VOZ DA TERRA - jornal impresso e virtual de Monte Verde

Diretor: Egydio Coelho da Silva

ENSINO: DE JUNHO DE 1.999 A ABRIL DE 2003

VOZ DA TERRA – JUNHO de 1.999

 

Enterro o chapéu

 

Para o abandono em que se encontra a E.E. Karlis Kempis, por omissão, principalmente, das autoridades municipais e estaduais.

 

NOTÍCIA DE 10-11-2.000

 

Alunos da Karlis Kempis fazem gincana na Chácara Adélia

Nesta próxima segunda-feira, dia 13 de novembro, o Grêmio escolar da Escola Municipal Karlis Kempis, estará promovendo uma divertidíssima “Gincana” para os  alunos da 4ª e 5ª série, que se realizará na Chácara Adélia a partir das 15h.

Vanilda Aparecida da Silva, diretora da Escola, informou que a gincana é um dos prêmios recebidos pelas 5ª séries do período da manhã, pelo seu comportamento e pela bonita campanha de coleta de lixo já realizada.

Este é um dos movimentos realizado pelo grupo “Amigos da escola”, que vem promovendo cursos e atividades extraclasse para os alunos da Karlis Kempis.

Essas atividades envolvem tanto aulas de reforço escolar, pintura (2ª e 4ª feiras às 14h), culinária (3ª às 15h) e música, como noções de meio ambiente, ecologia, esportes etc.

O movimento “Amigos da escola” já trouxe muitos bons resultados para a nossa comunidade.

Walderez Mazuchi, participante ativa do movimento “Amigos da Escola”, conta que graças ao trabalho de todos, “já estamos inaugurando um novo salão da escola”.

Promovemos uma bela palestra proferida pela terapeuta Paula Young de Atibaia.

Walderez faz questão de informar que o movimento conta com a colaboração de muitas pessoas, entre elas cita: a Giani do Hotel Ninho do Falcão, Maria Célia da Pousada das Hortências, a Vera e a Romualda, a equipe da Associação Nossa Rainha da Paz, o Marcelo da Casinha Pequenina.

A vice-diretora Filomena Maria dos Santos conta que graças ao trabalho de todos a Escola já conseguiu um bonito jardim e também doações de materiais, reativação do banheiro e bebedouros.

E não para por aí, já está em andamento o projeto para o presépio de final de ano, com os alunos da Karlis Kempis, com  texto e adaptação do Padre José Somett (Associação Nossa Senhora Rainha da Paz). 

Para os interessados no movimento “Amigos da Escola”, é só procura a diretora Vanilda Ap. da Silva ou uma das pessoas acima citadas.

 Juliana Teodoro

NOTÍCIAS DE OUTUBRO DE 2.000

 Alunos querem centro

poliesportivo

 

Isabela Lara, Gabriel Zugaiar, Lúcio Zugaiar e Ana Laura Mármore colheram centenas de assinaturas no abaixo assinado para pleitear Centro Poliesportivo na Escola Karlis Kempis.  

  

NOTÍCIAS DE MARÇO DE 2.000

2.º Grau beneficia 90 alunos

A instalação do 2.º Grau em Monte Verde veio beneficiar muitos alunos, inclusive os que haviam parado de estudar.

É o caso, de Moacir José Félix, 37 anos, (foto) que deixara de estudar em 1.985. Moacir conta que chegou a tentar em Camanducaia, "mas a gente saía cansado do trabalho e tinha que enfrentar a viagem de ida e volta".

A instalação do 2.º Grau se tornou possível graças a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura, conforme explicam a diretora Vanilda Aparecida Silva e a vice-diretora Filomena Maria Santos.

O Estado paga os professores e a Prefeitura administra, fornece merenda e se encarregou de construir mais duas salas e deverá ainda construir mais duas e o salão de festas.

No total, 90 alunos estão freqüentando o 2.º Grau, sendo que 40% recomeçaram os estudos, pois não tinham condições de viajar diariamente para Camanducaia.

A instalação do 2.º Grau em Monte Verde é aspiração antiga e, segundo Vanilda e Filomena, desde 1.979 já se pleiteava essa melhoria.

Em 15 de dezembro de 1.985, a então diretora da Escola Estadual Karlis Kempis, Nilce E. da Gama Ochin, Dalton Osterne, então Presidente da Sociedade Amigos

de Monte Verde e Egydio Coelho, presidente da ACMV, enviaram ofício ao Governador Hélio Garcia, solicitando 2.º Grau Profissionalizante (Técnico em Turismo).

Em 7 de abril de 1.996, o mesmo pedido foi entregue ao Governador Eduardo Azeredo, assinado pela ACMV, Sociedade Amigos de Monte Verde, Associação dos Moradores e pelo Sr. Verner Grinberg. A resposta era sempre que estavam estudando.

Embora o desejo de que o 2.º Grau seja profissionalizante (Técnico em turismo) ainda não tenha sido atingido, o fato de se conseguir a instalação de 2.º Grau normal já é uma grande conquista para Monte Verde.

Geraldo Rodrigues da Conceição  

VOZ DA TERRA EM 25-01-2.001

Repórter: Suely Silva - Redação: VOZ DA TERRA

Escolas podem ficar sem merenda escolar este ano

 A Prefeitura de Camanducaia se encontra num verdadeiro caos. As escolas estaduais e municipais podem ficar sem merenda este ano por falta de prestação de contas da gestão anterior para o Governo do Estado.

No dia 19 de janeiro, o prefeito Emydio Moreira recebeu um fax do Governo do Estado de Minas, apresentando um levantamento da situação da Prefeitura que deixou o prefeito e seus assessores em estado de tensão.

“É como se a Prefeitura estivesse em chamas e nós tentando apagar o incêndio pra ver o que sobra”, dizem o prefeito e o presidente da Câmara Rubens Mungioli.

São vários os convênios bloqueados por falta de prestação de contas do antigo prefeito. Para se ter uma idéia, foram bloqueados pelo SIAF/MG (Superintendência de assuntos financeiros) os convênios com a merenda escolar, Secretaria de Educação, Transporte escolar, SEAM (Secretaria de assuntos Municipais), SETOP (Secretaria de estradas transportes obras públicas), todos por falta de prestação de contas e dívidas com o Estado.

Os veículos da prefeitura estão sem condições de tráfego. A Patrol UB 130, por exemplo, está sem freio, com pneus faltando. Os ônibus, carros e caminhões sem condições de uso por falta de segurança. 

E com isso quem leva o prejuízo é toda população que precisa trabalhar, sem falar na dor de cabeça para os atuais administradores que estão tentando por a casa em dia e apagar o incêndio da prefeitura.

Será que vai sobrar alguma coisa?

VOZ DA TERRA – 18 DE FEVEREIRO DE  2.001

Colaboração de: Angélica - Redação: VOZ DA TERRA

 

Monte Verde investe em cursos

 

Nestes últimos seis meses, a população de Monte Verde foi presenteada com cursos de hotelaria, inglês e computação, trazidos de cidades vizinhas.

Com  a vinda de cursos para Monte Verde, os moradores estão aos poucos se conscientizando da importância do estudo curricular e mesmo de cursos extras profissionalizantes.  

Essa conscientização está sendo lenta, mas de muita importância, pois os empresários estão dando maiores oportunidades para trabalhadores monteverdense. Assim, não precisam “importar” mão-de-obra  especializada e qualificada mais cara.

O ano de 2001 começou com um curso de hotelaria e informática, que foi ministrado pelo Centro de Informática Avançada, onde os alunos contaram com aulas teórica e práticas. As aulas prática foram oferecidas através de estágios em alguns hotéis. 

O interesse pelos alunos já mostrou resultados, pois alguns deles já estão trabalhando definitivamente, onde fizeram estágio.  

O desenvolvimento de Monte Verde, com o passar dos anos, vem se acentuando, por esse motivo, aumenta, a cada dia,  a necessidade de profissionais preparados para todos os setores.

   

VOZ DA TERRA – 18 DE FEVEREIRO DE  2.001

Colaboração de: Angélica - Redação: VOZ DA TERRA

Evasão Escolar

Gislene Almeida Rodrigues, Regiane Aparecida da Silva,  Abel  Pires da Rosa, 16 anos e Maria Imaculada Silva, 17 anos, todos pararam de estudar na 6ª série, mas agora resolveram voltar aos estudos em 2.001.

Eles apresentaram vários motivos pelos quais se afastaram dos estudos.

Entre eles, é de se destacar a falta de interesse e desmotivação dos empregadores, que nem sempre facilitam o horário e ainda deixam de estimular para que continuem a freqüentar a escola. 

Como se sabe, existe séria evasão escolar no município e essa desmotivação acaba gerando resultados negativos muito graves.

Hoje, felizmente, a educação em nosso País está crescendo e melhorando a cada dia. 

Os governos estaduais e municipais estão conseguindo oferecer, para grande parte das crianças e soa jovens, o estudo fundamental e médio. 

A maioria das cidades brasileiras, mesmo as menores, recebe verbas para tais cursos, beneficiando todas as famílias. 

Em Monte Verde, não está sendo diferente, a Escola Municipal Karlis Kempis, de 1º e 2º graus, está preparada para acolher a todos. 

 Todo mundo sabe que somente estudando as pessoas podem ter uma boa visão política e também evitar o problema da "invasão" de pessoas de outras cidades, que acabam completando os quadros de funcionários das empresas (hotéis e restaurantes) e diminuindo a oportunidade dos que nascem e  crescem em Monte Verde. 

Isto agrava o problema social e de segurança do Distrito.

 

VOZ DA TERRA – 19 DE FEVEREIRO DE  2.001

Texto do debate, coordenado por Walter Monacci  em Monte Verde

 

DE: VEREADOR RUBENS MUNGIOLI, D.D. PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE  CAMANDUCAIA

Quero pedir algumas sugestões a todos os senhores, integrantes do debate, no sentido de melhorar o cardápio da "Casa das Crianças de Monte Verde" (creche).

A Prefeitura liberou totalmente a alimentação de nossas crianças ( ao todo são 94 matrículas, 60 ao mesmo tempo), que era uma de nossas prioridades.

Este cardápio tem o seguinte conceito:

  1. 2 tipos de grãos todos os dias.

  2. frutas todos os dias.

  3. verduras todos os dias.

  4. legumes todos os dias

  5. carne (bovina ou galinha) todos os dias

Ao longo de 2 semanas, todas as crianças (1,5 a 6 anos) consumirão todos os alimentos abaixo descriminados.

O café da manhã variando dia a dia:

Leite puro, leite com banana, leite com maçã, leite com mamão, bolachas, bolo (vários sabores), pão com margarina, pão com queijo

O almoço variando dia a dia:

Saladas mistas – alface, tomate, repolho, cenoura ralada, beterraba cozida, pepino, ovo cozido

Pratos principais variando dia a dia:

Arroz, feijão, lentilha, macarrão com molhos variados, purê de mandioca, purê de batatas, ensopado de galinha com legumes e raízes (beterraba, batata, mandioca, inhame, etc.), galinha picada com legumes (vagem, couves, pimentão, repolho, cenoura, berinjela, etc.), canjiquinha, carne moída com legumes e raízes, carne cozida com legumes, ensopado de carne com raízes.

Sobremesa variando dia a dia:

Pudim de chocolate, pavê, gelatina, canjiquinha, arroz doce, salada de frutas,.

1º Lanche da tarde variando dia a dia:

Ídem ao café da manhã

2º Lanche da tarde na saída, variando dia a dia:

Suco de frutas variadas da época ou laranja, limonada, suco de tomate, canjiquinha, salada de frutas, suco de beterraba com laranja, bolo, pão, bolacha.

Cardápio diferenciado para crianças do berçário (de 6 meses a 1,5 anos)

Mamadeira, aveia, mucilon, farinha láctea, papinhas de legumes, carne e feijão, sopas de legumes com macarrão, carne bovina e galinha, raspadinhas de frutas, pudins variados, suco de frutas.

Com relação às condições gerais da "Casa das Crianças" foram tomadas as seguintes providencias que nós consideramos urgentes.

  • Revisão médica pela Dra. Rosângela ( vermes, infecções cutâneas que já foram medicadas)

  • Combate aos piolhos (19 crianças tiveram piolhos)

  • Limpeza geral, inclusive do forro, onde havia fezes de ratos

  • Troca do tanque quebrado

  • Colocação de mais um tanque novo

  • Troca de torneiras

  • Desentopimento do esgoto

  • Reinstalação da pia do banheiro

  • Conserto da fiação do pátio

  • Conserto de fechaduras

  • Troca de sifão

  • Retirada de todos os fatores de risco – brinquedos de metal, arame farpado do varal e do portão lateral

  • Redisciplinamento – decréscimo da agressividade, educação para a mesa, escalonamento do almoço, escovação dos dentes ( não estava sendo feita ), lavar as mãos etc., etc., etc..

  • Tomar sol ( não estavam tomando sol ), jogar bola, correr, etc.

  • Reunião mensal com os pais, mães e empregados

Ainda temos muito a fazer:

  • Pintar a creche

  • Fechar a frente

  • Construir 3 salas

  • trocar armários

  • Soldar janelas e colocar os vidros quebrados

  • Trocar reatores das luminárias

  • Dedetizar

  • Consertar ou trocar o toca -fitas e CDs

  • Uniformizar os empregados

  • Uniformizar as crianças

  • Acompanhamento médico

  • Enfermeira ou assistente de enfermagem efetivo

  • 4 funcionários

  • Brinquedos para o berçário ( que estão sem estímulos ) e para as outras crianças

  • Cortinas nas salas

  • Palestras para os pais e empregados

  • Reforma da lavanderia

  • Recolocação de telhas

  • Horta

  • Play-ground (foi destruído)

  • Fraldas descartáveis

Recebemos algumas doações - colchões, chiqueirinho, alimentos, material didático, material para bazar beneficente, etc.

Por enquanto ainda estamos trabalhando com horário reduzido e empregados a menos, mas pouco a pouco chegaremos ao padrão que tínhamos em 1.996

Penso que até julho, tudo ou quase tudo, estará resolvido, talvez um pouco antes se tivermos mais ajuda.

Obrigado.

 

VOZ DA TERRA 06 DE JULHO DE 2.001

Suely Silva

Briga entre alunos na escola municipal pode acabar em greve

 

Brigas entre alunos, o portão aberto o dia todo e a falta de monitor no recreio, anda preocupando os pais, professores e a direção da Escola municipal Karlis Kempis. Os pais se reuniram e já decidiram: se não for tomada uma providência, a partir de agosto os alunos entrarão em greve.

De acordo com a vice-diretora da escola dona Filomena, não é possível a contratação de um funcionário para esse fim sem um concurso público. “Nós temos apenas um vigia noturno e os amigos da escola disseram que iria providenciar um monitor para os turnos de manhã e à tarde, não podemos fazer nada por conta própria sem autorização da prefeitura de Camanducaia” disse a vice-diretora.

O mais sério ainda, segundo os pais de alunos são as constantes ameaças, onde as crianças se sentem acuadas e não contam para as professoras. “Meu filho esta sendo ameaçado na escola, foi tentar ajudar sua irmã a se livrar de um colega que estava lhe atormentando e acabou levando um empurrão e cortou a testa” disse Reunice mãe de aluno. Segundo a direção da escola, se o aluno for pego brigando no pátio ou dentro da sala ele é suspenso e o caso é levado ao conhecimento dos pais. “Eu demorei em saber que meu filho estava sendo ameaçado, pois ele teve medo de apanhar novamente e ser perseguido” lamenta Reunice.

O apelo das mães é que se tome uma providência urgente, para que as crianças não sejam prejudicadas com uma greve logo no inicio do próximo semestre.

VOZ DA TERRA – 19 DE SETEMBRO DE  2.001

Diretora da Karlis Kempis é nomeada Secretária da Educação

Suely Silva

 

A diretora da Escola Municipal Karlis Kempis de Monte Verde, Vanilda Aparecida da Silva, foi nomeada na segunda feira (17/09) pelo prefeito Emidio Moreira Filho, para ocupar o cargo de Secretária Municipal de Educação, no lugar de Regina Maris Carvalho e Souza, que pediu a exoneração do seu cargo no início do mês.

Segundo Vanilda foi uma surpresa a sua nomeação.”Fui chamada pelo prefeito na manhã de segunda feira, no qual ele me fez o convite. Fiquei surpresa, pois não almejava o cargo” disse a diretora. Vanilda, residente em Camanducaia, tem 30 anos, é funcionária pública há sete.Já ocupou o cargo de diretora da Escola Municipal Francisco Leite Melo, por três anos.Foi supervisora pedagógica nas escolas Estadual Miguel Chiaradia e Dr Moreira Brandão, e há quatro anos ocupava o cargo de diretora na Karlis Kempis. É formada em Pedagogia pela Faculdade de Varginha, onde fez vários cursos de especialização, como administração escolar e supervisão pedagógica.

Funcionárias e companheiras de trabalho da Karlis Kempis, fizeram uma recepção de despedida na escola para a nova Secretária da Educação, nesta terça feira (18/09). “Para nós é uma perda muito grande, mas estou feliz em saber que vamos continuar contando com ela” disse a vice-diretora, Filomena.

Ainda não se sabe quem ocupará o cargo de diretora da escola. “Até o final da semana, o prefeito pretende nomear alguém para ocupar meu lugar, não sei quem será, mas posso garantir que é de Monte Verde”. Durante a recepção de despedida, Vanilda disse as funcionárias que já está preparando um Estatuto a pedido do prefeito, para fazer algumas mudanças nas escolas municipais, como por exemplo, uma eleição para escolha de diretores, como ocorre nas escolas do Estado. Até que a nova diretora não seja revelada pelo prefeito, Vanilda continua ocupando normalmente o cargo.

 

VOZ DA TERRA  – 07 DE NOVEMBRO DE  2.001

 Casa das Crianças de MV promove feijoada beneficente

 Suely Silva

 

No dia 27 de outubro a Casa das Crianças de Monte Verde promoveu uma feijoada beneficente com objetivo de arrecadar fundos para a fase final de sua reforma. De acordo com a responsável pela creche Fátima da Conceição Coelho, a prefeitura já desembolsou uma verba de 8 mil reais, mas foi preciso um pouco mais para o acabamento do novo berçário, o preparo de uma horta orgânica com dez canteiros, tudo para a saúde e o conforto das 98 crianças que ficam diariamente na creche.

Ao som do karaoquê do Sr.João Fróes, foram vendidas 209 porções de feijoada, arrecadando pouco mais de mil reais, com um lucro de 600. 

“Com esse dinheiro compramos uma pia nova e equipamentos para a horta”, diz Fátima.

A Casa das Crianças está passando por uma reforma desde fevereiro. Foi construída uma nova sala, o forro que estava quase caindo foi trocado, trocaram pias e tanques, pintura nova, a entrada que era aberta foi fechada, explica Fátima enquanto mostra as fotos da antiga creche. 

"A reforma não é só a parte física, mas também a pedagógica”, acrescenta ela. As professoras introduziram o ensino segundo a filosofia de Piaget e Waldorf, onde forma a criança para vida, aprendendo a manusear uma horta, ajudando a cuidar de suas próprias necessidades ficando sempre alerta ao mundo que o cerca.

As crianças chegam a passar o dia todo na creche, enquanto seus pais trabalham, por isso a necessidade de um local limpo, arejado, com espaço necessário para que a criança brinque e aprenda. 

Com certeza a Casa das Crianças de Monte Verde, através da eficiência das funcionárias, caminha para uma escola modelo. O que falta são os pais dessas crianças dar continuidade nessa educação, como, por exemplo, não deixar seu filho doente na creche, enquanto ele precisa dos seus cuidados, buscá-lo no horário determinado pela direção e quando o pai tiver um tempinho livre, ele vai contribuir muito ajudando na manutenção dos canteiros da horta.

 

VOZ DA TERRA  – 14 DE NOVEMBRO DE  2.001

Família na Escola

No dia 13 de novembro foi o dia da “Família na Escola”, um projeto do Governo Federal para incentivar o apoio dos pais na vida escolar do aluno. 

A escola Municipal e Estadual Karlis Kempis recebeu os pais de alunos durante todo período de aula. Os alunos realizaram uma exposição sobre reciclagem de lixo, dançaram e encenaram.

Após a diretora Jussara iniciar as atividades, a professora Neide leu uma mensagem para os pais de alunos dizendo sobre a importância em conversar com seu filho sobre a escola.”Educação tem a ver com honradez e não com dinheiro. Existem muitas empregadas domésticas que acompanham mais seus filhos do que os pais doutores”, disse a professora.

A escola Batista de Monte Verde realiza todo mês a Escola dos Pais, com participação de palestrantes, orientando pais de alunos. 

“Por ser uma escola particular e com um número bem menor de alunos, a atenção é redobrada. A Escola de Pais Ajuda muito a convivência dos pais na escola” disse a diretora Cássia. 

A próxima Escola de Pais acontecerá no dia 20 de novembro, às 19 horas, com a nutricionista Yerusha, no salão da escola

.

VOZ DA TERRA  (impressa) 08 DE DEZEMBRO DE  2.001

 

Casa da Criança

*A Casa da Criança de Monte Verde realizou uma feijoada beneficente para terminar sua reforma.

Os oitos mil reais, que a Prefeitura desembolsou, não foram o suficiente para terminar uma nova sala e a construção de uma horta natural com dez canteiros.

A Casa da Criança, através da coordenadora Fátima, pede aos pais de alunos que ajudem na manutenção do canteiro quando tiverem um tempo de folga. Afinal, eles estarão contribuindo com quem mais contribui com eles.

Ylêudio Avlis

 

 VOZ DA TERRA  (Impressa)– 14 DE FEVEREIRO DE  2.002 

 

Famílias recebem bolsa-escola

Suely Silva

Para atender as famílias carentes, que se inscreveram no Programa Bolsa-Escola do Governo Federal, a Secretaria Municipal de Educação do município de Camanducaia, trabalhou nos dias 26, 27 e 28 de dezembro em conjunto com a Caixa Federal para a entrega do cartão.

 

Foram atendidas no total 528 famílias no município, onde 834 crianças deverão receber 15 reais por mês num período vinculado ao Programa por dois anos.

Este programa foi criado para beneficiar as famílias carentes, para que mantenham os filhos estudando. A suplementação de renda varia de R$15,00 a R$45,00 por família, sendo que cada família poderá receber por até três filhos cursando o primário, do primeiro ano até a oitava série. Segundo o programa, o pagamento da Bolsa-Escola está condicionado a freqüência dos filhos às aulas, que será avaliada a cada três meses.        A exigência é de que as crianças tenham freqüentado, no mínimo, 85% das aulas no trimestre.

As mães receberam um cartão magnético, com o qual o dinheiro poderá ser retirado, sem burocracias, no banco, casa lotérica ou agências dos correios credenciados.

De acordo com a secretária de educação do Município, Vanilda Aparecida da Silva, o programa servirá como incentivo para que as crianças não abandonem a escola. “Além do incentivo, os alunos poderão melhorar seu material escolar, desde o alimento até o vestuário”, diz Vanilda.

Cada município teve um número estipulado pelo Governo Federal de famílias, que poderiam ser atendidas, mas que pode ser alterado no próximo ano de acordo com as necessidades da região.  

VOZ DA TERRA  (Impressa)– 14 DE FEVEREIRO DE  2.002    

 

ESCOLA BATISTA EM MONTE VERDE

Há quatro anos surgia em nossa comunidade a Escola Batista em Monte Verde, fruto de um sonho, a realização de um ideal surgido entre alguns casais moradores do local, que tinham filhos em idade pré-escolar.

 

Almejavam oferecer-lhes um ensino de qualidade e norteado por princípios cristãos, sem precisarem se deslocar para outros centros, tendo forçosamente que abandonar Monte Verde, ou viver num esquema de "duas residências", soluções difíceis e custosas, mas bem conhecidas de tantos que aqui vivem. Foi assim que surgiu a Escola Batista em Monte Verde cuja Entidade Mantenedora é a Igreja Batista local.

Hoje, a Escola Batista em Monte Verde tem desenvolvido um trabalho na área educacional e social junto às crianças desta cidade, com o intuito de prepará-las para atuarem num mundo competitivo de modo sábio e humano.                

 

"Ensina a criança no caminho em que deve andar e até quando envelhecer não se desviará dele."

 

Muito embora tenha enfrentado  dificuldades, que desafiam qualquer empreendedor, a Escola, felizmente, conta com o apoio de muitos.

A Escola Batista em Monte Verde tem crescido ano a ano e hoje oferece classes desde o Maternal III da Educação Infantil até a 4a. Série do Ensino Fundamental. É uma escola particular, mas tem na medida do possível concedido bolsas de estudos, visando ajudar e incentivar crianças que iniciam sua caminhada em direção ao futuro, cumprindo assim sua função social e filantrópica.

A partir deste ano de 2002, a Escola conta com a direção da Sra. Fabiana Kempis, pedagoga formada pelo Mackenzie, de São Paulo e vice-direção da Sra. Zilda Kempis, que já atuou como diretora da escola nos seus primeiros dois anos de funcionamento e agora está de volta. Ambas são membros da Igreja Batista e tem prestado trabalho voluntário, nada recebendo em troca a não ser a auto-realização de ver as crianças da nossa comunidade sendo preparadas, recebendo formação integral, envolvendo caráter, disciplina, valores éticos e cristãos, enfim, cidadãos que possam  adquirir conhecimentos e ocupar posições no desafiante mercado de trabalho, bem como cidadãos de caráter íntegro que possam contribuir de forma efetiva para o desenvolvimento do nosso Brasil e melhoria das críticas condições sociais que hoje vivenciamos.

A partir deste ano, a EBMV conveniou-se ao Sistema Positivo de Ensino, considerado modelo em todo o Brasil, testado e experimentado há quase 40 anos, presente em 2.000 escolas no país, bem como em 15 escolas no Japão, totalizando mais de 480.000 alunos. As Escolas conveniadas ao Sistema Positivo de Ensino, usufruem da experiência dos profissionais e da tecnologia do Positivo comprovada pelo material didático de alto nível.

FORMAÇÃO INTEGRAL

A EBMV preza por um Ensino Completo e Formação Integral, desprendendo-se da mera transmissão de conteúdos, da memorização mecânica e da repetição de informações para promover uma aprendizagem significativa e desenvolver as capacidades e potencialidades de seus alunos.

A credibilidade na construção de dias melhores, segundo a diretora da EBMV, Fabiana Kempis, baseia-se no ensinamento bíblico: "Ensina a criança no caminho em que deve andar e até quando envelhecer não se desviará dele." extraído do livro de Provérbios de Salomão, capítulo 22, verso 6.

A Escola Batista também oferece na sua grade curricular, aulas específicas de iniciação musical, coral, inglês e ensino religioso para que o aluno descubra o seu papel como ser social integral e auto-realizado, refletindo assim a efetiva presença de Deus. Outra área em que a EBMV tem se destacado é a educação ambiental. Os alunos, desde cedo, têm adquirido conceitos de desenvolvimento econômico sustentado, valorizando os recursos naturais, reconhecendo-os não somente como fontes de matéria-prima ou produtos, mas principalmente descobrindo a importância da sua utilização de maneira sábia, da preservação, da reciclagem e da busca de melhoria da qualidade de vida da população mundial.

A Escola Batista em Monte Verde realiza "Feiras de Tortas" e "Bazares de Utilidades" com a finalidade de integrar toda a comunidade bem como angariar fundos para melhorias na Escola. O projeto de reciclagem desenvolvido pelo corpo docente e discente, também visa levantar fundos para bolsas de estudo. Participe!!

As matrículas para o ano letivo de 2002 estão abertas. Caso você queira cooperar de alguma forma, a secretaria e a direção da escola terão grande prazer em receber sua visita. SEJA UM AMIGO DA ESCOLA. “NOSSA FILOSOFIA:

Escola Batista em Monte Verde

Rua Silvestris, 93 – Monte Verde

Tel. 3438 1673  

 

VOZ DA TERRA on line  – 26 DE MARÇO DE  2.002 (fee)

Email recebido 

Wilson R. Catapani
São Paulo-SP
Prezado Sr. Egydio: 

Como diretor da OMA - Organização Mantiqueira Ambiental- tenho a satisfação de anunciar que , como resultado de nossas ações em campanha de doação de material escolar realizada junto à Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André, serão entregues à Sra. Jussara, diretora da Escola Municipal Karlis Kempis , os seguintes materiais: 776 lápis pretos, 50 apontadores, 360 borrachas, 84 caixas de giz de cera com 12 unidades cada, 42 caixas de lápis de cor com 12 unidades cada, 100 canetas esferográficas, 66 conjuntos de lápis preto com borracha acoplada, 24 cadernos de 100 folhas, 75 cadernos de 50 folhas, 4 estojos plásticos e 8 camisetas brancas. Temos certeza que esta pequena ação virá somar-se a outras iniciativas que estaremos promovendo, no sentido de contribuir para a cultura e a educação das comunidades carentes  de Monte Verde.
Atenciosamente

VOZ DA TERRA  VIRTUAL (on lne) EM  04 DE SETEMBRO DE  2.002

 “Tarde da Culinária” faz sucesso na Escola Municipal Karlis Kempis

 

Variedades de pães feitos pelos pais de alunos e funcionários

 A Escola municipal Karlis kempis tem promovido a “Tarde da Culinária”. A idéia surgiu com a necessidade de arrecadar fundos para algumas reformas e a compra de um novo parquinho e da trave de gol, que no total somam 3mil e 400 reais. 

A primeira experiência foi com a venda de tortas.

E no mês de agosto foi a vez dos pães. Todos feitos com ajuda dos pais de alunos e funcionários da escola.

A prefeitura municipal de Camanducaia já contribui com a merenda, material didático e manutenção de pedreiro e pintor. Este ano a prefeitura enviou materiais esportivos como: bolas, rede de vôlei, colchonetes e instrumentos para a formação de uma fanfarra que deverá estrear no dia sete de setembro.

Segundo a diretora Jussara Rodrigues, a escola recebe muitas doações. “Ganhamos tintas, camisetas e uniformes. Ainda bem que podemos contar com ajuda de muita gente”, diz ela.

A Escola KK está muito diferente. Aos poucos está recebendo uma nova pintura, a quadra foi reformada e o parquinho novo está sendo instalado. Os alunos estão recolhendo as latinhas para vender e com o dinheiro arrecadado, eles contribuem com aqueles que não podem comprar o uniforme.

A próxima “Tarde da Culinária” será na última semana de setembro e de novo será a vez das tortas, prometendo muitas variedades. 

Com um preço bem acessível você ajuda a Escola KK a ser talvez uma escola modelo.

Mas, depois desta boa notícia, recebemos uma outra nada agradável. De acordo com a diretora Jussara, três alunos da segunda e terceira séries invadiram a escola no final de semana. 

Sujaram o parquinho passando barro, escreveram no muro e quebraram sete vidros. Os próprios donos da arte se entregaram e os pais foram advertidos. 

Não fizeram ocorrência, mas a direção e a comunidade que preserva o seu patrimônio pede, por favor, aos pais e alunos que ajudem a proteger a escola de possíveis vândalos, ou seja, daqueles que não querem vê-la crescer. 

“Toda melhoria é para nós mesmos. Se todos colaborassem seria muito diferente”, diz Jussara.

S.S.

 

VOZ DA TERRA  VIRTUAL (on lne) EM  23 DE SETEMBRO DE  2.002

 

Escola envia ofício solicitando instrumentos para fanfarra

ESCOLA MUNICIPAL "KARLIS KEMPIS" DISTRITO DE MONTE VERDE CAMANDUCAIA-MG

Oficio: N' 10/2002

Assunto: Solicitação (Faz)

Monte Verde, 13 de setembro de 2002

Camanducaia- M.G

Venho por meio deste, clamar a vossa solidariedade em ajudar-nos a montar uma fanfarra para a nossa escola, uma vez que ganhamos da prefeitura alguns instrumentos. Isto deixou nossos alunos motivados a dar continuidade e aperfeiçoamento.

Gostaríamos de contar com vossa generosidade, pois estamos precisando de:

4 cornetas em SIBE

4 cornetas em FÁ

1 cornetão em SIBE

1 cornetão em FÁ

2 fuzileiros

2 repiques 8 cm x 14"

2 caixas de guerra 13cm x 14"

2 surdos 45 cm x 14"

2 pares de pratos

Dentro de suas possibilidades qualquer ajuda nos será muito útil.

Pense com carinho e mande-nos o seu parecer.

Desde já agradecemos

Jussara Rodrigues de Souza e Silva

Diretora

 Ao Sr.

Emydio Moreira Filho , DD . Prefeito de Camanducaia  

VOZ DA TERRA  EM 25 DE SETEMBRO DE  2.002

Email recebido 

De: Jussara Rodrigues de Souza  Silva

Cidade: Monte Verde-MG - País: Brasil

 

ESCOLA MUNICIPAL “KARLIS KEMPIS”

RESOL. 8486/98 DE 31.01.98

DISTRITO DE MONTE VERDE - CAMANDUCAIA-MG

Monte Verde, 25 de setembro de 2002            

Ao Jornal “Voz da Terra”

Acreditando na boa intenção deste jornal, que várias vezes publicou assuntos referentes à escola, no dia 23 de setembro fui convidada pela Sra. Suely Silva, assessora de comunicação do jornal para que juntas pudéssemos escolher as fotos do desfile de 7 de setembro a fim de colocá-las na matéria da edição do mês.      

Aproveitando o momento, levei um ofício que havia escrito para enviar aos comerciantes, amigos e colaboradores da Escola. A Sra. Suely o copiou e me disse que  o enviaria por e-mail com o objetivo de chegar mais rápido ao fim destinado.

Mas o que ocorreu foi lamentável, pois o ofício tomou outro rumo, sendo enviado ao Sr. Prefeito sem minha autorização e assinatura, perdendo o verdadeiro sentido e objetivo que almejei.

Tenho liberdade em falar diretamente com a Secretária da Educação e com o Senhor Prefeito Municipal , não precisando fazê-lo da forma ocorrida.

Apesar da retratação publicada pelo Sr. Egydio, responsável pelo jornal, senti um grande desrespeito para com  minha pessoa. E por este motivo estou usando este espaço para esclarecer a quem possa interessar o que realmente aconteceu.

Atenciosamente,

Jussara Rodrigues de Souza  Silva

 Diretora

Jussara,

A culpa foi minha. Eu recebi o texto enviado pela Suely e, como não constava destinatário, entendi que - como se tratava de ofício - deveria ser endereçado a autoridade; no caso, à Prefeitura de Camanducaia e acrescentei isso. 

Há muito tempo atrás fiz um curso de correspondência comercial e aprendi (talvez tenha mudado hoje) que ofício é correspondência exclusiva entre autoridades. 

Uma coisa é certa: não houve intenção de prejudicar, muito menos de desrespeitar ninguém.

Abraços.

Egydio 

 

VOZ DA TERRA  EM 24 DE SETEMBRO DE  2.002

Email recebido 

De: Suely Silva

Cidade: Monte Verde-MG - País: Brasil

 

Sr. Egydio, por favor retratar na internet o ofício enviado ontem dia 23 de setembro no que diz respeito a Escola Karlis Kempis. 

O ofício é para a comunidade de Monte Verde e não para o prefeito. 

A Secretária de Educação ligou para a diretora dizendo que deveria ter primeiro passar para a prefeitura. 

Esta carta foi feita para a comunidade, não tendo nada a ver com a prefeitura. 

A prefeitura já doou a parte dela, agora é a vez do povo ajudar. Favor se possível ligar para a Vanilda ou prefeito dizendo que foi um engano, na verdade nem eu coloquei o nome do prefeito. 

Obrigado e não se esqueça de retratar, pois ficou mal para a diretora Jussara, a Vanilda alegou que passou por cima da autoridade dela. 

O bom sinal é que todos estão acessando a internet. 

Suely,

Como se tratava de ofício, entendi que só poderia ser enviado à Prefeitura. 

De fato o texto do pedido da Escola somente teria sentido se fosse dirigido à comunidade, já que a Prefeitura já havia dado a sua contribuição.

Egydio

 

VOZ DA TERRA ON LINE 08 DE  ABRIL DE  2003  

OMA promove curso de orientação para adolescentes

No dia 26 de abril, das oito às 17 horas na Escola Karlis kempis, especialistas da Associação Paulista de Adolescência irão ministrar um curso com o tema: Gravidez e Adolescência. Esta é mais uma iniciativa da Organização Mantiqueira Ambienta (OMA), que tem como objetivo transmitir e ensinar a toda comunidade tudo que envolve saúde, educação e meio ambiente.

Também serão abordados temas sobre as doenças sexualmente transmissíveis, Aids e drogas. O curso tem a intenção de orientar adolescentes sobre o sexo sem proteção, o que visivelmente vem ocorrendo em Monte Verde, adolescentes que mal sabem cuidar de si mesma e já são mães precocemente e estão expostas a doenças por falta de orientação e conhecimentos sobre o assunto.

As inscrições poderão ser feitas com a Jussara na Escola Karlis kempis em horário de aula. O lanche será gratuito.

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898

 

Empresas apoiam e  tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

 MONTE VERDE-MG

GREEN

VILLAGE

 HOTEL

Emails: gm@greenhotel.com.br reservas@greenhotel.com.br

 www.greenhotel.com.br   

 

Hotel pitoresco a 800m do centro. Apt.ºs., calefação no inverno. Piscina, frigobar,  interfone, antena parabólica.  Lareira. Sauna.

 

O Green Village possui uma área de 13mil metros quadrados de araucárias brasilienses. Os apartamentos são aconchegantes, com TV, frigobar. As diárias são com pensão completa, onde é servido um delicioso café da manhã. Um lugar encantador bem pertinho de tudo. Av. Sol Nascente, 711. Reservas: (35)3438-2035 e (11)3258-9898.

 

Empresas que apóiam e tornam possível a manutenção destas páginas na internet

 

GREEN

MOUNTAINS HOTEL

reservas@greenhotel.com.br

 

O Green Mountains é o hotel fazenda com a vista mais deslumbrante de Monte Verde. Chalés luxuosos com lareira, tv, aquecimento central, restaurante e pensão completa. Além de piscina e lago para a pesca. Um lugar inesquecível para toda família se divertir na montanha.

Estrada de Monte Verde, Km 20

Reservas: (35)3438-1317

e (11) 3258-9898