeito, o COMTUR parou de funcionar. Aprovou-se, portanto, que as três entidades de Monte Verde, em conjunto, solicitem, por escrito, uma reunião no dia 10 de março, com o prefeito Emydio Moreira Filho, com seus auxiliares, com o secretário de obras e com o vereador Rúbens Mungioli, presidente da Câmara, para que juntos expliquem o que pretendem fazer para: 1) ativar o COMTUR, 2) conservar as ruas de Monte Verde e a Estrada Monte Verde / Camanducaia e 3) dar solução imediata para o problema dos cavalos e animais soltos.

Sobre o problema com o Conselho Regional de Química, que cobra multa e altas taxas dos estabelecimentos hoteleiros, que possuem piscina, o presidente informou que as defesas administrativas, embora fundamentadas em jurisprudência de tribunais, têm sido rejeitadas pelo CRQ. Por isso, entende que o assunto deva ser discutido judicialmente quando o CRQ iniciar ação de execução no fórum de Camanducaia.

Finalizando a reunião, o Presidente comunicou que haverá mais uma reunião, no dia 17 de fevereiro, de todos para discutir o assunto, que será tratado com o Prefeito, seus auxiliares e com o Presidente da Câmara Municipal de Camanducaia.

 Estiveram presentes à reunião as seguintes pessoas ou representantes: Egydio Coelho da Silva, Suely Silva, Pousada Maristela, Dona Edit – Chalés Bucarest, Hristos Torre Branca, Eurico Cioban, Walderez Jensen, Francisco Petersen, Dalton 

Osterne, Ronaldo Couto, Gutenberg Morales, José Cardoso, Roberto de Luca, Adelson – Queijo Adelson e Izildinha Antonioni.

Nada mais havendo a tratar e para constar, lavrou-se a presente ata.

 Eurico Cioban – 1.º Secretário

 Egydio Coelho da Silva-Presidente

 

VOZ DA TERRA – 02 DE FEVEREIRO DE  2.001

 

Monte Verde está com pressa

  Na reunião da Associação Comercial de Monte Verde (ACMV), no dia 27 de janeiro último, as propostas apresentadas para solução dos problemas, a médio e longo prazo, foram rejeitadas pelos presentes.

 A maioria, que se encontrava na reunião, exigiu urgência na solução de problemas, como garantia de segurança em Monte

 

Verde, mais agressividade no desenvolvimento turístico e mais eficiência na administração do Distrito.

Especificamente todos querem fazer funcionar o COMTUR – Conselho Municipal de Turismo, solução  

para o problema dos cavalos soltos, buracos nas ruas e estradá de Monte Verde e um sistema de segurança mais efetivo, com vigilância no Portal e policiamento municipal.

Por isso, propuseram e aprovaram que as três entidades de Monte Verde: ACMV, Sociedade Amigos e Associação dos Moradores solicitem reunião com o Prefeito, seus auxiliares e com o vereador Rúbens Mungioli, presidente da Câmara, para o dia 10 de março, para que expliquem o que podem fazer para solucionar estes problemas, que afligem a todos.

(Veja a ata da reunião logo abaixo)

Estiveram presentes à reunião as seguintås pessoas ou representantes: Francisco Petersen, Dalton Osterne, Egydio Coelho da Silva, Suely Silva, Pousada Maristela, Dona Edit – Chalés Bucarest, Hristos Torre Branca, Eurico Cioban, Walderez Jensen, Ronaldo Couto, Gutenberg Morales, José Cardoso, Roberto de Luca, Adelson – Queijo Adelson, Miriam Gerber e Izildinha Antonioni

 

VOZ DA TERRA – 23 DE FEVEREIRO DE  2.001

A Associação Comercial de Monte Verde (ACMV) promoveu reunião de seus associados e com a comunidade para discutir quais as reivindicações devem ser apresentadas ao prefeito e presidente da Câmara Municipal de Camanducaia na próxima reunião do dia 10 de março. Eis a ata da reunião:

ATA DE REUNIÃO, PROMOVIDA PELA ACMV COM OS ASSOCIADOS E MEMBROS DA COMUNIDADE EM 17-02-2.001

Aos 17 (dezessete) dias do mês de fevereiro do ano 2.001 (dois mil e um), às 16h00, na Casa de Pedra, em Monte Verde, realizou-se a reunião dos associados da Associação Comercial de Monte Verde (ACMV) e membros da comunidade de Monte Verde. 

Esta reunião se realizou porque assim foi decidido na reunião do último dia 27 de janeiro, realizada no Green Village Hotel. 

Aberta a reunião, o presidente da ACMV, Egydio Coelho da Silva, informou aos presentes que a reunião objetivava discutir principalmente os assuntos, que deverão ser tratados com o prefeito e presidente da Câmara Municipal de Camanducaia na próxima reunião do dia dez de março. 

Elaborou-se então a seguinte pauta a ser discutida: 1) convênio com a polícia militar para permitir mais agilidade e eficiência no trabalho de policiamento no Distrito; 2) saneamento básico; 3) conservação da estrada e ruas de Monte Verde; 4) solução para impedir animais soltos nas vias públicas; 4) repasse de informações sobre eventos turísticos regionais às entidades de Monte Verde; 5) melhor iluminação das ruas; 6) melhor distribuição da correspondência; 7) fiscalização sobre ambulantes e trailer parado ao longo da estrada.

Usou da palavra Ronaldo do Couto para dizer que participara de um evento turístico em Pouso Alegre e estranhou que, para aquele evento, não tivesse havido convite a nenhuma entidade de Monte Verde. 

Em seguida, informou que no próximo dia três de março estará presente em Monte Verde um deputado estadual, que se prontificou a colaborar com a comunidade em suas reivindicações para melhoria do Distrito junto ao Governo de Minas e pediu que as entidades promovessem uma reunião do deputado com a comunidade.

O presidente explicou que, na sua opinião, um deputado pode fazer muita coisa pelo Distrito, desde que o companheiro do deputado, como é o caso do Ronaldo Couto, se empenhe em trazê-lo a Monte Verde e motivá-lo a se preocupar com nossos problemas. 

Lamentou inclusive que outros políticos do Distrito, que são amigos de deputados e até do vice-governador, não tenham a mesma iniciativa. 

Concitou a todos que participem da reunião do dia três. Esclareceu, porém, que a ACMV, como entidade, não deve promover o encontro do deputado com a comunidade, pois, isto pode dar entender que a ACMV estaria tomando posição a favor de um partido político. 

Este trabalho, no seu modo de ver, deve ser promovido pelo partido político e pelos companheiros do deputado, que se propõe a ajudar Monte Verde. Todavia, os sócios da ACMV e diretores, como cidadãos, devem prestigiar a todos, que se proponham a colaborar com a cidade e que a imprensa local e regional também têm obrigação de dar cobertura ao evento, pois isto só ajuda o Distrito.

Na oportunidade, o presidente informou a todos que já foi redigido o ofício, assinado pelas entidades de Monte Verde, ACMV, Sociedade Amigos de Monte Verde e Associação dos Moradores de Monte Verde, convidando o prefeito Emydio Moreira Filho e o vereador Rúbens Mungioli, presidente da Câmara, a comparecer a reunião do dia 10 de março na Casa de Pedra, para que se dignem a dialogar com a comunidade sobre os problemas que afligem o Distrito.

Alguns presentes reclamaram de que não são convidados para estas reuniões, que lhes parecem importantes. O presidente explicou que este tipo de reunião é aberto a comunidade, mas que os funcionários da ACMV costumam telefonar comunicando somente aos associados e aos que solicitam que sejam comunicados. 

Assim sendo, informou que quem desejar ser avisado deve deixar seu nome e telefone no Portal de Entrada da Cidade e, para todas as reuniões semelhantes a esta, serão avisados telefonicamente.

Estiveram presentes à reunião as seguintes pessoas: Wolffgang Dickzius, Egydio Coelho da Silva, Edith Blumen Dez Bez, Celina Aparecida Silva, Izildinha Antonelli, Glair Helena B. Griedini, Maria Mota Paes, Suely A. Silva, Nivaldo Palma, Antônio M. Santos, Ronaldo do Couto, Gutenberg Morales, Marcos César de Almeida, Walderez Jensen, Patrícia Rosa de Oliveira, José Aparecido Cardoso, Luiz Benedito César.

Nada mais havendo a tratar, o presidente deu por encerrada a reunião e, para constar, lavrou-se a presente ata.  

 

VOZ DA TERRA EM 10 DE JUNHO DE 2.001

 Sociedade Amigos de Monte Verde elege novo presidente

 Realizou-se a Assembléia Geral Ordinária na Casa de Pedra, sede da Sociedade Amigos de Monte Verde, com a finalidade de eleger a nova diretoria e conselho fiscal para o biênio 2001/2003.

A Sociedade Amigos de Monte Verde foi criada na década de 70 com o objetivo de batalhar por melhor qualidade de vida de todos os moradores e veranistas de Mon-

te Verde, bem como colaborar com o poder público para que todas as necessidades básicas sejam viabilizadas para um bom desenvolvimento de Monte Verde.

Veja como ficou a nova diretoria:

Presidente: Antônio Pereira de

Queiroz, conhecido como Nico Pereira.

1º vice: Marius Frederico Cerello

Wagner

2º vice: Egon Boetcher

3º vice: Mobus Signe

1ª secretária: Victoria Hildegard kuhu

2º secretário: Viniero Streparava

1º tesoureiro: Kleber Douglas Cano

2º tesoureiro: Dalton Osterne

Conselho Fiscal: Antônio Carlos de

Macedo, Rosa Boetcher, Jeanine

Izabel Boone

Suplentes: Victoria Potinelli e

Izildinha Antonelli.

Eis a entrevista do Presidente Nico Pereira:

VT - Qual é seu objetivo como

presidente da Sociedade?

NP - Meu objetivo e de toda diretoria  da Sociedade Amigos de Monte Verde é        de proteger o Distrito e ajudar a prefeitura de Camanducaia a organizar a cidade, como por exemplo: o fluxo de turistas, o trânsito desorganizado de ônibus e caminhões na avenida principal, os cavalos soltos nas ruas e, principalmente desenvolver o aspecto cultural da cidade, como música, teatro e exposições.

VT - Monte Verde, sem dúvida é muito carente no aspecto cultural, mais ainda para os moradores da Vila da Fonte. O que você faria para criar entretenimento para esse público?

NP - Reativar as praças, que já existem e que hoje se transformaram em depósito de ferro velho e terrenos baldios. A princípio, humanizar Monte Verde, criando espaço para lazer e diversão.

VT - Finalizando....

NP - Pretendo divulgar as atividades da Sociedade através de um informativo e, especialmente, pleitear junto as autoridade para irmos ao encontro das mínimas exigências de uma cidade turística. A minha intenção é fortalecer a imagem da Sociedade Amigos de Monte Verde. 

Suely Silva

 

VOZ DA TERRA – 07 DE NOVEMBRO DE  2.001

 

Acordo sobre administração do Portal e eleição na ACMV

No último fim de semana, sexta-feira às 17h e sábado às 10h, a diretoria da ACMV - Associação Comercial de Monte Verde promoveu reunião com seus associados para colher assinatura em abaixo assinado e para elaborar chapa de interessados em participar da nova diretoria da ACMV.

A proposta que será apresentada à Prefeitura de Camanducaia para administração do Portal é a seguinte: um dos lados do Portal continuará administrado pela ACMV e o outro lado ficaria com a Prefeitura para administrá-lo ou ceder para entidades como SAMV, Conselho de Turismo ou Associação de Moradores, para informações em geral e/ou vigilância. 

O abaixo assinado foi solicitado pelo próprio Prefeito que entende que há necessidade da comunidade ter consenso sobre o que quer do Portal.

Dr. Roberto de Lucas, advogado da ACMV, acha que o acordo deveria acontecer somente após a decisão final da Justiça. Todas as pessoas presentes à reunião assinaram o abaixo-assinado, com exceção de Marquinhos, da Pousada Equilibrista, que entendeu que deve esperar a decisão judicial.

Egydio Coelho, atual presidente da ACMV, porém, entende que o Portal deve ser administrado também pela Prefeitura ou por outro entidade de Monte Verde e não somente pela ACMV. 

Por isso, está colhendo assinatura de todas as pessoas da comunidade no abaixo assinado, que já conta com mais de 50 assinaturas.

ELEIÇÃO

Nessas reuniões, os presentes tomaram conhecimento de que já existe uma chapa para a nova diretoria da ACMV, encabeçada por Roberto de Lucas para presidente, e as pessoas interessadas em participar da chapa deram seus nomes. 

São eles: César (Hotel das Videiras), Dante Bacchi, Égon Boetcher, Egydio Coelho, Eurico Cioban, Hristos Savvas, Dr. Francisco (Esquilo), João (Pousada Chalana), José Mota, José Cardoso, Kurt Flachman, Michel Lapiccirela, Ronaldo Couto. O respectivo cargo, ao qual cada um concorrerá, será definido em reuniões com os interessados e se alguém mais quiser fazer parte dessa chapa, deverá enviar email para: acmv@monteverdemg.com.br ou falar com Roberto de Lucas.

Após definida a chapa, será publicado edital convocando as eleições para no máximo 15 dias da data da convocação. 

Será assegurado o direito de inscrição de outra chapa, desde que apresente a chapa completa na sede da ACMV com sete dias de antecedência e todos os candidatos sejam sócios filiados há mais de três meses à ACMV. 

Fica esclarecido que o nome constante de uma chapa não poderá também constar da outra chapa.

Os cargos da diretoria são: presidente, 1o. vice-presidente, 2o. vice-presidente, secretário, 2o. secretário, tesoureiro, 2o. tesoureiro.

Conselho Fiscal: no mínimo três nomes.

Diretoria para Assuntos do portal: sem limites de nomes;

Outras Diretorias: Fiscalização da Poluição Visual, Turismo, Meio-ambiente e outras.

VOZ DA TERRA  – 12 DE NOVEMBRO DE  2.001

Email recebido

 

Gostaria de colaborar na administração do Portal nos
setores de: Fiscalização de Poluição Visual, Turismo,
Ambulantes, Coordenação da Publicidade e Propaganda.
Favor me avisar com quem devo falar. Grata
Fiorella Ferro Vanetti = Lojas Alpina e MV
fone SP (11)3744-749l
     MV (35)3438-1436

Fiorella:

Você e qualquer outro associado da ACMV interessado em participar da diretoria da Associação Comercial de Monte Verde ou de outras diretorias, como Fiscalização de Poluição Visual e outras, deve falar com Roberto de Lucas que está encabeçando uma chapa para formar uma nova diretoria. 

Atenciosamente,

Egydio Coelho da Silva

 

VOZ DA TERRA virtual 07 DE MAIO  DE  2.002

 

Novo projeto para reurbanizar a entrada de Monte Verde

Em reunião realizada pela Associação Comercial de Monte Verde,  na Casa de Pedra, no dia 05 de maio, domingo às 15h, por iniciativa do Diretor Executivo de Projetos Especiais, Dr. Roberto de Lucas, foram discutidos alguns assuntos de importância para o Distrito.

Fizeram parte da mesa diretora dos trabalhos, o presidente da ACMV, Egydio Coelho, Nico, presidente da Sociedade Amigos de Monte Verde e Roberto de Lucas.

Na oportunidade, Roberto de Lucas propôs e recebeu o apoio de todos para que os comerciantes se cotizassem e que seja arrecadado o valor de 500 reais por mês para pagamento de um fiscal, que será contratado pela Prefeitura e que atuará nos fins de semana,  feriados prolongados e nas férias.

Roberto também apresentou um projeto de reurbanização da entrada da cidade, que está em fase de aperfeiçoamento, o qual deixou a todos animados com a melhor aparência, que trará ao trecho da Av. Monte Verde, do Portal até a Rotatória. 

Outros assuntos, como o problema da poluição visual, animais soltos nas ruas também foram discutidos na reunião e estão ainda dependendo de mais diálogo com a comunidade, para se chegar a uma legislação, que equacione os dois problemas.

 

VOZ DA TERRA 07 MAIO DE  2.002 

Email recebido 

De: Luiz Gustavo

 

Olá Sr. Egydio,

Gostaria de ter informações das reuniões antes que elas acontecessem, pois sempre fico sabendo das reuniões quando após realizada, sendo assim gostaria também de saber como posso colher informações referente ao calçadão e a reurbanização da entrada de Monte Verde.

Atenciosamente

Luis Gustavo

Pousada Mirante da Colyna.

Luís,

Essa última reunião foi solicitada, sem formalidade, pelo Diretor Executivo de Projetos Especiais da ACMV, Dr. Roberto de Lucas.

E, por ter sido decidida de última hora, faltou o costume de passar a informação aos recepcionistas do Portal, para que convidassem a todos por telefone. 

Numa próxima reunião, haveremos de fazer esse comunicado por telefone também.

Grato.

Egydio Coelho

 

VOZ DA TERRA em 07 DE JULHO DE  2.002 Email recebido 

De: Nico Pereira

Cidade: Monte Verde

 

Amigos: pediria a vocês que o texto em anexo fosse publicado no Voz da Terra impresso e On-Line, com a possível urgência. Agradecido pela gentileza, Nico Pereira 

 

PRESIDENTE DA SOCIEDADE AMIGOS DE MONTE VERDE RENUNCIA AO CARGO

 

Antonio Augusto Pereira de Queiroz ( Nico)  Presidente da Sociedade Amigos de Monte Verde, faz, de público,  o seguinte comunicado: “ Venho, através desta, expor e comunicar o que se segue. No dia 21 de abril de 2001, assumi a Presidência da Sociedade Amigos de Monte Verde. Aceitei a responsabilidade do cargo com o firme propósito de lutar pela melhoria de Monte Verde e fortalecer a Sociedade Amigos de Monte Verde, a qual, há algum tempo, estava praticamente inoperante.

Por mais de um ano, fiz seguidas reivindicações à Prefeitura de Camanducaia, nada conseguindo além de promessas. Trouxe três canais de televisão (Globo, SBT e Record) para denunciar o eterno abandono em que vive nossa Vila. Não houve retorno das autoridades governamentais. Procurei o Excelentíssimo Senhor Ministro de Turismo, que prometeu a vinda de uma equipe técnica do Ministério, o que até gora não aconteceu. Ouvi várias promessas de vários deputados a respeito do asfalto de nossa estrada. Presenciei a vinda de várias viaturas do DER, fazendo as eternas medições. A estrada continua em estado lastimável. Fui repetidas vezes à Câmara Municipal pedir ajuda para nossos problemas. O resultado foi um interminável desfile de regulamentos, trâmites e muitas palavras.

Tenho a consciência limpa de ter cumprido com meu dever. Fiz o que pude e o que estava a meu alcance, como presidente da Sociedade Amigos, não governamental.

Toda esta luta foi acompanhada por um triste sentimento de solidão. Em eventos importantes para nossa Vila, compareci como único representante da Diretoria da Sociedade Amigos de Monte Verde.

Toda esta luta foi em vão. Monte Verde continua com os mesmos problemas. O pouco caso das autoridades é o mesmo, a desunião da comunidade é a mesma.

Há alguns dias, sofri agressão física  em razão de um ofício assinado por membro da Diretoria como se fosse o Presidente da Sociedade Amigos. Na ocasião, estava eu em Bragança Paulista, onde permaneci por dez dias, acompanhando minha esposa em séria operação cirúrgica. Tal oficio foi protocolado na Prefeitura, em minha ausência, sem que eu tivesse ciência do fato.

 Senhores, diante de todo o exposto, venho comunicar minha saída da Presidência da Sociedade Amigos de Monte Verde, em caráter irrevogável. Desejo, de coração, que a comunidade monteverdense encontre seu caminho com honra, união e coragem. Considero minha parte cumprida, como o soldado que, ferido em combate, é mandado de volta para casa.

Muito obrigado.

Assinado: Antonio Augusto Pereira de Queiroz.

Nico,

A renúncia, eu entendo, é uma fuga ou um ato de desprendimento e de grandeza. No seu caso, é, com certeza, mais do que istos. 

É uma forma  de expressão. 

Lembra o escritor e poeta italiano, Quasímodo, que disse ao suicidar-se: "Nem uma palavra mais, apenas um gesto".  

Ele, que era poeta e escritor, portanto, dispunha de facilidade de expressar em palavras o seu pensamento, entendeu que o gesto, a atitude era mais expressiva do que as próprias palavras.

Há momentos em que, de fato, as palavras são instrumentos frágeis para expressar um pensamento. Somente um gesto extremo é capaz de dizer o que pensamos.

Sei que você foi um presidente entusiasmado no exercício da presidência da SAMV e lutou 

bastante, mas os obstáculos e a incompreensão são grandes. 

Só são menores do que as críticas e falta de colaboração dos que nada fazem e só sabem criticar.

Foi uma pena a sua renúncia, mas valeu pela veemência, que ela representa contra o abandono do Distrito por parte das autoridades públicas.

Acho que a sua renúncia deveria servir também de revolta da população contra os que se julgam impunes e estão acima das leis e da civilidade. Se formos aceitando que as pessoas façam justiça com as próprias mãos, Monte Verde poderá se tornar terra sem lei, que lembra os morros do Rio de Janeiro. 

Se sofremos com a omissão dos políticos para com Monte Verde, não é aceitável que venhamos a sofrer também com a omissão da Promotoria Pública, da Polícia e da Justiça.

Egydio Coelho da Silva

 

VOZ DA TERRA em 08 DE JULHO DE  2.002 Email recebido 

De: Nico Pereira

Cidade: Monte Verde

Caríssimo Egydio: 

muito obrigado por suas palavras. Sinto-me honrado em tê-lo como amigo e companheiro de lutas. 

Devo dizer que você, residente em São Paulo, é um dos cidadãos monteverdenses mais presentes e atuantes. 

Que Deus nos ajude.

 

VOZ DA TERRA  EM  24 DE JULHO DE  2.002 

Email recebido 

De: Jaqueline - Pousada A Torre Branca

Cidade: Monte Verde-MG-Brasil

 

Sr. Egydio,

Ao ler as notícias do Voz da Terra de 20/07/2002 não pude deixar de observar a iniciativa do Sr. Dante com relação à fundação de Monte Verde S/A; a idéia é um tanto diferente, mas soluções urgentes devem ser propostas. Não se pode falar em crescimento e desenvolvimento do eco turismo na região,  sem antes falarmos de saneamento básico, educação, pavimentação, delimitação de áreas para plantação e construção de moradias e tantos outros problemas que acompanharam, e em alguns casos destruíram, lindos lugares como o nosso, neste país governado por profissionais da política de bela fala e que conseguem a cada 4 anos seduzir incautos eleitores. Porém, trabalho em SP como analista de Contratos e Convênios públicos, e posso assegurar que convênios e contratos firmados entre particulares e o Poder Público, subordinam-se a uma pesada legislação que defende, sobremaneira, o interesse da Administração Pública; a qual nem sempre, representa o interesse do público ou comunidade.

De qualquer maneira, é muito bom, perceber que começam a eclodir idéias para melhorar o nosso dia-a-dia.

Jaqueline

Pousada A Torre Branca

 

VOZ DA TERRA  EM  29 DE JULHO DE  2.002 

Email recebido 

De: Wilson Catapani - Diretor da OMA.
Cidade: Monte Verde-MG-Brasil

 

Caro Sr. Egydio: 

a Sra.Jaqueline, da Pousada A Torre Branca, tem razão em suas colocações sobre a parceria entre o poder público e particulares ou outras associações. Devido à proliferação de sociedades, associações, clubes e outras agremiações que começaram a se denominar de ONGs, o governo federal criou legislação para qualificar estas entidades. Assim , uma ONG deve ter uma determinada constituição jurídica e seguir os preceitos da lei federal 9790, regulamentada pelo decreto 3100, para que possa realizar parcerias com os diversos níveis governamentais. É obrigatório que  a entidade desenvolva atividades de interesse público, não específicas de uma determinada categoria ou interesse pessoal. Não podem se qualificar para as parcerias, segundo a legislação federal, as sociedades comerciais, as associações de classe, as instituições hospitalares privadas não gratuitas e suas mantenedoras, entre outras. A diretoria da Organização Mantiqueira Ambiental,ONG funda!
da rigorosamente de acordo com os ditames da lei federal, gostaria muito de contar com a colaboração da Sra.Jaqueline. Com seus conhecimentos de analista de convênios públicos, poderia ser de extrema valia para nossas atividades, já que defendemos que este tipo de parceria seria uma boa solução para Monte Verde. Este é o caminho que pretendemos trilhar.
Com sempre reitero, estamos à disposição para contar com a ajuda de pessoas interessadas em trabalhar pela coletividade de Monte Verde, passando pela melhoria da saúde, educação e preservação do meio ambiente. Em breve estaremos divulgando  o endereço de nosso site, mas por agora estamos à disposição através de meu email : catapani.ops@terra.com.br
Atenciosamente
Wilson Catapani

VOZ DA TERRA  VIRTUAL (on lne) EM  24 DE AGOSTO DE  2.002

ACMV tem novo presidente

Na assembléia geral, especialmente convocada para a eleição e posse da nova diretoria da ACMV, realizada no sábado às 25h, dia 24 de agosto, o advogado Roberto Sérgio Lucas foi eleito presidente da ACMV, cuja posse definitiva acontecerá a partir de primeiro de setembro.

Egydio Coelho da Silva, presidente da assembléia, disse, ao abrir a reunião, que Roberto Lucas, mesmo sem ser presidente já havia mostrado trabalho e competência, pois, havia feito trabalho difícil de legalizar todas as atas da ACMV e deixar tudo preparado para registro, o que não se fazia desde 1.982. 

E que o momento era histórico para a ACMV, que agora inovava com a presença de um novo presidente com entusiasmo e vontade de trabalhar e mantinha, ao mesmo tempo, uma união com as pessoas que vinham dirigindo a ACMV há bastante tempo. 

Lembrou, finalizando, que esse procedimento vem sendo utilizado pela Sociedade Amigos de Monte Verde com bastante sucesso ao longo de muitos anos. 

O presidente eleito, declarou que pretende criar várias comissões para somar a todos num trabalho conjunto e manter muito diálogo com a Prefeitura de Camanducaia para que dê a Monte Verde a atenção, que o distrito merece. 

Entre os trabalhos previstos, está o seu empenho na construção do quartel da PM junto ao Portal de Entrada da Cidade.

Eis a íntegra da ata que registrou a eleição da nova diretoria da ACMV:

 "ATA DA ASSEMBLEÍA GERAL Do DIA 24-08-2.002 PARA ELEIÇÃO DA NOVA DIRETORIA

 Aos 24 (vinte e quatro) dias do mês de agosto do ano 2.002 (dois mil e dois), às 15h00, na Casa de Pedra, situada à Rua da Mantiqueira, no distrito de Monte Verde, município de Camanducaia-MG, realizou-se a Assembléia Geral da Associação Comercial de Monte Verde – ACMV, especialmente convocada para a eleição de sua nova diretoria. O presidente Egydio Coelho da Silva convidou para secretariar os trabalhos desta Assembléia a associada Sílvia Christina Falseti.

O presidente solicitou à secretária que lesse o edital de convocação, que foi exposto no Portal de Entrada da cidade e foi publicado no jornal da cidade, Voz da Terra, cujo conteúdo é o seguinte:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

 Pelo presente edital de convocação, nos termos em que dispõem os artigos 11 e 12 dos Estatutos Sociais (disponíveis na internet: www.monteverdemg.com.br ), ficam todos os associados da Associação Comercial de Monte Verde (ACMV), que se enquadrem no que dispõe o artigo 4.º , combinado com o 6.º, dos referidos estatutos, a comparecer à Assembléia Geral, que se realizará no próximo dia 24 de agosto de 2.002, na Casa de Pedra, às 15h00, para tratar do seguinte assunto:

Eleição da nova diretoria e do Conselho Fiscal, em seguida, a sua posse, cujos mandatos terão a duração de dois anos.

Observação: Qualquer associado em dia com as suas contribuições sociais pode votar e ser votado, bem como, organizar chapa para concorrer às eleições, exigindo-se apenas que os sócios se enquadrem no que dispõem os artigos 4.º e 6.º (1) e que a chapa completa, inclusive para o Conselho Fiscal, seja registrada na Secretaria da ACMV, com uma semana de antecedência. Nenhum candidato poderá constar em mais de uma chapa.

Monte Verde, em 05 de agosto de 2.002

Egydio Coelho da Silva - Presidente

(1): Art. 4.º: Poderão ser sócios da ACMV os comerciantes, hoteleiros, industriais, artesãos e prestadores de serviços em geral, estabelecidos no Distrito de Monte Verde, sem qualquer distinção de nacionalidade, cor, credo político ou religioso.

Art. 6.º: Os sócios contribuintes são as pessoas jurídicas, relacionadas no artigo 4.º, admitidos, como prescrevem estes estatutos, que se obrigam a pagar as mensalidades fixadas pela diretoria.”  

Em seguida, o Presidente informou aos presentes que havia apenas uma chapa inscrita nos termos em que dispusera o edital de convocação e solicitou a secretária que lesse a composição da única chapa inscrita, que é a seguinte:

 Presidente: Roberto Sérgio Lucas

1.º vice-presidente: Eurico Cioban

2.º vice-presidente José Aparecido Cardoso

1.º secretário: Sílvia Christina Falseti

2.º secretário: Egon Boetcher

1.º tesoureiro: Egydio Coelho da Silva

2.º tesoureiro: Leandro Simpício da Rosa

Conselho fiscal: Adelson Messias Amâncio, Luiz Benedito César e Roberto Stikan.

Em seguida, o presidente consultou os presentes sobre a conveniência de que a eleição se realizasse sem maiores formalidades, já que havia uma só chapa inscrita; mediante a concordância de todos, a eleição se processou por aclamação, caracterizada por uma salva de palmas dos presentes para a única chapa concorrente.

Após isso, o presidente da assembléia deu posse simbólica ao novo presidente da diretoria executiva, Roberto Sérgio Lucas, o qual, em seguida, deu posse simbólica aos demais diretores e membros do conselho fiscal, já que a posse plena e efetiva se iniciará a partir de 1.º de setembro de 2.002, para assim coincidir com o início do mês.

Nada mais havendo a tratar, o presidente deu por encerrada a presente Assembléia Geral dos associados da ACMV e, para constar, eu, Sílvia Christina Falseti, secretária da assembléia geral, lavrei a presente ata, que será assinada por mim e pelo presidente da assembléia geral".  

 

VOZ DA TERRA  IMPRESSA EM 23 DE OUTUBRO DE  2.002

 

ACMV apresenta projetos para melhorar Monte Verde

 

Roberto Sergio de Lucas

 

Após tomar posse oficial dia cinco de outubro, o presidente da Associação Comercial de Monte Verde, Roberto Sergio de Lucas, reuniu a diretoria na Casa de Pedra, juntamente com alguns representantes da comunidade e apresentou alguns projetos para Monte Verde, como:

- Construção do quartel, com 200 metros quladrados de área que será

construído do lado esquerdo do Portal, para quem desce à Camanducaia.

- Compra de uma viatura policial.

- Construção de um praça em frente ao Bradesco.

Os projetos serão realizados em parceria com a Prefeitura, associados

e doadores da comunidade.

Entre outros projetos da ACMV,estão também: a construção de um estacionamento para ônibus, reativar o parquinho ao lado do campo de futebol, recolhimento de animais nas ruas, padronização das placas para acabar de vez com a poluição visual de MV, serviço de consulta de cheques, padronizar o horário de funcionamento das lojas, contratação de um fiscal treinado para orientar os turistas e alguém para fazer a limpeza das principais ruas visitadas. 

"Nós vendemos descanso, lazer e natureza. Vamos cuidar de MV como se fosse a extensão da nossa casa e do nosso comércio", disse Roberto, Presidente da Associação. 

Foi anunciado também durante a reunião de posse do novo presidente, que as mensalidades serão diversificadas, ou seja, uma pousada com mais leito passará a pagar um pouco mais. Os valores ficaram estipulados assim: Lojas: R$35,00; Pousada com até 10 leitos: R$ 50,00 e acima de 10: R$ 90,00. "A próxima fase é divulgar os projetos que beneficiarão MV e pedir para que todos colaborem" acrescentou Roberto.

Algumas comissões: Construção do quartel e a da padronização das placas indicativas já foram formadas para que a comunidade se mobilize e possa enfrentar o mais rápido possível o problema de segurança e a poluição visual de MV, mas nada impede que qualquer pessoa queira fazer parte das comissões, basta procurar algum membro da Associação.

A ACMV pede aos empresários e hoteleiros que ainda não são membros da Associação, que se associem, contribuindo para que' o turismo cresça ordenadamente. Dirija-se até o Portal e faça a sua inscrição, ou ligue para 3438-1125 e peça informações quanto ao serviço prestado pela ACMV .

 

VOZ DA TERRA  EM 25 DE OUTUBRO DE  2.002

Email recebido 

De: Vicente Forlenza

Cidade: Monte Verde - SP - País: Brasil

 

Caro Sr. de Luca

 Venho por meio desta manifestar meu apoio incondicional nas medidas e diretrizes anunciadas em sua posse.

Estamos necessitando de uma dose de animo em nossa comunidade.

Gostaria que dentre outras coisas fosse focado pela sua adiministração, a retomada do asfalto no trecho Camanducaia/Monte Verde. Com a ajuda dos associados e o empenho da Associação Comercial , acredito que possamos finalmente conseguir que as surdas autoridades municipais, não nos abandonem novamente , com o termino das eleições.

Boa Sorte

Atenciosamente

 

 

 

(FIM DAS NOTÍCIAS)

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

 

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

 

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas:

(35)3438-1317 e (11) 3258-9898

Empresas que

apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br

 

 

GREEN VILLAGE HOTEL

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Frigobar,  interfone, antena parabólica, bosque c/13.000 m2.  Lareira. Sauna.                                      Av. do Sol Nascente, 711.  Fone-fax: (0XX35) 3438-1266 /1455

GREEN MOUNTAINS HOTEL

Hotel fazenda: chalés de luxo e stds. Lareira em todos os chalés, diárias com pensão completa, lago para pesca.                                                                          Estrada de Monte Verde, km 20 Fone: (0XX35) 3438-1317

Green Village Hotel

RESERVAS EM SÃO PAULO: (011) 258-9898 Fax: (011) 256-0287. Website: www.greenhotel.combr          E-mail: gm@greenhotel.com.br